facebook
25/01/2021

Início da vacinação contra o coronavírus na região traz esperança às pessoas

Início da vacinação contra o coronavírus na região traz esperança às pessoas

Já era noite, por volta das 20 horas de terça-feira (19), quando o diretor 4ª Regional de Saúde Walter Henrique Trevisan, o presidente da Associação dos Municípios do Centro Sul do Paraná (Amcespar) Júnior Benato e a presidente do Consórcio Intermunicipal de Saúde Cleonice Schuck chegaram a Irati trazendo as primeiras doses da vacina Coronavac. No total, 1.520 doses, dispostas em 38 caixas com 40 ampolas em cada uma delas. Logo após a chegada, as doses foram separadas para os municípios e uma solenidade simples, mas emocionante, ocorreu no auditório da 4ª Regional de Saúde para marcar o início da imunização.

O primeiro a ser vacinado foi o médico e provedor da Santa Casa de Irati Ladislao Obrzut Neto. Depois uma enfermeira do mesmo hospital, que atende todos os municípios da região, e outros profissionais de saúde que atuam em diferentes cidades.

Produzidas pelo laboratório chinês Sinovac em parceria com o Instituto Butantan, nos municípios que integram 4ª Regional as vacinas serão inicialmente aplicadas em 1.079 trabalhadores da saúde. “Os primeiros a serem vacinados são aqueles que já estão há dez meses encarando a pandemia na linha de frente, entregando a sua vida, arriscando a sua vida, salvando vidas, são estes profissionais agora os primeiros a serem vacinados”, destacou Walter Trevisan. Ainda na região, a vacina também será destinada nesta primeira etapa a 231 idosos que vivem em Instituições de Longa Permanência de Idosos, a 90 indígenas e a 37 pessoas com deficiência que vivem em instituições inclusivas. 

“Eu quero resumir este momento que nós estamos vivendo em poucas palavras: Emoção, esperança, gratidão e fé. Fé que a gente realmente tenha bons resultados com essa vacina e que novas doses venham para acalentar a esperança, substituindo o sofrimento, o medo que nós temos nas nossas famílias, na nossa população. Que Deus ilumine a ciência de nosso país, o entendimento político para que nós possamos ser vitoriosos contra a covid-19”, disse a presidente do CIS/Amcespar, Cleonice Schuck.

Conforme houver capacidade de produção da vacina, novos lotes deverão ser adquiridos e destinados pelo Governo do Estado às regionais de saúde. “Tem uma meta do nosso governador e do nosso secretário [de Saúde], até o mês de maio 4 milhões de paranaenses vacinados, isto é um trabalho em conjunto com os 399 prefeitos, com os 399 secretários municipais de saúde e principalmente com todos os profissionais vacinadores dos municípios que vão estar trabalhando nesse período para levar a imunização do combate à Covid-19”, enfatiza o chefe da 4ª Regional de Saúde.

Representando a população de seus municípios, estiveram presentes no lançamento da campanha de vacinação os prefeitos de Inácio Martins, Júnior Benato; de Fernandes Pinheiro, Cleonice Schuck; de Imbituva, Celso Kubaski; de Rio Azul, Leandro Jasinski; e de Mallet, Moacir Szinvelski. Ainda a prefeita em exercício de Irati, Ieda Waydzik, que ocupa o cargo justamente porque o prefeito Jorge Derbli está licenciado para se recuperar da Covid-19. Também participaram secretários de saúde e outros profissionais que atuam nesta área e tiveram seu trabalho enaltecido.

Pandemia não acabou

Mesmo com o início da imunização contra o coronavírus, é necessário cautela – continuidade do uso da máscara, do álcool em gel, do distanciamento social e dos outros cuidados para a prevenção do contágio pelo vírus –, destacam as autoridades.

No lançamento da campanha de vacinação no Paraná, o governador Carlos Massa Ratinho Júnior enfatizou: “Não nos iludamos, pois a pandemia ainda não acabou, devemos seguir com as medidas preventivas que nos trouxeram até aqui”.

Paraná

No Paraná, nesta primeira etapa de vacinação foram destinadas 132.540 doses da vacina Coronavac para os 399 municípios do Estado. O número de doses teve um acréscimo de aproximadamente 5%, como margem de segurança. Destas mais de 132 mil vacinas, 102.966 são destinadas aos trabalhadores da saúde do Paraná.

Prefeitos comentam o que o início da vacinação representa

“É um momento de muita alegria, satisfação, é a nossa região, é o Estado do Paraná recebendo, todos os nossos municípios estão comtemplados por aquela caixa que está aqui e a simbologia do início da vacinação. É a esperança da vida, é isso que nós queríamos”, Júnior Benato, prefeito de Inácio Martins e presidente da Amcespar.

 

“É um sentimento de alívio e ao mesmo tempo de não poder baixar a guarda, é apenas o início deste benefício que a vacina pode trazer para toda a população. Mas é importante a gente frisar que devemos continuar com o distanciamento social, com o uso de máscaras, o álcool em gel. É importante o cuidado, o trabalho conjunto, não só do prefeito, mas de toda a população”, Leandro Jasinski, prefeito de Rio Azul.

 

“São as primeiras doses, mas a expectativa é que toda a população da nossa região receba a vacina futuramente”, Celso Kubaski, prefeito de Imbituva.

 

É muito emocionante, a gente está vendo o que esta doença causa, como as pessoas se debilitam com ela – inclusive o falecimento de amigos da gente –, então é uma emoção muito grande, uma gratidão muito grande pelos cientistas, por todos aqueles que se voluntariaram para testar a vacina e gratidão a Deus por estarmos recebendo estas primeiras doses, são poucas ainda, mas é o primeiro passo para que a nossa vida possa voltar ao que era há algum tempo atrás. Então é a esperança! Ieda Waydzik, prefeita interina de Irati

 

“É o início do fim desta guerra contra a Covid-19, que traz alegria e muita esperança para o nosso povo, para a nossa região”, Cleonice Schuck, prefeita de Fernandes Pinheiro. 

 

“A melhor arma que temos ainda é a prevenção, mantendo o distanciamento social, fazendo o uso de máscara, do álcool em gel e principalmente cuidando bem da nossa saúde. A vacina chegou, a esperança está acesa, porém as doses são pequenas quantidades, as pessoas idosas dos asilos e os profissionais de saúde são o público alvo neste momento, vamos vencer essa batalha, mais nesse momento peço encarecidamente a nossa população ficamos em nossos lares, um final de semana se aproxima, momento de confraternizar as família, refletirmos sobre essa situação e com certeza com a graça de Deus muito breve iremos vencer essa batalha”. Lula Thomaz, prefeito de Teixeira Soares.

 

Texto: Letícia Torres/ Hoje Centro Sul

Fotos: Ciro Ivatiuk/ Hoje Centro Sul

Galeria de Fotos

COMENTÁRIOS