facebook

Mil estudantes do Ganhando o Mundo iniciam preparação para intercâmbios em cinco países

O governador Carlos Massa Ratinho Junior se encontrou nesta segunda-feira (20) com os mil alunos da rede pública estadual que vão participar do programa de intercâmbio internacional.

23/11/2023

Mil estudantes do Ganhando o Mundo iniciam preparação para intercâmbios em cinco países

Mil estudantes paranaenses da rede estadual vão conhecer cinco destinos ao redor do mundo: Estados Unidos, Inglaterra, Canadá, Austrália e Nova Zelândia. O governador Carlos Massa Ratinho Junior se encontrou nesta segunda-feira (20), no Teatro Guaíra, com os mil alunos da rede pública estadual que vão participar do programa de intercâmbio internacional Ganhando o Mundo, do Governo do Estado. Eles participam, ao longo do dia, da orientação pré-embarque que prepara os intercambistas para a viagem que acontece no início de 2024.

O Ganhando o Mundo abrange escolas de todo o Paraná, das maiores às menores cidades, e entre os alunos contemplados, 100 deles são beneficiários do programa Bolsa Família. Esta é a quarta e maior edição, até o momento, do programa iniciado em 2022. Naquele ano, 100 estudantes passaram o primeiro semestre letivo no Canadá e outros 100 foram estudar na Nova Zelândia no segundo semestre. Neste segundo semestre de 2023, 40 alunos da rede estadual estão fazendo o intercâmbio na França, retornando em dezembro.

Ratinho Junior destacou que mais do que aprender uma nova língua, o programa dá a oportunidade aos alunos paranaenses de ter contato com uma nova cultura e com experiências do primeiro mundo que podem ser replicadas em suas escolas e cidades no futuro. “Esses mil estudantes representam os mais de um milhão de alunos da nossa rede estadual. É uma experiência de vida que poucos têm a oportunidade de ter e que vai ajudar o Paraná e o Brasil a se tornarem primeiro mundo”, afirmou.

“Eles vão conhecer um país de primeiro mundo, estudar em um país de primeiro mundo, aprender uma segunda língua”, disse o governador. “É um preparatório para quando forem adultos, quando vão poder entrar no mercado de trabalho, ter uma boa remuneração, conseguir um emprego que possa trazer mais qualidade de vida. É um grande investimento que toda a sociedade do Paraná faz nesses jovens, preparando as lideranças do futuro”.

A Secretaria de Estado da Educação está investindo R$ 81,2 milhões nesta etapa, para cobrir todos os custos do intercâmbio. Isso inclui os gastos com alimentação, hospedagem, transporte, emissão de vistos e passaportes, passagens aéreas e terrestres, exames médicos, vacinas, seguro viagem e de saúde, taxa de matrícula, mensalidade da escola no exterior, material didático, uniforme, tradução juramentada da documentação escolar e reuniões de orientação. Os alunos também recebem um auxílio de R$ 800,00 mensais no período do intercâmbio.

“Investir em educação é investir em pessoas, nos nossos alunos. São mais mil estudantes das escolas públicas do Paraná que terão a possibilidade de conhecer uma nova cultura e a educação do primeiro mundo”, salientou o secretário estadual da Educação, Roni Miranda.

“Os pais podem ficar tranquilos porque todo o programa é muito bem organizado e estruturado. Fizemos uma licitação com critérios rigorosos pra contratar as melhores empresas de intercâmbio. Mesmo antes de embarcar, os alunos já estão fazendo aulas de inglês com professores nativos, com todo o processo sendo organizado pela secretaria”.

Oportunidades

Entre os mil jovens selecionados, 400 farão o intercâmbio no Canadá, 250 na Austrália, 250 na Nova Zelândia, 50 nos Estados Unidos e 50 na Inglaterra. Eles embarcam entre os dias 13 de janeiro e 2 de fevereiro de 2024, podendo ficar entre quatro e cinco meses no País de destino, estudando por um semestre nas escolas locais.

É a realização de um sonho para o Gabriel Viveiros, de 15 anos, aluno do Colégio Estadual Conselheiro Quielse Crisóstomo da Silva, de Bocaiúva do Sul, na Região Metropolitana de Curitiba. Filho de um agricultor e de uma dona de casa, ele tentava desde o ano passado uma oportunidade no programa, até que foi selecionado para estudar nos Estados Unidos.

“Eu sempre sonhei em ir para outro país, principalmente os Estados Unidos, para conhecer uma nova cultura, novas pessoas e um ensino diferente em outro lugar que não seja meu país natal”, disse. “No começo meu pai ficou um pouco apreensivo, porque vai ficar com saudade de mim, mas tanto ele, quanto minha mãe, ficaram muito felizes. Porque imagina você batalhar muito, e o fruto de anos de estudo assim é conseguir uma bolsa de graça em outro país, ainda mais para estudar. É uma oportunidade para poucos”,

Preparando as malas para embarcar para a Austrália, Luana Banowski, de 15 anos, ficou chocada quando recebeu o resultado da seleção. Ela estuda no Colégio Estadual Eugênio de Almeida, em São Mateus do Sul, no Centro-Sul do Paraná. “Foi uma surpresa muito grande para mim, mas fiquei muito animada quando fui classificada. Estou me preparando, organizando os documentos, fazendo as aulas de inglês e muito ansiosa”, contou.

“Parecia tão fora do meu alcance, por isso quero aproveitar muito essa oportunidade e espero que todos os alunos desse intercâmbio aproveitem também e levem essa experiência incrível para a vida inteira deles”, destacou Luana. “Meu pai é agricultor e minha mãe é professora. Eles não tiveram essa oportunidade na vida mas estão me apoiando muito, porque sabem da importância da educação”.

Davi Barbosa, de 15 anos, mora com a mãe em Reserva, nos Campos Gerais. Aluno do Colégio Estadual Helena Ronkoski Fioravante, ele vai estudar na Inglaterra. “Estou pesquisando muito sobre a cultura local e o sotaque que é um pouco diferente do que eu entendo. Minha mãe está muito orgulhosa e feliz por um bom motivo, porque vou aprimorar o meu estudo”, disse.

Quem vai enfrentar o frio do inverno canadense é a Yasmin Kozioski, de 14 anos, estudante do Colégio Estadual Leonardo da Vinci, de Dois Vizinhos, no Sudoeste do Paraná. “Eu faço formação de docentes e foi uma emoção muito grande, porque eu nunca pensei em ter essa oportunidade na vida, ainda mais sendo de graça”, contou. Sempre foi meu sonho ir para o Canadá, mas a minha família nunca teria condições de me dar um intercâmbio. Foi muito incrível quando eu recebi a notícia e ainda estou muito emocionada, a ficha ainda está caindo”.

“Sou a caçula de três filhas, minha mãe é faxineira e meu pai trabalha em madeireira. Minha mãe está com o coração apertado, mas minha irmã está me incentivando muito, fala que eu realmente vou ganhar o mundo”, disse. “Eu pretendo ser professora, mas estou aberta para as oportunidades do futuro. E o intercâmbio é para isso, vai fazer uma grande diferença na minha vida”.

Bruna Peruzzo Byszwicz, de 15 anos, vai partir de Irati, no Centro-Sul do Paraná, direto para a Nova Zelândia. Filha única de um pai caminhoneiro e de uma mãe autônoma, a estudante do Colégio Estadual Trajano Gracia vai realizar o sonho da família.

“Minha mãe e meu pai sempre me apoiaram em tudo, me incentivaram muito. Quando recebi a notícia foi um choque, eu liguei para mãe chorando, ela ficou muito emocionada também porque é um sonho realizado, desde criança tenho muito vontade de viajar e conhecer o mundo”, contou. “Quero ser médica e acho que essa oportunidade vai me ajudar muito na minha carreira. Vou saber inglês, poderia fazer medicina aqui ou em outro país, ter oportunidades de viajar mundo afora”.

Texto/Foto: Agência Estadual

Comentários

🗞📰 Edição 1565 já nas bancas!
  • Direitos Autorais

    Textos, fotos, artes e vídeos do Jornal Hoje Centro Sul estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. É expressamente proibido a reprodução do conteúdo do jornal (eletrônico ou impresso) em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização expressa do Jornal Hoje Centro Sul.

  • Endereço e Contato

    Rua Nossa Senhora de Fátima, no 661
    Centro, Irati, PR - CEP 84500-000

    Tel: (42) 3422-2461

  • Pauta: jornalismohojecentrosul@gmail.com

    Expediente: de segunda à sexta das 8h às 17h

JORNAL HOJE CENTRO SUL - © 2020 Todos os Direitos Reservados
Jornalista Responsável: Letícia Torres / MTB 4580