facebook
15/02/2021

Rio Azul: Jasinski assumiu com o gás total e já conseguiu assegurar recursos para várias obras

Rio Azul: Jasinski assumiu com o gás total e já conseguiu assegurar recursos para várias obras

Poucos dias após assumir o cargo de prefeito de Rio Azul, Leandro Jasinski já mostra que pretende ser um gestor dinâmico e atento às necessidades da população. Junto com o vice-prefeito, Jair Boni, ele já garantiu recursos para significativas obras de infraestrutura no Município.

“No total são R$ 5 milhões e meio para pavimentação”, conta Jasinski, referindo-se a recursos estaduais, destinados a Rio Azul por intermédio dos deputados estaduais Hussein Bakri e Luiz Cláudio Romanelli e do secretário de Estado de Infraestrutura e Logística, Sandro Alex.

Com este montante, estão programadas obras de pavimentação em ruas da Vila Diva, dois quilômetros de pavimentação na saída para a comunidade de Faxinal do São Pedro e dois quilômetros e meio de pavimentação na saída para a comunidade de Cachoeira dos Paulistas.

Outra iniciativa que já foi tomada pelo prefeito foi enviar à Câmara Municipal um projeto de lei solicitando autorização para uma operação de crédito no valor de R$ 6 milhões. Os recursos serão destinados para a compra de maquinário para a execução de serviços nas estradas rurais de Rio Azul. A gestão pretende comprar três caminhões-caçamba traçados, um caminhão-caçamba cabine dupla, um britador grande e um rolo compressor.   “A compra desses equipamentos está dando em torno de uns R$ 4 milhões e 200 mil, vai depender das licitações”, comenta Jasinski. Com o restante do valor do empréstimo, ele pretende  utilizar cerca de R$ 1 milhão para fazer a pavimentação da Vila Beira Linha e R$ 800 para a construção de um barracão industrial.

No trecho a ser pavimento na Vila Beira Linha deverão ser beneficiadas as famílias que já residem no local e também  famílias que futuramente irão morar em um conjunto habitacional de 50 casas, cujo projeto já está em execução. Jasinski fala sobre o terreno onde serão edificadas as casas, que também deverá abrigar barracões industriais. “Esse terreno, de dois alqueires, foi adquirido na gestão do Alexandre Burco. Metade foi destinada ao residencial, que são as 50 casas, e a outra metade é destinada para a área industrial”, diz o prefeito.

Ele detalha que a pavimentação também será de útil para as novas empresas que deverão se instalar nesse espaço, ou seja, na outra metade do terreno.  “Então nós queremos com esse financiamento fazer o asfalto, a pavimentação aqui e nessa área industrial,  queremos fazer barracão também com o financiamento”, diz.

Atenção à população carente

As obras que estão programadas para melhorar a infraestrutura na Vila Diva e na Vila Beira Linha atenderão pessoas de grande vulnerabilidade social. “São duas vilas mais carentes, que precisam de investimentos, que sempre ficaram abandonadas. Nós queremos fazer um asfalto com ciclovia, com calçada, com iluminação”, conta o prefeito.

Outra meta de Jasinski e de Boni é promover a geração de empregos, para que os moradores de Rio Azul tenham acesso a emprego e renda, sobretudo os mais carentes.

Estradas rurais

Fazer os reparos necessários nas estradas rurais de Rio Azul, onde reside a maioria da população do Município,  é outro grande objetivo da gestão. Tanto que o próprio vice-prefeito tem se dedicado ao setor.

Entretanto, neste início de mandato, tem sido enfrentadas dificuldades com o maquinário. “Quando nós entramos aqui na Prefeitura eu peguei um papel, um documento, e dei para cada motorista, para cada operador de máquina, para eles falarem para nós todo o problema que o maquinário tem. E teve um caminhão que deu condição de trabalhar, de 7 caminhões que tem no pátio”, relata Boni.

Das duas motonivelaras de que o Município dispõe, uma está parada devido a problemas técnicos. Uma escavadeira hidráulica grande também. Isso tem dificultado um pouco o trabalho. “A situação dos maquinários ficou bastante precária, nós tivemos que arrumar bastante, mas nós estamos fazendo isso sem ficar reclamando, arrumando e trabalhando, porque não podemos ficar perdendo tempo, ainda mais com tanta chuva que deu”, destaca Jasinski.

Na tentativa de deixar os equipamentos sempre funcionando, uma nova estratégia foi adotada pela gestão, manter mecânicos permanentemente no Pátio de Maquinas para fazer os reparos. Boni detalha a medida: “Nós não estamos mandando reformar nada fora, nós contratamos dois mecânicos para trabalhar dentro do Pátio, daí você ganha toda essa mão de obra, o gasto para reformar é bem menor,  consegue sobrar mais dinheiro e gera emprego no Município”.

Boni ainda agradece os funcionários públicos municipais, que tem atuado com dedicação, inclusive nos finais de semana, nos sábados, para resolver os problemas das estradas.

Texto: Ciro Ivatiuk e Letícia Torres/Hoje Centro Sul

Fotos: Ciro Ivatiuk/Hoje Centro Sul e Divulgação

Galeria de Fotos

COMENTÁRIOS