facebook
24/05/2021

“Maio Amarelo” chama atenção da sociedade para o cuidado e respeito à vida no trânsito

“Maio Amarelo” chama atenção da sociedade para o cuidado e respeito à vida no trânsito

O movimento “Maio Amarelo” tem como proposta chamar a atenção das pessoas para o alto índice de mortes e feridos no trânsito no mundo todo. Este ano, assim como em 2020, a iniciativa acontece no meio virtual. A proposta é alertar para o respeito e a responsabilidade no trânsito para a valorização da vida. Em 2019, segundo os últimos dados fornecidos pelo Observatório Nacional de Segurança Viária, foram 31.945 vítimas fatais nas vias brasileiras.

Outro motivo para aumentar os cuidados no trânsito é o fato de os hospitais estarem lotados com pacientes internados devido à Covid-19. Quase 3.200 acidentes de trânsito foram registrados pelo Corpo de Bombeiros do Paraná em abril deste ano, dos quais 66 resultaram em mortes imediatas e 170 vítimas precisaram se hospitalizadas.  Diante destes números, o “Maio Amarelo” é uma oportunidade para conscientizar a população sobre a direção segura e defensiva.

“A importância do ‘Maio Amarelo’ é muito grande, com as campanhas a conscientização chega a todos, trazendo assim mais atenção e cuidado no trânsito”, defende Lee Jhefferson de Souza, chefe da 21ª Ciretran de Irati, que atende também os municípios de Teixeira Soares, Fernandes Pinheiro, Rebouças, Rio Azul e Inácio Martins

Ele ressalta que o que a sociedade precisa fazer para evitar acidentes é muito simples, basta seguir as leis e normas do trânsito, sempre com a atenção ao pedestre e quem está circulando. “Afinal, sempre o menor tem a preferência”, explica Lee Jeferson.

A 21ª Ciretran realiza a entrega de diplomas aos motoristas que nos últimos dois anos não cometeram nenhuma infração. No decorrer do mês de maio, aleatoriamente, a equipe vai consultando a pontuação de quem vai até a sede do órgão e todos que correspondem com os critérios saem com um certificado de Menção Honrosa ao Trânsito.

Blitz educativas com a distribuição de material didático e conscientização dos motoristas também constam da programação para o mês.

Acidentes em Irati

Em Irati, de acordo com o Corpo de Bombeiros, mais de 50% de todos os acidentes de trânsito atendidos pela equipe são colisões, de todos os tipos (automóvel x moto, moto x moto, automóvel x anteparo, caminhão x automóvel, entre outros).

Neste ano de 2021, até esta segunda quinzena de maio, o Corpo de Bombeiros de Irati atendeu um total de 101 ocorrências de acidentes de trânsito, sendo 54 delas colisões. Em segundo lugar dentre os atendimentos, estão as quedas de veículos como motocicletas e bicicletas.

Quando ocorrem acidentes mais graves, em que é preciso a intervenção médica no local, o SAMU é acionado pelos próprios Bombeiros para prestar atendimento em situações de urgência e emergência. Por exemplo, quando há vítimas presas em ferragens ou sangramento. O SAMU conta com uma UTI móvel para dar suporte aos serviços.

Dicas de segurança no trânsito

As orientações do Corpo de Bombeiros para evitar acidentes são: respeitar a sinalização e os limites de velocidade, sempre dirigir defensivamente, se preocupando com o outro, utilizar cinto de segurança, fazer manutenção preventiva do veículo.

A médica socorrista do SAMU também faz um apelo para a conscientização dos condutores de veículos quanto ao respeito às leis de trânsito para evitar acidentes. “Peço que as pessoas tomem consciência, por meio do ‘Maio Amarelo’, de que as leis de transito não são para prejudicar, e sim para proteger a vida. Cuidado nas estradas”, diz Larissa.

A capitã Keyla complementa, enfatizando a necessidade de respeito aos pedestres.  “É preciso pensar, no momento que estamos na direção de um veículo, que logo podemos ser pedestres. Respeitar os pedestres sempre, pensar que eles são a prioridade e os mais vulneráveis no trânsito”, afirma a capitã.

Como é trabalhar como socorrista?

O Corpo de Bombeiros busca fazer o atendimento mais humanizado possível, colocando-se no lugar da vítima para pensar na melhor forma de atender e confortar as pessoas no momento de dificuldade, relata a comandante do 3º Subgrupamento do 2º Grupamento de Bombeiros de Irati e região, a capitã Keyla Karas Soltes.

A médica socorrista do SAMU de Irati, Larissa Mazepa, relata que os acidentes com a presença de crianças são os mais difíceis de atender. “As crianças não têm culpa do que está acontecendo. Quando há vítimas crianças choca mais toda a equipe, mas conversamos bastante com a equipe para que essa dor seja amenizada. Eu acredito que por mais profissionais que sejamos não tem como não se abalar”, disse a médica. “Por outro lado, a alegria é muito grande quando conseguimos levar para o hospital e as vítimas se recuperam”.

Segundo a capitã Keyla as situações mais difíceis de atender são aquelas em que há óbitos, pois que geram dificuldades maiores em lidar com as famílias. Quando há envolvimento de crianças e pessoas mais vulneráveis há uma carga emocional bastante grande nesses casos. “Mas buscamos sempre colocar o profissionalismo em primeiro lugar, nos fortalecer e apoiar, pois no momento em que estamos prestando o atendimento precisamos ter o foco voltado para a solução do caso, mesmo diante de todas as dificuldades”, conta a comandante do Corpo de Bombeiros de Irati.

Texto: Cibele Bilovus e Letícia Torres

Foto: Divulgação Corpo de Bombeiros

Legenda – Simulação de atendimento a acidente de trânsito com vítimas, feita em setembro de 2019

Galeria de Fotos

COMENTÁRIOS