facebook
23/11/2020

Editorial - Novos e promissores horizontes

Editorial - Novos e promissores horizontes

Pode até ser senso comum dizer isso, mas um País só se desenvolve se consegue garantir que sua população tenha acesso à educação de ponta,  ou seja, forme cidadãos capazes de produzir com senso crítico e de criar itens de elevado valor agregado, sobretudo  utilizando   tecnologia.  

Falta muito para que o Brasil chegue neste patamar. E nos municípios da região Centro Sul não é diferente. Ao avaliarmos os índices escolaridade e renda, vemos que a maioria dos  municípios tem muitas pessoas com baixo grau de instrução e que ganham pouco.  A população regional  é carente de oportunidades, de conhecimentos e, consequentemente, de renda.

Entretanto, na comparação entre Irati e os demais municípios do Centro Sul, o grau de escolaridade da população é maior. Com a Universidade Estadual do Centro- Oeste, Unicentro, que é gratuita, instalada aqui há vários anos, com a recente vinda do Instituto Federal do Paraná para a cidade, também gratuito, pouco a pouco os cidadãos passaram a estudar mais.  Isso tem reflexo direto na qualidade de vida, pois a formação superior abre portas para melhores colocações no mercado de trabalho, maiores salários e condições mais dignas  de subsistência.

Um dos candidatos a prefeito de Irati falou muito sobre isso durante a campanha, colocando-se como exemplo das possibilidades que a educação gratuita traz. Inclusive de poder participar do debate político. Professor do Instituto Federal, ele enalteceu o quando a educação pode transformar a vida das pessoas.  

Nesta semana, o anúncio do primeiro vestibular da Universidade Campo Real em Irati traz mais um alento para a população. Mesmo sendo particular, a instituição instalada na cidade trará novas chances para quem sonha com um futuro melhor. Aqueles que podem pagar pelo ensino superior terão a possibilidade de escolher dentre os cursos oferecidos, possivelmente reduzindo a concorrência em alguns cursos gratuitos e aumentando as chances de todos.

Outro fator relevante  é a movimentação em toda a economia local que uma universidade faz. Esperamos que, assim como a Unicentro e o Instituto Federal,  a Campo Real traga novos e promissores horizontes.  

COMENTÁRIOS