facebook
23/12/2021

Quais as expectativas das pessoas para o novo ano que virá?

Faltam duas semanas para o término de 2021 e para a chegada de 2022. O novo ano traz consigo a esperança de dias melhores, com saúde e com a possibilidade de vivenciar mais momentos de alegria e confraternização

Quais as expectativas das pessoas para o novo ano que virá?

O ano de 2022 vem chegando carregado de esperança. Após quase dois anos de pandemia, todos esperam o fim da insegurança trazida pela possibilidade de se contaminar pelo Coronavírus e morrer. Todos querem o fim da pandemia – que já se tornou mais amena no Brasil nos últimos meses. A vacinação massiva é realidade no país, assim como a diminuição dos internamentos hospitalares e da gravidade da doença entre as pessoas que se imunizaram adequadamente.

Os desejos de ter saúde e de poder voltar a compartilhar momentos felizes com amigos e familiares nunca foram tão intensos como agora, como apurou a equipe do jornal, que conversou com várias pessoas nas ruas do centro de Irati. Também fazem parte das expectativas da população para 2022 a melhoria da economia e mais empregos. Confira na enquete abaixo.

 

Enquete: O que você espera para 2022?

 

“Primeiramente espero que a gente saia da pandemia, para que possamos sair mais e aproveitar mais a vida. Desejo que todos tenham saúde, que possamos trabalhar para alcançar nossos objetivos, com Deus nos ajudando sempre. Que a gente viva intensamente, porque foram quase dois anos parados, sem ir para lugar nenhum. Acredito que daqui para frente vamos saber aproveitar cada dia como se fosse o último. Desejo que todos tenham saúde, sejam felizes vivendo intensamente com suas famílias”.  Sandra Beatriz Bregina Roik, 23 anos, professora e agricultora, Irati.

 

 

“Espero, em primeiro lugar, que termine essa pandemia, que a gente possa voltar a viver como era antigamente, claro que dentro dos cuidados. Porque acho que precisou o pessoal tomar um pouco de consciência depois que aconteceu tudo isso, para aprender a se cuidar mais. Quero que tenha muita saúde para todos, emprego, porque tem muita gente desempregada durante a pandemia. Então, que todos tenham emprego para poderem sustentar suas famílias”.  Terezinha Ventura, 61 anos, dona de casa, Irati.

 

 

“Tomara que 2022 seja melhor que 2021, porque esse ano foi difícil para todo mundo.  Espero que acabe a pandemia e todos voltem a trabalhar normal, porque senão logo vai ter muita gente saindo pedindo as coisas, cada vez pior. Que Deus ajude todo mundo e que acabe de vez esse Covid-19”. Paulo Cesar Maneira, 59 anos, assistente administrativo, Irati.

 

 

“Para 2022, menos Covid-19 seria bom. Porque o mundo praticamente parou esse ano, muitas pessoas morreram, as coisas estão muito caras, isso eu acredito que não seja só por causa da pandemia, nosso presidente ajudou a aumentar o preço de tudo. Eu espero que ano que vem comece a se estabilizar e as coisas melhorem”. Oliro Correia dos Santos Junior, 36 anos, panfleteiro, Curitiba.

 

 

“A gente espera que haja saúde para todos, que acabe essa doença da Covid-19. Que todo mundo se vacine e vejam a importância da vacina! É isso que esperamos para 2022”.  Alessandro José de Castro, 33 anos, autônomo, Irati.

 

 

“Espero, para o ano de 2022, muita paz e prosperidade. Que possamos ter um presidente que nos ajude. Que os trabalhadores do interior possam ter estradas melhores para trabalhar e vender seus produtos. Vamos nos encorajar meu povo, para enfrentar pela fé os desafios, porque vamos batalhando e vencemos, pois sabemos que Deus é maior em nossa vida”. Luiz Borges, 62 anos, lavrador, Palmeira.

 

 

“Em relação ao próximo ano, eu espero o mesmo que todo o povo brasileiro e do mundo espera, que acabe a pandemia e todos tenham uma vida normal como tinham antes. Para nós, que trabalhamos por conta própria, faltou apoio na pandemia, ficamos fechados em casa. O governo tentou ajudar com o auxílio, mas depois diminuiu o valor e não dava para nada. Eu desejo que as pessoas que trabalham por conta própria tenham um pouco mais de apoio não só do poder público e sim da própria população, que dê mais valor ao trabalho de rua, como o artesanato que é feito a mão com muito carinho”. Carlos Alessandro Gorzynski, 41 anos, artesão, Irati.

 

“Esperamos que seja um ano melhor que 2021, que acalme essa pandemia e que tenhamos mais sossego, porque estamos vivendo com medo, ainda dá medo de sair. Queremos que ano que vem seja diferente, repleto de felicidade para todo mundo. Que acabe a bandidagem e seja melhor para todos”. Joana Cordel, 64 anos, aposentada, Irati – que foi entrevistada ao lado do esposo João Carlos Cordel.

 

“A minha expectativa para 2022 é que o coronavírus vá embora.  Espero que os gestores deem uma educação de qualidade para nossos filhos, melhorem a área da saúde, e o principal mesmo é que essa doença acabe, porque nossa vida está complicada desse jeito. Se Deus quiser, ano que vem vamos voltar a ter uma vida normal”.  Ana Carolina Pereira de Oliveira, 29 anos, auxiliar de saúde bucal, Curitiba.

 

“Espero que tudo seja melhor, que essa pandemia amenize e principalmente que venha vacina para nossas crianças, que isso é preciso para voltar ao normal nas escolas porque eles não aproveitaram nada da escola esse ano, meu filho é exemplo disso, que foi um ano perdido. A gente quer que passe essa pandemia, o maior sonho é que todos se vacinem e volte tudo ao normal”. Ana Maria Ferreira, 38 anos, merendeira, Irati.

 

Texto Cibele Bilovus

Fotos: Cibele Bilovus/Hoje Centro Sul

Galeria de Fotos

COMENTÁRIOS