facebook
13/11/2020

Rio Azul: Candidatos a prefeito trocam críticas durante debate

Rio Azul: Candidatos a prefeito trocam críticas durante debate

Na sexta-feira (06), os candidatos a prefeito de Rio Azul, Leandro Jasinski (PSD) e Rodrigo Solda (PSL) participaram do debate organizado pela Rádio Najuá e Jornal Hoje Centro Sul.

Eles apresentaram as suas propostas para o Município, falaram sobre os serviços que pretendem melhorar em Rio Azul e trocaram críticas em relação às suas atuações  políticas – Rodrigo é candidato à reeleição e Jasinski é vereador. 

Ao longo do debate, os candidatos fizeram perguntas entre si e responderam questões dos jornalistas.

Primeiro Bloco

Leandro foi o primeiro a falar e questionou o oponente sobre geração de empregos, com a pandemia. “Estou vendo o ramo da serraria e o ramo madeireiro contratando, o que nós temos em específico é uma situação aonde nós temos que investir na política de primeiro emprego”, disse Rodrigo Solda, acrescentando que os fumicultores enfrentam dificuldades e que tem um projeto para que sejam oferecidos treinamentos para as pessoas.  “Visitando as empresas a gente constata que os empresários estão querendo gente compromissada, com o interesse de buscar um ofício, uma renda, com a garantia de salário”, disse. Ele ainda falou que é preciso fortalecer a agropecuária.

Em sua réplica, o candidato do PSD criticou o atual prefeito.  “Rio Azul não tem visto muitas ações vindo da sua gestão para ajudar as empresas hoje existentes, funcionando no município, e para atrair novas empresas. Temos um grande terreno que já está destinado para a área industrial e não foi mexido”, afirmou Leandro. Segundo ele, empresas não se instalaram por falta de incentivo. Em sua tréplica, Rodrigo citou que o oponente é vereador há oito anos e que passam pela Câmara os pedidos de comodato para a instalação de empresas.  “Estou aguardando a vontade de várias empresas, visitei algumas que querem vir, inclusive estou vendo empresas que estão ampliando o seu parque de máquinas, como a Madeireira Rio Claro, que tem uma caldeira nova, não é para bonito, aquilo é para investir em geração de emprego”, afirmou Rodrigo.

Na sequencia, o atual prefeito falou que Rio Azul recebeu um prêmio pelo incentivo e assistência farmacêutica e perguntou a opinião do adversário. Leandro disse: “Fui um dos vereadores que mais questionou, brigou, defendendo os interesses da população pela enorme falta de medicamentos que vinha acontecendo no Município”. E acrescentou: “Um gestor público deixar faltar remédio, deixar faltar medicamento para sua população, isso é um grande desrespeito com seu povo”.

Em sua réplica Rodrigo disse que ampliou a compra de medicamentos na comparação com a gestão anterior. “Em 2020 atingimos mais de um milhão comprando vários tipos de medicamentos que antes nunca tinham, não eram fornecidos”, disse. Também citou uma denúncia, feita pelos vereadores, sobre compra de remédios. Segundo Rodrigo, a denúncia foi feita: “Falando que faltava medicamentos que não era do básico. Vocês encaminharam ao Ministério Público atrasando a compra dos demais medicamentos e agora o Ministério Público arquivou a denúncia, entendeu que o povo tem direito ao acesso ao medicamento". Leandro, em sua tréplica afirmou: “Nunca atrasamos compra de medicamento, entrega de medicamento, para ninguém. A nossa cobrança foi pela falta de medicamentos, para adquirir mais medicamentos. Nós temos, aqui, um tempo muito precioso que estamos falando com grande parte da nossa população, por favor, não venha com mentiras".

Depois, Leandro perguntou ao oponente sobre o fornecimento de kits de material e uniforme escolar e sobre o transporte universitário, afirmando que o atual prefeito já prometeu isso anteriormente e não cumpriu. Rodrigo respondeu: “Eu ofertei 2.000 kits, entregue em quatro anos. Todos que precisaram, tiveram. Nós não fizemos politicagem tirando foto, nunca faltou nenhum material, as mães e pais sabem disso”. Também falou que houve investimento em contratação de professores, capacitação, compra de material didático e que o Ideb do Município aumentou. 

Leandro replicou: “O povo sabe que eu não estou mentindo, nada disso existiu”. Ele ainda citou outros municípios que fornecem uniformes e materiais escolares, além comentar sobre o transporte até as universidades. “A ajuda no transporte para os universitários que tinha antigamente e é uma coisa boa, porque não continuar? Quantas pessoas tiveram acesso à universidade e hoje não tem por falta de condição”, afirmou Leandro. Em sua tréplica Rodrigo Solda disse que a frota de ônibus do transporte escolar estava sucateada quando assumiu a gestão e que gastou muito com isso. Quanto ao transporte para os universitários, falou que a Associação dos Universitários precisa estar em dia, para que haja convênio. Ainda disse que fará o programa UnitecRio. “Para universitários e do ensino técnico poderem ter a condição de poderem se qualificar. Como eu falei, emprego e estudo na mesma linha, na mesma direção e eu vou investir muito nisso no segundo mandato”, afirmou Rodrigo.

Na sequência, Leandro questionou o oponente sobre diversificação na agricultura.  “O próximo passo da diversificação rural é provocar a renda, a renda em vários nichos da produção agrícola, isso que a gente precisa fazer. Nós temos a cooperativa Coafra, que a gente conseguiu fazer investimentos para eles terem o transporte adequado, que era promessa antiga, e conseguimos investir numa sede própria. E agora a gente sabe que eles têm que ter meios de conseguir fazer a venda”, disse. E acrescentou: “Nós também temos que fazer a qualificação para eles poderem fazer a comercialização adequada”.

Em sua réplica Leandro foi enfático: “Mais uma vez se contradizendo, candidato. Nós já encontramos muitas, muitas famílias nesse interior, nessa campanha, que estavam produzindo, vendendo os seus produtos na diversificação dentro da propriedade, que vendiam muito para outras cidades, vendiam mais para merenda escolar, o que foi diminuído. Muitos programas que vinham de gestão passada foram paralisados”. Rodrigo defendeu-se: “Ele esquece que a gente tá enfrentando uma pandemia. Ele esquece que ele mesmo assinou um documento, onde ele passou a responsabilidade para nós tomarmos as decisões esse ano, sem a presença deles, vereadores. E a gente fez o possível para manter os serviços básicos funcionando em Rio Azul. Continuamos fazendo o possível para atender, investindo também em aquisição. Mas sabemos, só do programa que a gente conseguiu qualificar juntamente com a cooperativa Coafra para adquirir e comprar produtos, que hoje fornece para 10 municípios da região, mas essa parte ele esquece, que existe o mecanismo para que as pessoas possam comercializar”.

Segundo Bloco

O segundo bloco teve início com um questionamento sobre habitação, feito pelo candidato a reeleição para o oponente.  Leandro Jasinski  respondeu: “Tenho a grata satisfação de ter o apoio do nosso governador Ratinho Júnior, o que nos dá muita firmeza, muita tranquilidade, em saber que nós vamos poder resolver os problemas que existem hoje na questão da habitação. Temos muitos programas de novas casas para baixa renda, também pretendemos resolver os problemas que têm nas casas, nos programas de habitação pelo sindicato, que faltou interesse da sua gestão para resolver. Tem muitas, muitas famílias que estão no interior do nosso município aguardando a sua casa nova”, disse. E ele acrescentou que trabalhará para a regularização fundiária (documentação)  em vilas e no interior.

Em sua réplica, Rodrigo disse que há programas habitacionais em andamento no Município. “Nós estamos com três programas com níveis diferentes, para perfis diferentes sociais, para poderem ter acesso à casa própria, a gente vem investindo muito nisso. Por isso que meu projeto é entregar 200 casas”, afirmou. Em sua tréplica, Leandro destacou: “Nós vamos trazer casas, com falei, para baixa renda”. Segundo ele, há no Município alguns projetos com prestações muito altas, com valor próximo de financiamentos particulares.

Na sequencia, ao invés de fazer uma pergunta ao oponente, o candidato à reeleição continuou falando sobre habitação.  “A gente já assinou, foi um dos primeiros municípios a assinar, o programa Morar Bem Paraná. Já temos mais 34 casas exclusivas para baixa renda, que vão ser construídas  ao lado da Vila Feliz –  aonde já existe o projeto de regularização fundiária”, disse Rodrigo. Leandro afirmou:  “Acho que o candidato se perdeu e esqueceu de fazer a pergunta,  continuou no mesmo tema”. Então o candidato do PSD prosseguiu comentando sobre a importância da casa própria e reafirmou que tem o apoio do governador Ratinho Jr. para obter habitações urbanas e rurais. Na sequencia, Rodrigo falou de um programa do Município chamado Reconstruir que, segundo ele, já viabilizou seis casas para quem não têm condições de se cadastrar em outros programas. Disse que o candidato do PSD estaria copiando esta ação em seu Plano de Governo. Leandro rebateu: “Uma coisa que eu não admito, é falar que eu estou copiando o Plano de Governo. Ao contrário disso, eu saí na frente junto com meu vice-prefeito Jair Boni, nós fomos, elaboramos o nosso Plano de Governo andando por todo o Município. Logo após, fomos ao Cartório e registramos”.

Depois, os candidatos responderam perguntas da organização. A primeira foi  como o Município pode ampliar a oferta de vagas nas creches, voltada a Leandro. “Nós vamos ampliar as vagas nas creches construindo mais salas. Hoje temos várias escolas no nosso município. Vamos contratar mais professores para atender a demanda e cuidar dos pequenininhos.[...] Não existe aquela família que só o homem trabalha ou só a mulher trabalha, hoje geralmente o pai tem que trabalhar, a mãe tem que trabalhar para garantir o sustento”, disse.

Rodrigo replicou: “A população que mora na urbana sabe que nós não temos déficit de vagas nas creches, nós temos uma grande creche na cidade, inclusive com berçário. A gente disponibiliza esse serviço, mas nós queremos mais, nós queremos ir para as comunidades rurais. [...] Ampliar oferta de creches para as comunidades rurais, mas fazendo isso da forma correta e não apenas reformando um local que já está defasado”. Em sua tréplica, Leandro disse: “Eu já sou mais verdadeiro, eu procuro prometer o que eu posso cumprir”. E acrescentou: “A população já está escaldada de tantas promessas não cumpridas, principalmente nos últimos anos. Eu não vou prometer creche no interior, eu estou prometendo ampliação das vagas na cidade, que é o que nós, no momento, podemos cumprir”.

Na sequencia, Rodrigo foi questionado sobre o apoio que pretende dar ao hospital. “Assim como a prefeitura não fecha, o hospital também não será fechado. É uma associação, como a APAE, Lar dos Velhinhos, e é uma entidade que faz serviço público. Eu consegui fazer em um mandato, em quatro anos, o que foi preciso três prefeitos, em 12 anos, para poder fazer o repasse que a gente faz para atendimento de toda a população de Rio Azul através do plantão, urgência emergência”, afirmou. Ele também frisou que vem aumentando o valor do repasse. Leandro afirmou que a gestão de seu oponente repassou menos recursos ao hospital do que outros municípios da região fizeram a seus hospitais e que quer mudar isso. “Nós temos que investir muito mais, temos que equipar mais o nosso hospital. É isso que nós estamos batalhando. Ao contrário de investir um milhão e meio dentro de uma praça, vamos investir muito mais no nosso hospital”, disse Leandro. Rodrigo afirmou: “População, veja qual deputado que investiu mais no hospital do que eu consegui fazer repasse da prefeitura”. 

Em seguida, Leandro respondeu sobre a recuperação ambiental do Parque da Pedreira, aliada à melhoria na infraestrutura do espaço. Ele disse que buscará recursos junto a deputados federais e estaduais para investimentos. “O Parque da Pedreira hoje é um ponto turístico conhecido na região inteira e nós não vamos deixar de lado na nossa gestão, vamos cuidar bem do Parque. Mas, fazer festas para que a população possa aproveitar, ao contrário de fazer festas no início do ano como janeiro, fevereiro, época em que grande parte da nossa população do interior está trabalhando no fumo”, disse Leandro.

Rodrigo afirmou que sua gestão conseguiu cadastrar o parque para que receba verbas do ICMS ecológico. Em sua tréplica, Leandro disse que também é importante “não esquecer de cuidar bem do ICMS ecológico dos faxinais, que Rio Azul tem três faxinais que merecem mais explicação sobre esse ICMS ecológico”.

Para terminar o bloco, Rodrigo foi questionado sobre ações em apoio a instituições sociais. Ele destacou que já há parceria com entidades como o Lar dos Velhinhos e que será feita uma atualização para que possam ser credenciadas novas instituições. Também falou em buscar recursos federais, “verbas carimbadas”, para entidades do gênero. Em sua réplica, Leandro disse que retomará o programa Trabalho e Cidadania, para doação de cestas básicas apessoas que contribuem com o Município. Em sua tréplica, Rodrigo citou um programa que quer desenvolver para incentivar a capacitação em corte e costura. Também citou que quer criar  um Centro de Referência para Atendimento à Mulher.

Terceiro Bloco

No terceiro bloco, o candidato à reeleição questionou o oponente sobre propostas para manutenção de estradas rurais. Leandro Jasinski disse que terá o apoio do vice, Jair Boni, para cuidar desta área e criticou o atual prefeito. “Nós vemos o descaso que está acontecendo com muitos produtores. Hoje, se aproximando o período da eleição, aquele derramamento de cascalho nas casas, deixando de fazer um serviço bem feito, que não fizeram durante os três anos e meio”, afirmou. Ainda disse que pretende fazer asfalto da cidade até o acesso às comunidades que ainda não possuem. 

Em sua réplica, Rodrigo Solda disse que o pátio de máquinas estava sucateado quando assumiu e citou investimentos. “Nós investimos em muito cascalho, mas muito mesmo. E investimos em minas boas, em britador, equipamentos e muito trabalho”, disse, acrescentando que as equipes trabalham até mesmo aos sábados, o que não ocorria anteriormente.

Na sequencia, Leandro questionou o adversário sobre a atuação dele como presidente da Associação dos Municípios Produtores de Tabaco (Amprotabaco). Rodrigo citou ações em prol dos fumicultores, falou que o preço depende de diversos fatores da cadeia produtiva do tabaco, comentou dificuldades que a pandemia trouxe e explicou que, devido à lei eleitoral, não podia fazer pronunciamentos na Amprotabaco. Em sua réplica, Leandro disse que defenderá os fumicultores. "Vamos chamar para uma negociação, não podemos deixar todos os nossos produtores ficarem no prejuízo. Esse ano foram mais de 13 mil toneladas de fumo produzidas e no final os produtores tendo que vender abaixo do preço de custo. Olha o impacto na economia do Rio Azul que virá a partir do ano que vem”. Rodrigo disse em sua tréplica: “Eu fiz a minha parte representando, mas não interferindo, porque a gente sabe que o sistema da cadeia produtiva de tabaco é integrado, então a gente sabe que tem critérios e contratos”. 

Na sequencia, Rodrigo perguntou ao oponente se é verdade que ele pretende fazer asfalto rural e como fará. Leandro disse: “Pretendo fazer asfalto em todas as saídas do centro da cidade para as comunidades. Algum trecho, e nas comunidades que já possuem estender um pouco mais esse trecho. De Rio Azul de Cima nós já sabemos que tem uma emenda de um deputado federal, que está para iniciar logo, que vai fazer um trecho. Como falei, pretendemos aumentar mais um trecho e assim por diante”.  Em sua réplica Rodrigo falou sobre os asfaltos que vem sendo feitos pela sua gestão e afirmou: “No meu Plano de Governo, que ele copiou, tá escrito lá que a gente vai levar esse asfalto para seis linhas, duas já têm asfalto em quantidade”.

Em sua tréplica, Leandro disse: “Eu não copiei Plano de Governo de ninguém. Eu falei que saí na frente, registrei meu Plano, o seu demorou muito mais. Falando no asfalto, eu tenho garantido com o deputado Hussen Bakri, um milhão de reais que já está destinado para saída ali do primeiro trevo de acesso principal sentido Cachoeira dos Paulistas, que tem várias comunidades, são muitas pessoas que usam aquela estrada”.

Para finalizar o terceiro bloco do debate, Leandro questionou o oponente sobre o que ele fará para melhorar o setor de saúde. Rodrigo disse: “Eu peguei a prefeitura com 53% de comprometimento do orçamento, se eu chegasse a 54 ele ia pedir a cassação. Eu fiz esse índice voltar à estaca que hoje está, em 48%. Por isso, que este ano devido a tudo o que aconteceu com a pandemia, a gente fez a contratação emergencial de médicos e dentistas que já estão atendendo. O que falta é o concurso público que também foi cancelado momentaneamente por causa da pandemia”. Acrescentou que pretende fazer o concurso, assim que possível.

Em sua réplica, Leandro disse: “Mais uma vez vai deixar a população esperando por esses profissionais, dentistas, médicos, que tanto fazem falta para atender o nosso povo. O município recebeu muito dinheiro vindo agora da pandemia por motivo da COVID que seria para ser usado para contratação de médicos e dentistas, e também em medicamentos para atender a nossa população”. Acrescentou que seu governo pretende contratar esses profissionais.

Em sua tréplica, Rodrigo citou que foram contratados profissionais nesse período de pandemia, que já estão atendendo a população.

Quarto bloco

No quarto bloco, os candidatos fizeram suas considerações finais.

Texto: Letícia Torres e Daniela de Mello/Hoje Centro Sul

Fotos: Ciro Ivatiuk/Hoje Centro Sul

Galeria de Fotos

COMENTÁRIOS