facebook
01/04/2021

Iratiense de 18 anos ainda espera encontrar doador de medula óssea compatível

Para se tornar um doador de medula óssea é necessário ter entre 18 e 55 anos de idade e estar em bom estado de saúde

Iratiense de 18 anos ainda espera encontrar doador de medula óssea compatível

A jovem iratiense Maria Eduarda Costa, de 18 anos, que tem leucemia – cuja história foi contada pelo jornal Hoje Centro Sul, no dia 19 de fevereiro – ainda está à espera do transplante de medula óssea, que só poderá ser realizado quando for encontrado um doador 100% compatível. A equipe da UCT pede às pessoas que podem e querem ajudar que façam o cadastro para ver se são compatíveis com a paciente, pois quanto maior for o número de cadastrados, maior é a possibilidade de encontrar o doador compatível.

Para doar medula óssea primeiro é feito o cadastro na unidade e coletado 5 ml de sangue. O material é encaminhado para o Registro Nacional de Doadores Voluntários de Medula Óssea (Redome). O registro do doador é cruzado com o Registro Nacional de Receptores de Medula Óssea (Rereme) para verificar a compatibilidade entre pacientes e doadores.

Quando o paciente entra no Rereme, o próprio sistema faz buscas diárias na tentativa de encontrar doador compatível. Acontece, também, a busca na Rede BrasilCord que contém os dados dos cordões umbilicais armazenados nos Bancos Públicos de Sangue de Cordão Umbilical e Placentário. E concomitantemente são feitas buscas internacionais pela medula compatível de cada paciente.

O transplante de medula óssea é um tipo de tratamento proposto para algumas doenças que afetam as células do sangue, como as leucemias e os linfomas. Consiste na substituição de células doentes por células normais da medula óssea, com objetivo de reconstituição de uma nova medula saudável. É na medula óssea que se localizam as células-tronco hematopoiéticas, responsáveis pela geração de todo o sangue.

Como ser um doador

Para se tornar um doador de medula óssea é necessário: ter entre 18 e 55 anos de idade; estar em bom estado de saúde; não ter doença infecciosa ou incapacitante; não apresentar doença neoplástica (câncer), hematológica (do sangue) ou do sistema imunológico; algumas complicações de saúde não impedem a doação, devem ser analisadas caso a caso.

As pessoas que preenchem estes requisitos e querem ser doadoras de medula óssea podem procurar a Unidade de Coleta e Transfusão (UCT) de Irati, localizada na Rua Coronel Gracia, 761, Centro, Irati-PR. Telefones: (42) 3422-3119 e (42) 3423-2400.

Texto: Da Redação/Hoje Centro Sul

Foto: Pixabay

COMENTÁRIOS