facebook
29/11/2021

Alunos dos sete colégios cívico-militares da região recebem uniformes

Alunos dos sete colégios cívico-militares da região recebem uniformes

Na tarde de quinta-feira (25), ocorreu a entrega dos uniformes para os alunos dos sete colégios cívico-militares dos municípios que fazem parte do Núcleo Regional de Educação de Irati. A solenidade ocorreu no auditório do Colégio Cívico Militar Duque de Caxias, em Irati, e contou com a presença dos prefeitos de Irati Jorge Derbli, de Rio Azul Leandro Jasinski e de Mallet Moacir Szinvelski, da vice-prefeita de Irati Ieda Waydzik, de vereadores da região, além de representantes de deputados.

De acordo com o chefe do Núcleo Regional de Educação (NRE) de Irati, Marcelo Fabricio Chociai Komar, os alunos de todos os colégios cívico militares do Centro Sul foram contemplados. “Hoje nós entregamos a parte simbólica, mas todas as escolas já receberam os seus kits, então o total de mais de 5 mil uniformes que foram entregues na região do Núcleo de Irati”, relata o chefe do NRE de Irati.

Receberam os uniformes os estudantes dos colégios: Parigot de Souza, em Inácio Martins; Duque de Caxias e João de Mattos Pessoa, em Irati; Nicolau Copérnico, em Mallet; Barão de Capanema, em Prudentópolis; Colégio Estadual Professora Maria Ignácia, em Rebouças;  e Colégio Estadual Afonso de Camargo, em Rio Azul.

Em 2022, deverão ser entregues os uniformes de gala, que são as fardas, conta o chefe do NRE de Irati. “A próxima etapa do governo, acredito que para o início do próximo ano, já estão sendo feitas as licitações para que eles possam receber o uniforme de gala, que vai contemplar este padrão”, comentou Marcelo.  

Ao todo, estão em funcionamento na rede estadual de ensino do Paraná 197 colégios cívico-militares, que têm matriculados 112 mil alunos.  Um dos diferenciais dos colégios cívico-militares é carga horária curricular maior, com aulas extras de português, matemática e valores éticos e constitucionais, além da atuação dos militares junto aos profissionais da educação. Segundo o chefe do NRE de Irati, o modelo está funcionando bem.

 “Está sendo uma sinergia, um trabalho fantástico, principalmente na questão dos professores, da direção, equipe pedagógica, funcionários com os militares, que fazem uma postura para além do civismo. A questão de regras, parte moral, parte ética, e sim de respeito, solidariedade, empatia e isso que faz toda a diferença na educação”, finaliza Marcelo.  

Texto: Da Redação/Hoje Centro Sul

Fotos: Ciro Ivatiuk/Hoje Centro Sul

Galeria de Fotos

COMENTÁRIOS