facebook
13/11/2020

Foi acirrado o debate entre os candidatos a prefeito de Imbituva Acir Morais e Celso Kubaski

Foi acirrado o debate entre os candidatos a prefeito de Imbituva Acir Morais e Celso Kubaski

Na noite de terça-feira (09), os candidatos a prefeito de Imbituva Acir Morais (PP) e Celso Kubaski (Cidadania) participaram do debate organizado pela Rádio Najuá e Jornal Hoje Centro Sul. Os outros dois candidatos, Vinícius Pontarolo (PSDB) e Geraldo Rocha (DEM) não compareceram e não enviaram justificativa do motivo da ausência.

De acordo com a  Lei nº 9.504/97, art. 30 I e art. 46 II, é permitida "a realização de debate sem a presença de candidato de algum partido político ou de coligação, desde que o veículo de comunicação responsável comprove tê-lo convidado com a antecedência mínima de 72 horas da realização do debate".

Os candidatos presentes, Acir e Celso, fizeram questionamentos entre si e expuseram suas propostas aos eleitores de Imbituva.  O clima do debate foi acirrado. Diversos ataques foram dirigidos por Acir ao oponente já no primeiro bloco.

Primeiro Bloco

Acir afirmou que o oponente era vice-prefeito na época em que o hospital da cidade fechou e questionou o que ele fez para evitar.  Celso respondeu:  “Quando foi fechada a Santa Casa, quem era o prefeito era José Antônio Pontarolo. Eu fui vice-prefeito e, na nossa gestão, eu não tive um minuto sequer assumindo como prefeito, eu fui vice-prefeito”, disse. E complementou: “Então atribuir a mim, uma culpa do passado e que nem foi na gestão de 97 a 2000. Você pode verificar os dados que foi a partir foi de segundo mandato dele”.

Em sua réplica, Acir continuou atacando: “Pelo que o senhor transmite, o senhor era vice-prefeito apenas para receber o ordenado no fim do mês. Eu penso que se Pedro Sloboda se eleger ao meu lado, para ele fazer jus aquilo que ele vai receber da prefeitura, ele vai ter que trabalhar arduamente ao meu lado”. Na tréplica, Celso citou que há uma lei que determina o subsídio para o vice-prefeito. “Não fui eu que criei essa lei, existe no território nacional inteiro. Na época um subsídio irrisório, era direito que qualquer vice-prefeito teria. Eu apenas fiz uso daquilo que me era de direito, nada além do que isso”, disse.

Na sequencia, Celso perguntou sobre ao oponente sobre a proposta deste de fazer um hospital no Município. Onde e como ele seria construído.  Acir respondeu: “Para mim, o atual hospital da nossa cidade é um hospital sucateado. Ali tem grandes profissionais, mas não tem estrutura alguma. Vou construir um hospital novo, estou me comprometendo, esta é a minha principal proposta para a população imbituvense”. Para aviabilizar a construção, ele disse que contará com o apoio dos deputados federais Ricardo Barros e Toninho.  

Em sua réplica, Celso disse: “Realmente você tem vontade bastante, a gente percebe. Só que só vontade não basta e de promessa está cheio. Eu te fiz uma pergunta,  se você tem ideia e se você tem como fazer isso. Se vai comprar um terreno para fazer isso, se pretende construir no terreno que já existe e como fazer isso. Você fugiu da resposta falou que só vai fazer, só vai fazer, quero saber como, qual as tuas ideias, se você já tem algum projeto elaborado para isso”. Acir afirmou, na tréplica, que administrará o Município da mesma forma que administra sua vida.  “Sem dúvida alguma, se não tiver um terreno apropriado para construir o hospital, eu vou comprar. Você pode me perguntar com que dinheiro? Meu amigo, vou negociar”, disse Acir, acrescentando que existe a possibilidade de negociar o próprio prédio da instituição que, segundo ele, está sucateado.

O debate seguiu acalorado, com Acir fazendo acusações ao adversário: “Você era candidato na eleição passada e você vendeu a tua candidatura, através de montantes em dinheiro, como emprego para pessoas da tua família e a concessão de uma telefonia. Eu gostaria que você me respondesse o porquê que você já não entrou com uma ação, se você não deve?” Celso respondeu: “Na eleição passada eu apenas lancei meu nome nas redes sociais para uma sondagem, para ver se existia possibilidades, se eu estaria apto a concorrer a eleição. Para concorrer a eleição você tem que ter um grupo forte, você tem que ter uma estrutura adequada. [...]. Bati uma pesquisa de opinião pessoal e nessa pesquisa eu percebi que estava muito atrás do Zezo Pontarolo e muito atrás do atual prefeito,  Bertoldo Rover. Então eu apenas isso, decidi não mais sair, foi uma decisão pessoal minha”. Nas eleições deste ano, Celso afirma  sentir-se em condições de disputar de igual para igual com todos os demais candidatos. E ainda afirmou: “Quanto a vender candidatura, isso aí o senhor vai ter que responder na Justiça por isso. Porque o senhor fez uma acusação muito séria. Não entrei em nada na Justiça porque até hoje nunca me acusaram disso”.  Em sua réplica Acir continuou atacando e na tréplica Celso reafirmou que o oponente terá que provar na Justiça as acusações realizadas.

Na sequencia, Celso questionou como o adversário pretende montar um parque industrial no Município e se isso é viável. Acir afirmou: “Nunca falei que vou fazer parque industrial na cidade de Imbituva. Falei sim que vou abrir as portas de nossa cidade para a indústria que quiser vir se instalar, para gerar emprego para a população”. Segundo ele, há empresas que quiseram vir ao Município e não foram bem recebidas pelos empresários. “Porque eles [empresários] não querem concorrência no salário, eles querem pagar salário mínimo para os empregados e eu penso diferente, eu sou do lado do menos favorecido, do empregado e do povo de vila”, disse.

Em sua réplica, Celso falou: “O candidato, Acir Morais, para variar não respondeu. Falou meia verdade e ainda ofende os empresários locais. Porque todos nós sabemos da importância de todos os segmentos, todos nós sabemos que é muito importante o empregado, mas o empregado não existe se não tiver um industrial, se não tiver um empresário, se não tiver um comerciante que ele lhe abra as portas. Pretendemos na nossa administração trazer novas indústrias, mas também respeitar e dar credibilidade para aquelas empresas que já existem no nosso Município”. Em sua tréplica, Acir disse que fez perguntas ao oponente que a população gostaria de saber e ainda o provocou. “Se o senhor não deve, me processe! Eu estou pronto para responder, mas tenho certeza que o senhor não vai processar ninguém, porque tem verdades naquilo que eu lhe perguntei”, desafiou Acir. 

Segundo Bloco

No segundo bloco, as perguntas foram feitas pelas equipes da Rádio Najuá e Jornal Hoje Centro Sul aos candidatos. Acir foi o primeiro a responder se pretende modernizar e tornar mais ágil o contato entre cidadãos e poder público, no fornecimento de  alvarás e certidões.

“Com relação aos alvarás, é uma das coisas que nós vamos facilitar em nossa gestão. Com relação à ligação do poder público, eu vou me assessorar de pessoas de muita competência e credibilidade em cada setor”, disse Acir, acrescentando que pretende achar as melhores soluções e maneiras de entrosamento.  Em sua réplica, Celso disse: “Apesar do candidato não saber responder, nós temos no nosso plano de trabalho a certeza absoluta que nós iremos fazer com que os alvarás, a documentação das empresas, das pessoas que querem produzir, das pessoas que querem investir, tenham maior agilidade dentro de uma legalidade”. Ainda citou que há funcionários aptos na própria prefeitura, mas que precisarão de qualificação maior, além de “cobrança maior do prefeito para que esses documentos saiam o mais rápido possível”. Em sua tréplica Acir voltou a dizer que será assessorado por pessoas competentes nesse setor.

Celso foi questionado sobre seu posicionamento a respeito do fechamento da carceragem de Imbituva e o que o município pode fazer.  “O fechamento da carceragem de Imbituva foi uma determinação da Promotoria Pública Estadual. Todos nós sabemos que a segurança pública é um dever do Estado, mas o Município tem a tranquilidade de buscar parceiros, de buscar lideranças políticas para que melhore cada dia mais”, afirmou. O candidato acrescentou que o Município pode dar condições para que o Estado invista.

Acir replicou: “Tem que ser reivindicado junto ao Governo do Estado esta verba para construir a cadeia fora da nossa cidade, porque existem problemas de fugas e nós temos que deixar a cadeia fora do convívio da nossa população”. Na tréplica, Celso comentou que “o estado está olhando com olhos melhores para os municípios, para que dê uma estrutura”.

Acir foi questionado sobre a falta de cursos universitários em Imbituva e o que o Município pode fazer para facilitar o acesso ao ensino superior. “Eu tenho conhecimento que um braço de uma universidade já tentou se instalar em nosso Município e não teve apoio do nosso gestor. E eu prometi que eu vou me esforçar ao máximo para trazer um braço de uma Universidade para a nossa população”, disse.

Em sua réplica Celso afirmou: “Na nossa gestão de 2005 a 2008, eu fiz voltar para o patrimônio municipal o antigo Colégio Cenecista, nós incorporamos ao patrimônio municipal e trouxemos uma nova escola. Eu tentei, naquela ocasião, trazer uma extensão universitária para Imbituva. Depende muito do Governo do Estado e eu estive conversando pessoalmente com o então governador Roberto Requião e o mesmo, na ocasião, não nos deu o suporte necessário para que viesse esta extensão para Imbituva”. Em sua tréplica, Acir disse que buscará apoio do Governo do Estado e dará estrutura para a instalação de um braço de uma universidade.

Na sequencia, Celso foi questionado sobre como pretende viabilizar a construção de um Centro de Eventos. “Nós vamos aproveitar um espaço que já existe em nosso Município e vamos conseguir junto ao Ministério do Turismo, recurso suficiente para fazer isso. Inclusive, na nossa gestão, já tínhamos uma projeto aprovado, mas os recursos naquela ocasião não eram suficientes para fazer aquilo que a população de Imbituva merece”, disse. Agora, o candidato afirma que sua coligação tem uma “retaguarda política muito forte, do governador do Estado, dos principais deputados da nossa região que estão na nossa coligação, estão nos apoiando”. Em sua réplica Acir destacou que o atual governador foi eleito por toda a população e que “vai ter que dar apoio para a cidade de Imbituva sendo quem for de prefeito”.

Acir defende a construção do Centro de Eventos em área do CTG Cupim. Em sua tréplica, Celso defendeu a importância do Centro de Eventos para o lazer da população: “As pessoas querem saúde, querem educação, mas também querem diversão e no nosso Plano de Governo está isso, para que a população tenha uma área de lazer também”.

Terceiro Bloco

Acir iniciou o terceiro bloco questionando Celso sobre o subsídio aos universitários, se estes terão de fazer palestras para receber o auxílio. Celso disse que incluiu em seu Plano de Governo que dará subsídio de 100% do valor do transporte escolar público aos universitários e que a realização de palestras não é pré-requisito para o recebimento do auxílio. “Não tem nada haver uma coisa com outra, as palestras, qualquer situação em que o estudante possa auxiliar as escolas, possa auxiliar as vilas, as outras creches com palestras estudantis, isso não tem nada haver com subsidio”, afirmou Celso. Acir afirma que a maioria dos estudantes trabalha e seria inviável a eles fazer palestras.  Celso treplicou dizendo que os estudantes poderiam fazer as palestras como parte da sua grade curricular e reafirmou que o subsídio proposto não é em troca da palestra.

Na sequência, Celso questionou Acir sobre saneamento básico. “Uma das coisas sérias que temos que resolver em definitivo é o saneamento básico em nossas vilas, tive ontem na Vila Brasil e é um descaso, é desumano, os detritos são lançados a céu aberto, e ali não tem condições de permanecer as crianças porque correm o risco de pegarem doença”, disse. E acrescentou: “Nós vamos fazer esse saneamento básico principalmente nas vilas, para que a nossa população tenha uma condição digna de vida”. Em sua réplica Celso disse: “Na verdade Morais, hoje quem poderia responder essa pergunta e não está aqui agora seria o candidato Geraldo Rocha, que é o candidato apoiado pelo atual prefeito Bertoldo Rover, e ele poderia nos dar essa possibilidade, porque foram muitos anos que se passaram e nada foi feito nessas vilas, eu tive na Vila Brasil, tive nas demais vilas e realmente é uma crueldade que está sendo feita com essas pessoas que moram lá". E acrescentou que pretende fazer saneamento em todas as vilas. Em sua réplica Acir voltou a falar da importância do saneamento.

Na sequencia, Acir questionou o oponente se ele pretende construir um hospital na cidade.

Celso disse que quando foi prefeito tinha o hospital na cidade que fazia pequenos procedimentos e cirurgias. Também falou que chegou a investir 38% do orçamento do Município na área de saúde. “Eu fui um prefeito dedicado basicamente na saúde, então posso falar com categoria que vou transformar o pronto atendimento em um hospital de verdade de novo. Faremos um centro cirúrgico e uma UTI neonatal para que voltem a nascer crianças em Imbituva”, disse Celso. Em sua réplica, Acir disse que o adversário já teve a oportunidade de governar Imbituva e atualmente a cidade “precisa ser projetada quase que em todos os setores para os próximos 30, 40 anos’. Em sua tréplica, Celso criticou as ações no setor de saúde dos grupos políticos dos candidatos ausentes – Vinícius Pontarolo e Geraldo Rocha. “Eu posso falar com categoria da área de saúde, infelizmente estamos só nós dois aqui hoje debatendo, é quase que um diálogo e não um debate, porque faltou os dois candidatos que mais fizeram besteira na área de saúde”, afirmou Celso.

Para finalizar o debate, Celso questionou Acir sobre o projeto dele para o Parque Aquático de Imbituva. “Vou asfaltar os locais aonde não tem asfalto no nosso parque, vou colocar alevinos de tamanho médio e liberar todo final de semana para que a nossa população usufrua daquilo que lhe é de direito. Naquele parque, a população de Imbituva poderá pescar todos os fins de semana com os seus familiares. E vou organizar botando segurança, iluminação e estruturando”, respondeu Acir. Em sua réplica, Celso disse o que pretende fazer no local.  “Iremos dar um conforto maior com relação a estacionamento, área coberta para que as famílias possam continuar fazendo o seu lazer no final de semana”. Em sua tréplica, Acir acrescentou que também precisam ser reformadas as churrasqueiras. 

Quarto Bloco

No quarto bloco os candidatos fizeram suas considerações finais e criticaram os candidatos que não compareceram. “Os outros dois candidatos são covardes, são pessoas que se escondem atrás de alguém, o Vinícius se apresenta como ‘o piá do Zezo’, o Geraldo se apresenta como ‘o candidato do prefeito’,  e que tem na sua retaguarda o Diogo Rover, mandando em tudo que ele faz”, alfinetou Celso Kubaski para finalizar o debate.

Texto: Letícia Torres, Daniela de Mello e Thainá Ferreira/Hoje Centro Sul

Fotos: Ciro Ivatiuk/Hoje Centro Sul

Galeria de Fotos

COMENTÁRIOS