facebook
10/12/2021

Tecpar moderniza complexo laboratorial para realizar ensaios para indústria

Tecpar moderniza complexo laboratorial para realizar ensaios para indústria

O Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar) atualizou a infraestrutura de seus laboratórios com a aquisição de um novo equipamento para a realização de ensaios tecnológicos. É um Sistema de Cromatógrafo a Gás, modernização que trará mais qualidade e agilidade na realização de análises voltadas, principalmente, a empresas da área da saúde e à indústria de alimentos.

O novo cromatógrafo é um dos equipamentos adquiridos com a modernização de cinco laboratórios de centros tecnológicos do Tecpar finalizada no segundo semestre deste ano. O projeto de modernização do complexo laboratorial conta com duas etapas: a primeira, com a entrega dos cinco laboratórios, e a segunda, com aquisição de novos equipamentos, com investimento de R$ 4 milhões.

Para o diretor-presidente do Tecpar, Jorge Callado, a aquisição de novos equipamentos visa aprimorar a qualidade dos ensaios laboratoriais e acompanhar os avanços tecnológicos da indústria, segmento em constante atualização. “Realizamos um trabalho de melhoria contínua, sempre conectados com o que o mercado precisa, de forma a colaborar com a indústria na entrega de produtos confiáveis, seguros e de qualidade”, afirma.

Área da saúde

Para empresas da área da saúde, o equipamento recém-adquirido deve atender as demandas de análise de resíduo de óxido de etileno e seus derivados, a fim de avaliar o atendimento aos critérios dos ministérios da Saúde e do Trabalho e Emprego.

O óxido de etileno é um gás utilizado na esterilização de materiais médico-hospitalares, especialmente para materiais e artigos que não poder ser esterilizados por vapor ou por alta temperatura (termossensíveis).

De acordo com a legislação, empresas que realizam esterilização com estas substâncias são responsáveis pelo controle biológico e controle de resíduos nos materiais esterilizados. Após os processos de esterilização, os resíduos de óxido de etileno e de seus derivados nos materiais não devem ultrapassar os valores estipulados nas portarias ministeriais.

Essencial

Segundo a gerente do Centro de Tecnologia em Saúde e Meio Ambiente do Tecpar, Daniele Adão, quando o óxido de etileno é utilizado, pode ser absorvido ou reagir com alguns materiais específicos, liberando substâncias tóxicas ou deixando resíduos que trazem a riscos à saúde.

“Os ensaios de cromatografia são extremamente importantes para garantir a qualidade de materiais usados na área da saúde, uma vez que a presença do óxido de etileno no corpo humano pode causar problemas como câncer, mutações genéticas ou danos ao feto durante a gravidez. Também contém substâncias químicas altamente tóxicas ao sistema nervoso central”, afirma.

Ela destaca que realização dos ensaios é feita conforme a norma ISO 10993-7, que define os limites permitidos para resíduos destas substâncias, e como isso deve ser analisado.

Indústria da saúde

A Signo Vinces é uma indústria paranaense de produtos médicos que utiliza as análises do laboratório de cromatografia desde 2020. Localizada em Campo Largo, na Grande Curitiba, fabrica implantes, componentes protéticos e instrumentais cirúrgicos, atendendo dentistas, protéticos e hospitais de todo o País.

“Estamos muito satisfeitos com o serviço realizado. Para nós é uma parceria de sucesso. Temos a agilidade e a confiança que o nosso cliente merece, sempre contando com a atenção e apoio da equipe técnica do Tecpar, que é um laboratório de referência no Paraná”, afirma Elaine Rossetto, coordenadora de Assuntos Regulatórios da empresa.

A profissional explica que a análise é necessária porque um dos processos de esterilização dos produtos fabricados na empresa é por óxido de etileno (ETO). Ao retornar da esterilização, uma amostra é retirada e enviada ao Tecpar, para a realização dos testes, já que este é um gás que em determinada concentração pode ser tóxico.

“A carga fica em quarentena até a liberação do laudo do Tecpar atestando que as concentrações de ETO e seus subprodutos estão dentro dos limites especificados, garantindo assim a segurança do usuário e do paciente”, salienta Elaine.

Alimentos

O cromatógrafo também será utilizado para atender demandas da indústria de alimentos. O equipamento auxilia nos ensaios de identificação de ácidos graxos, que são substâncias derivadas de gorduras e óleos animais e vegetais presentes nos alimentos. Além de detectar impurezas potencialmente tóxicas em produtos alimentícios, a cromatografia é usada no controle de qualidade do perfil nutricional dos alimentos.

Variedade

O laboratório de cromatografia faz parte do complexo laboratorial do Centro de Tecnologia em Saúde e Meio Ambiente do Tecpar. Os laboratórios do centro têm ensaios acreditados pela Coordenação Geral de Acreditação do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), registrados no Ministério da Agricultura, Abastecimento e Pecuária (Mapa) e habilitados na Anvisa e na Rede Brasileira de Laboratórios Analíticos (Reblas).

Texto/Foto: Agência Estadual

COMENTÁRIOS