facebook
18/01/2021

Paraná começará a vacinação contra o coronavírus ainda hoje

Governador Ratinho Junior declara aberta a campanha de vacinação contra o coronavírus no Paraná

Paraná começará a vacinação contra o coronavírus ainda hoje

“Declaro aberta a campanha de vacinação contra o coronavírus no Estado do Paraná. A partir de hoje, escreveremos um novo futuro”, declarou o governador Carlos Massa Ratinho Júnior, através das redes sociais na manhã desta segunda-feira (18).

No final de semana, 20 das 22 regionais de saúde do Paraná já receberam os insumos que serão utilizados na vacinação. Quatro caminhões carregados com 2,2 milhões de insumos saíram de Curitiba no sábado (16) e já finalizaram as entregas, que abastecerão as 1.850 salas de vacinas do Paraná. Apenas as regionais Metropolitana/Curitiba e de Paranaguá receberão os insumos hoje (18).

 “Realizamos com sucesso esta operação que abrange o Estado de ponta a ponta; confirmando assim que estamos preparados para, logo mais, enviarmos ainda mais insumos e as tão esperadas doses da vacina”, afirmou o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto.

Ainda não há um horário definido para o início da vacinação no Paraná, pois depende da chegada das vacinas ao Estado. As doses da vacina Coronavac destinadas ao Paraná chegarão no Aeroporto Internacional Afonso Pena e serão redistribuídas entre as regionais de saúde.

A 4ª Regional de Saúde, de Irati, estima que nesta primeira etapa sejam vacinadas 2.800 pessoas em toda a região Centro Sul. Receberão a vacina primeiro os profissionais da saúde que estão na linha de frente no enfrentamento à Covid-19, idosos que residem em instituições de longa permanência, como asilos, e indígenas que vivam em aldeias. 

Em entrevista à rádio Najuá, o diretor da 4ª Regional, Walter Henrique Trevisan, destacou a postura necessária para que o processo de vacinação transcorra com tranquilidade. “Precisamos ter, neste momento, um olhar humano e de entendimento entre todos nós, sabendo respeitar o nosso momento e a nossa hora de tomar a vacina. Não podemos ter falta de entendimento humano, mas sim temos que ter esta sensibilidade de olhar para o próximo e reconhecer aos nossos idosos o direito de se vacinarem porque são os mais acometidos pelas fatalidades, pelos óbitos”, comentou.

Segundo ele, os profissionais de saúde que não forem vacinados nesta primeira remessa deverão receber as doses assim que uma nova entrega for realizada.

Pandemia não acabou

E, mesmo com o início da imunização contra o coronavírus, é necessário cautela – continuidade do uso da máscara, do álcool em gel, do distanciamento social e dos outros cuidados para a prevenção do contágio pelo vírus –, destacam as autoridades.

“Não nos iludamos, pois a pandemia ainda não acabou, devemos seguir com as medidas preventivas que nos trouxeram até aqui”,  enfatiza o governador Carlos Massa Ratinho Júnior.

 

Texto: Da Redação/Hoje Centro Sul

Foto: Agência Brasil

 

COMENTÁRIOS