facebook
10/05/2021

Infraestrutura que transforma

Infraestrutura que transforma

O Paraná já ultrapassou  R$ 5 bilhões em investimentos em infraestrutura nos últimos anos. Os números foram citados pelo secretário de Infraestrutura e Logística do Paraná Sandro Alex, que destaca que há obras em todas as regiões e em todos os modais – aéreo, rodoviário, ferroviário e portuário.  O trabalho intenso da Secretaria já pode ser visto na região Centro Sul, onde as obras de PR 364, a estrada Irati – São Mateus do Sul, prosseguem a todo vapor.

Quem trafega pela via pode observar a grande quantidade de máquinas e trabalhadores atuando nas terraplanagens, demarcações, alargamento da pista, colocação de pedras e do tão sonhado asfalto.

Há mais de quarenta anos a obra vinha sendo prometida aos moradores das regiões Centro Sul e Sul do Paraná e finalmente, agora, está saindo do papel, já teve seu primeiro trecho entregue. Junto com ela, vem novas possibilidade no corredor viário que se abre entre o Paraná e os outros dois estados do Sul do Brasil, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Por ela podem passar produtos agrícolas e industrializados, pessoas em viagens de turismo, pacientes em busca de tratamento médico-hospitalar, estudantes tentando uma nova oportunidade na vida, dentre tantos outros possíveis usuários da PR-364.

A boa infraestrutura encurta distâncias, barateia a circulação de pessoas e mercadorias, faz com que a qualidade de vida, de modo geral, possa melhorar.   

Além de beneficiar Irati e São Mateus, a sobra de recursos da obra também garantirá que outros 12 quilômetros de asfalto liguem o município de Rebouças à PR, no Marmeleiro, pela via que foi estadualizada recentemente, a PR-990.

A expectativa de desenvolvimento com essas obras nas PRs  364 e 990 é enorme. Todos têm novos sonhos sendo projetados graças ao investimento. Afinal, como bem frisou o governador Ratinho Júnior durante a solenidade de entrega dos primeiros 20 quilômetros da obra, qual industrial teria interesse de se instalar em uma localidade sem asfalto, sem infraestrutura mínima para escoar sua produção?

Agora, esta infraestrutura chegou e já muda os horizontes.  Nas paisagens rurais, na valorização dos terrenos e principalmente nas boas e novas perspectivas que começam a surgir.

Texto: Letícia Torres/Hoje Centro Sul

COMENTÁRIOS