facebook
06/11/2020

Você sabe o que é um infarto e como ele ocorre?

Médico explica como a hipertensão arterial afeta o coração, provocando infarto, como ocorreu com um candidato a prefeito de Irati. Também destaca os cuidados para evitar a pressão alta e melhorar a saúde

Você sabe o que é um infarto e como ele ocorre?

Recentemente, o candidato a prefeito de Irati Osvaldo Zaboroski sofreu um infarto enquanto discursava em um evento político que era transmitido ao vivo. Mas você sabe por que um infarto acontece? Para responder esta questão é preciso entender o que é hipertensão.  

A hipertensão ou “pressão alta”, como é popularmente conhecida, é o aumento anormal da pressão que o sangue faz ao circular pelas artérias do corpo. Uma pessoa é considerada hipertensa quando a sua pressão arterial fica a maior parte do tempo igual ou superior a 14 por 9. Entretanto, pode chegar a patamares bem maiores. Quando a pressão não é controlada e fica excessivamente alta, o coração é o órgão mais afetado. Por conta do aperto nas artérias coronárias, o órgão acaba não recebendo sangue e oxigenação suficientes, que é o que causa o Infarto Agudo do Miocárdio, mais conhecido como Ataque Cardíaco. Foi isso que aconteceu com o candidato de Irati.

De acordo com a filha de Osvaldo, Izabelli Zaboroski, ele tem hipertensão desde os 30 anos de idade. Segundo ela, a pressão arterial do pai oscilava entre 15 e 18. “E chegou até 23 por 19, há quatro anos, então fez tratamento com vários medicamentos, mas ele controlava”, contou.

A hipertensão também pode ocasionar a Angina Instável que um “pré-infarto”. Ou ainda afetar o cérebro e ocasionar o Acidente Vascular Encefálico (AVE) ou Acidente Vascular Cerebral (AVC).

A pressão alta é um mal que atinge muitas pessoas de diferentes idades, como explica o médico Eduardo Bento Lopes Neto. “Não temos idade! Principalmente hoje em dia, nós vemos hipertensão em criança. Algumas patologias na criança que podem fazer algumas destruições renais. Como também pode ter hipertensão no idoso. Então, não é a idade”, comenta. 

A doença não tem cura, mas existem alguns cuidados que podem ser tomados para evitar o surgimento do problema ou para controlar a pressão arterial. Como a obesidade é um dos fatores que podem levar a pressão alta, a baixa do Índice de Massa Corporal (IMC) para menos de 25 é importante, pois, segundo o médico, a perda de peso pode baixar entre 20 e 30% a pressão arterial. Outra orientação do profissional de saúde é alimentar: “Aumentar a ingestão de alho, que hoje em dia está sendo comprovado que é de uma eficácia muito boa”, sugere Eduardo Bento.

Outras orientações para o controle da pressão são reforçar a vitamina D, diminuir a ingestão de sal, praticar atividades físicas, aumentar a ingestão de peixes e carnes brancas.

Sem sintomas

A pressão alta pode não apresentar sintomas, por isso, é importante a realização de exames anualmente para acompanhamento da saúde. 

“Procurar seu clínico geral de confiança, procurar o médico que a família tem um carinho ou até mesmo os médicos do posto, nós temos excelentes profissionais na cidade que podem estar suprindo e sanando as dúvidas da população”, destaca o médico Eduardo Bento Lopes Neto.

Constatadas variações na pressão arterial deve ser feita a aferição constante. O acompanhamento da pressão pode ser feito através do Monitoramento Residencial da Pressão Arterial (MRPA) que é quando o próprio paciente acompanha a sua pressão em casa ou então pelo Mapa 24h, que é o monitoramento através de um aparelho portátil que confere a pressão do portador a cada 15 minutos durante 24 horas.

Causas da hipertensão

Os principais fatores que levam a ter pressão alta são: Idade (normalmente após os 60 anos), obesidade, ingestão excessiva de sal, uso abusivo de bebidas alcoólicas, o sedentarismo e fatores genéticos. A hipertensão também pode ocorrer em algumas gestantes, crianças e pessoas jovens.

Osvaldo Zaboroski já apresentou melhoras

O candidato a prefeito de Irati Osvaldo Zaboroski, que sofreu um infarto no dia 20 de outubro, permanece internado na UTI da Santa Casa, mas já apresentou melhoras e respira sem a ajuda de aparelhos. “Foi um nascimento novamente para nós da família, uma grande alegria e emoção”, declarou a filha do candidato, Izabelli Zaboroski.

Apesar da melhora, o candidato ainda não tem previsão de alta e deverá passar por um exame, fora de Irati, para diagnosticar possíveis obstruções nos vasos sanguíneos. “Assim que surgir uma vaga em Ponta Grossa ou em Campo largo ele terá que fazer um cateterismo”, contou Izabelli.

Texto: Daniela de Mello e Letícia Torres/Hoje Centro Sul

Fotos Pixabay

Galeria de Fotos

COMENTÁRIOS