facebook
06/05/2021

Na palavra-livre, vereadores fazem reclamações sobre IML e Dnit e parabenizam Anapci pelos 16 anos de história

Na palavra-livre, vereadores fazem reclamações sobre IML e Dnit e parabenizam Anapci pelos 16 anos de história

Foi realizada na noite de terça-feira (4) a 14ª Sessão Ordinária do ano. Durante o Expediente, foram lidas oito indicações dos vereadores. Na Ordem do Dia, quatro projetos de lei foram aprovados por unanimidade de votos. A Tribuna Popular foi utilizada pelo vice-presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Rondineli Rodrigues.  

Na Ordem do Dia, foi aprovado por unanimidade de votos, em segunda votação, os projetos de lei nº 012/2021, que autoriza o Executivo a receber em reversão, imóvel no Distrito Industrial da Vila São João; nº 013/2021, autoriza o Executivo a fixar valor mínimo para propositura de Execução Fiscal; nº 014/2021, que dispõe sobre a forma de amortização do déficit técnico atuarial de acordo com a Portaria MF n° 464/2018 - custo suplementar - da Previdência Social dos Servidores do Município de Irati - CAPSIRATI, mediante atualização anual, revoga a lei 4817/2020 e o projeto do legislativo nº 003/2021 (Helio de Mello), que denomina a Unidade Básica de Saúde do bairro Alto da Lagoa, de “UBS Jairo Rafael Trindade”.

Palavra-livre

José Ronaldo Ferreira contou que no dia 3 de maio participou da inauguração do trecho do asfalto que liga Irati a São Mateus do Sul. “Uma obra muito esperada por todos. Foram inaugurados os primeiros 20 km dos 49 que serão feitos até o final”, comemorou. Ronaldo também comentou que apresentará uma indicação ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes - DNIT, a qual oficializará na próxima sessão ordinária, solicitando que o Departamento conclua a obra do trevo do Riozinho até o Viaduto da BR 277. “É vergonhoso o que está acontecendo, esta obra foi apenas maquiada e o contribuinte continua pagando. Precisamos que o DNIT esclareça e resolva esta situação”.

 O Presidente Helio de Mello iniciou sua explanação com a frase: “nada é tão ruim, que não possa piorar”. Esta semana, Helio contou que se deparou com a notícia da regionalização dos serviços prestados pelo IML. “Irati deixou de ser atendida por Ponta Grossa e passou a ser atendida por União da Vitória, que abrange os municípios de Irati, Rebouças e Rio Azul. No estado são no total 18 regionais, ou seja, 22 municípios por regional. 18 é muito pouco, temos diversas conversas e manifestações sobre a implantação do IML no nosso município, mas nada acontece, não há vontade política dos nossos representantes de ter um IML aqui. Somos uma região agrícola que produz, de trabalhadores, de famílias e precisamos da instalação do IML aqui, ou no mínimo, que voltemos a ser atendidos por Ponta Grossa”, enfatizou Mello. O Presidente disse ainda que estará encaminhando um documento para os representantes estaduais e federais manifestando o descontentamento por esta mudança, e pelo fato de ter sido informado pelas funerárias. “Essa devia ser uma bandeira da Amcespar, 18 regionais é pouco para o Paraná. Irati precisa e merece que os representantes políticos levantem esta bandeira”.

A vereadora Teresinha Miranda Veres prestou homenagem a Associação do Núcleo de Apoio ao Portador de Câncer de Irati – ANAPCI que no dia 5 de maio completou 16 anos de fundação e atuação no município. “Tenho muito orgulho e satisfação de ser voluntária desta entidade há nove anos”, afirmou. A vereadora fez um breve relato da história e trabalhos da Associação que é uma entidade sem fins lucrativos. Tere parabenizou todos os envolvidos neste trabalho tão gratificante. “Agradeço a comunidade Irati que sempre contribuiu com a entidade. Parabéns aos voluntários e voluntárias que com muito amor se dedicam diariamente para atender os pacientes e familiares”. A parlamentar também aproveitou a oportunidade para parabenizar todas as Mães, pelo ‘Dia das Mães’ a ser comemorado no próximo domingo (9).

 A Tribuna Popular foi utilizada pelo vice-presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência de Irati que realizou uma apresentação dos trabalhos do CMDPD.

Texto/foto: Assessoria CMI

COMENTÁRIOS