facebook
27/09/2021

Requião visita Irati e apresenta sua pré-candidatura a governador

Requião visita Irati e apresenta sua pré-candidatura a governador

O pré-candidato a governador do Paraná Roberto Requião esteve em Irati no último dia 17. Ele visitou lideranças políticas, comentou sobre sua saída do MDB, fez críticas ao Governo Ratinho Júnior e expôs algumas propostas para o Estado.

Atualmente sem partido, o ex-senador e ex-governador considera algumas possibilidades de filiação. “Estou trabalhando com o apoio de três partidos, o PDT, PT e o PSB. Não estou filiado a nenhum. Então começaremos a fazer reuniões suprapartidárias nas principais cidades do Paraná”, contou Requião.

Segundo ele, decidiu deixar o MDB, partido que ajudou a fundar e ao qual foi filiado por mais de 40 anos, devido a divergências com os atuais representantes do diretório estadual, como o presidente, deputado Anibelli Neto.

“O partido durante os últimos dois anos e poucos foi dissolvendo diretórios. Onde nós tínhamos apoio, os diretórios foram dissolvidos, os delegados foram afastados, as pessoas foram empurradas para fora do partido. E daí durante a última convenção quem estava pedindo voto pro Anibelli e pro Sergio Souza? O Ricardo Barros, o Marcio Nunes, o Guto Silva”, diz Requião.

Ele refere-se à convenção partidária realizada em 31 de julho, em Curitiba, quando a chapa encabeçada por Anibelli venceu a sua. Como o novo diretório estadual poderá apoiar o atual governador Carlos Massa Ratinho Júnior à reeleição, Requião deixou o partido para garantir sua candidatura para o Governo do Estado em 2022. 

“Eu fui governador três vezes, eu saí do governo com 87% de apoio, depois disso eu fiz politica internacional. (...) Então eu acho que tenho condições de corrigir uma série de erros que esses caras cometeram, não tem cabimento o que estão fazendo com a Copel, vendendo a Copel e a Sanepar para estrangeiros que não sabem nem onde ficam o Brasil, muito menos o Paraná”, afirma Requião. 

Ele cita que quando esteve à frente do governo do Paraná instituiu políticas globais que trouxeram bons resultados para a população. “Nós tivemos o melhor ensino do Brasil, nós construímos 44 novos hospitais, nós construímos centros da juventude maravilhosos no Paraná inteiro, estradas, 320 programas sociais - Panela Cheia, Trator Solidário, calcário para o pessoal do campo, fundo de aval para os pequenos agricultores poderem tomar empréstimo privilegiado da agricultura”, diz.

No Hoje Centro Sul

Em Irati, um dos locais visitados pelo ex-governador foi o jornal Hoje Centro Sul, onde Roberto Requião foi recebido pelo diretor Ciro Ivatiuk. Acompanharam o ex-governador, o deputado Requião Filho e o empresário e ex-provedor da Santa Casa de Irati Germano Strassmann. 

Texto: Da Redação/Hoje Centro Sul

Foto: Cibele Bilovus/Hoje Centro Sul

COMENTÁRIOS