facebook
22/11/2021

Colégio Florestal de Irati está com as inscrições abertas até sexta-feira (26)

Conheça um pouco sobre cada curso e as possibilidades de atuação para profissionais formados nestas áreas

Colégio Florestal de Irati está com as inscrições abertas até sexta-feira (26)

O Centro Estadual Florestal Presidente Costa e Silva, conhecido como Colégio Florestal de Irati, está com as inscrições abertas até sexta-feira (26), para os cursos técnicos de 2022. Os cursos ofertados são: Técnico em Florestas, Técnico em Agronegócio e Técnico em Segurança do Trabalho.

As inscrições podem ser feitas no link: https://forms.gle/eEmQmBWSzGcqTn1J9 ou na secretaria do colégio de segunda a sexta-feira. Para efetuar a inscrição são necessários os seguintes documentos: RG e CPF do candidato; Histórico Escolar completo (para quem já concluiu o Ensino Fundamental/Médio) ou Histórico Escolar parcial (para quem concluirá em 2021).

Dúvidas podem ser esclarecidas no telefone (42) 3423-2511 ou (42) 3423-2381. As pessoas interessadas também podem conhecer o colégio, que fica na Avenida Paraná, 1000 – Vila São João, Irati.

 

Sobre os cursos e possibilidades de atuação no mercado de trabalho

Técnico em Florestas: Integrado - 3 anos de curso para egressos do 9º ano fundamental; Subsequente - 1 ano de curso para egressos do 3º ano do ensino médio.

Disponibilidade de alojamento masculino e feminino para alunos (as) da região e do interior.

O profissional irá atuar em toda a cadeia produtiva da madeira, como produção de mudas florestais, implantação de reflorestamentos, inventário florestal, extração e colheita, beneficiamento da madeira e todos seus usos comerciais. Executa o processo de produção, plantio, manejo sustentável na condução da floresta e industrialização dos recursos de origem florestal: a madeira e seus subprodutos, casca, folhas e resina, por exemplo, sempre orientado pela legislação e pela prática de menor impacto ambiental. Realiza a coleta, identificação e conservação de sementes florestais. Aplica métodos de manejo integrado de pragas, doenças e plantas espontâneas, monitora fauna e flora silvestres. Elabora documentos técnicos pertinentes à área. Utiliza máquinas e implementos específicos para a atividade florestal.

Atuação: O técnico em Florestas poderá atuar em entidades públicas e órgãos de proteção ambiental, órgãos de promoção de políticas públicas para o setor florestal, instituições de pesquisa e desenvolvimento de novos produtos, empresas madeireiras, empresas de papel e celulose ou entidades privadas, cooperativas, associações e comunidades. Ou ainda ter seu próprio empreendimento.

Técnico em Agronegócio: Integrado - 3 anos de curso para egressos do 9º ano fundamental; Subsequente - 1 ano e meio de curso para egressos do 3º ano do ensino médio.

O profissional desta área aplica técnicas de gestão e de comercialização que visam o aumento da eficiência do mercado agrícola e agroindustrial, identificando os segmentos das cadeias produtivas do setor agropecuário e seus derivados. Avalia custos de produção e aspectos econômicos para a comercialização de novos produtos e serviços, idealizando também ações de marketing, logística e turismo rural, aplicadas ao agronegócio. Auxilia a organização e execução de atividades de gestão do negócio rural de forma familiar ou industrial, podendo promover e gerir organizações associativas, cooperativas, empresas privadas ou entidades públicas. Programa ações de gestão social e ambiental para a promoção da sustentabilidade em toda produtividade rural.

Atuação: O técnico em Agronegócio atua em toda atividade agrosilvofrutipastoril. Pode também trabalhar em empresas comerciais, estabelecimentos agroindustriais, serviços de assistência técnica, extensão rural e pesquisa, revendas, consultorias e em empresas de fomento.

Técnico em Segurança do Trabalho: Somente Subsequente - 1 ano e meio de curso para egressos do 3º ano do ensino médio e com 18 anos completos. Profissional capaz de atuar em ações prevencionistas nos processos produtivos com auxílio de métodos e técnicas de identificação, avaliação e medidas de controle de riscos ambientais de acordo com normas regulamentadoras e princípios de higiene e saúde do trabalho. Desenvolve ações educativas na área de saúde e segurança do trabalho. Orienta o uso de EPI e EPC. Coleta e organiza informações de saúde e de segurança no trabalho. Investiga e analisa acidentes, recomenda medidas de prevenção e controle de riscos, de agentes ambientais agressivos e acidentes de trabalho, de doenças profissionais, indicando medidas de eliminação e neutralização de riscos. Elabora procedimentos de acordo com a natureza da empresa. Promove programas, eventos e capacitações com ações prevencionistas. Produz relatórios referentes à segurança e à saúde do trabalhador.

Atuação: O técnico em Segurança do Trabalho atua em empresas públicas e privadas, órgãos públicos de várias naturezas, que possuam empregados regidos pela Consolidação das Leis Trabalhistas – CLT e também como prestador de serviços nas empresas em geral.

Texto: Da Redação/Hoje Centro Sul

Fotos: Divulgação Colégio Florestal

Galeria de Fotos

COMENTÁRIOS