facebook
17/09/2021

Produtores de uva visitam Estação Experimental do IDR na Lapa

Município de Irati quer se tornar referência no cultivo de uva e produção de sucos e vinhos

Produtores de uva visitam Estação Experimental do IDR na Lapa

Por meio da Secretaria de Agropecuária, Abastecimento e Segurança Alimentar de Irati, um grupo de produtores de uva realizou visita técnica na Estação Experimental do Instituto de Desenvolvimento Rural (IDR-PR) da Lapa, na terça-feira (14).

O objetivo, de acordo com o secretário da pasta, Raimundo Gnatkowski, é realizar a revitalização das vinícolas e cadastrar os produtores para a produção da uva. “A uva terá destinação ao vinho Cosmos, no Pinho de Baixo, onde se trabalha com o vinho e o suco. Irati ganha muito com isso, nós temos esta condição de ampliar a produção já com a colocação neste mercado”, enfatizou Gnatkowski.

Os agricultores que participaram desta visita fazem parte do Programa de Revitalização da Viticultura Paranaense (Revitis). “Pode-se observar, aqui, a forma de condução de um experimento que está dando certo, e está impressionando os nossos agricultores. Observa-se também a produção de outras frutas, todas elas conduzidas de uma forma diferente do que é feito no município de Irati”, salienta o secretário, analisando a estrutura técnica oferecida pela Estação.

O produtor iratiense de uva e vinho, Luiz Alcione Cosmos, ressalta sobre a importância da busca por informações para se conseguir mais resultados, destacando a forma de condução das videiras em espadeira, apresentada durante a visita. “O sistema é feito na vertical. Vamos optar por essa linha de plantio, pois facilita o trabalho, o acesso à uva, facilita a poda, e melhora a questão de insolação também”, afirma Cosmos.

Para Clóvis Roberto Hoffmann, engenheiro agrônomo e responsável pela Estação de Pesquisa do Instituto de Desenvolvimento Rural (IDR), “é uma satisfação receber os produtores, que estão em busca de informações a respeito da cultura da videira. Estamos aqui, desde 2010, testando variedades e sistemas de condução”. Hoffmann convidou o grupo iratiense para que retorne à Estação quando as uvas já estiverem com os cachos formados, para que possam ver as diferenças e melhoras.

Texto/Fotos: Assessoria PMI

Galeria de Fotos

COMENTÁRIOS