facebook
30/10/2020

Vacinação contra a pólio atingiu 70,95% das crianças e a campanha está terminando

Vacinação contra a pólio atingiu 70,95% das crianças e a campanha está terminando

Nesta sexta-feira (30) encerra a Campanha de vacinação contra poliomielite. Em Irati, a vacinação teve início no dia 28 de setembro, mas até o penúltimo dia da campanha, quinta-feira (29), tinham sido aplicadas apenas 2.220 doses da vacina, o que totalizava 70,95% do público-alvo, que são as crianças com idade de 1 a 4 anos. A meta é atingir 95%.

Segundo o setor de Epidemiologia da Secretaria Municipal de Saúde de Irati tem sido difícil atingir as metas de cobertura vacinal nos últimos anos, pois muitos pais têm deixado de vacinar os filhos. Somente com muito trabalho de conscientização e divulgação, o índice é melhorado.

“A população deve manter o calendário básico vacinal atualizado, incluindo as vacinas de campanha, para garantir que não fiquem doentes por doenças graves e que são imunopreveníveis”, alerta a enfermeira chefe do setor de Epidemiologia, Denise Homiak Fernandes.

Ela enfatiza que as vacinas são eficazes para a prevenção e devem ser utilizadas. “A população precisa ter consciência que inúmeros seres vivos, sejam eles vírus ou bactérias estão circulando ao nosso redor. Muitos deles já têm a vacina aprovada pelos órgãos competentes, são garantidas e eficazes na proteção”, explicou a enfermeira chefe do setor de Epidemiologia, Denise Homiak Fernandes.

Poliomielite

A poliomielite é causa por um vírus que pode afetar os nervos e levar à paralisia parcial ou total. É importante frisar que a única forma de prevenção é com a vacinação, ela é oral com a aplicação de duas gotas para cada criança.

A 1° dose é indicada com 2 meses de idade, a 2° dose com 4 meses e a 3° dose com 6 meses. E depois, são dadas as doses de reforço aos 15 meses e aos 4 anos de idade.

De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde (SESA), o Paraná não registra novos casos de Poliomielite desde 1986, porém o vírus ainda está presente e por isso a vigência constante da saúde para a comunidade. A vacina contra poliomielite faz parte do Calendário Nacional de Vacinação e está na rotina dos postos e unidades de saúde.

Sarampo

Continua o chamamento para que todas as pessoas que têm entre 20 e 49 anos de idade (independente se seu esquema vacinal esteja completo ou não) procurem uma unidade básica de saúde para tomar uma dose da vacina contra o sarampo, caso ainda não tenha tomado esse ano.

Texto:Daniela de Mello/Hoje Centro Sul

Foto: Agência Estadual

COMENTÁRIOS