facebook
27/08/2020

Estão abertas as inscrições para II Mostra Surda

Estão abertas as inscrições para II Mostra Surda

A Unicentro, através da Divisão de Promoção Cultural do Campus Irati, é parceira da Regional Oeste do Centro de Apoio ao Surdo e aos Profissionais da Educação de Surdos do Paraná, o CAS, na realização da II Mostra Surda. As inscrições, como conta a professora Eliziane Manosso Streiechen, estão abertas.“No mês de setembro, nós comemoramos o Dia Nacional do Surdo, no dia 26 de setembro. A primeira mostra, que teve como tema Arte Surda, foi realizada pelo Centro de Apoio ao Surdo, o CAS, no ano passado, em 2019.Esse ano resolvemos firmar parceria – nós da Unicentro, o Departamento de Letras, com o CAS – aprimoramos as ideias, nos alinhamos em relação aos objetivos e, assim, elaboramos um projeto que promete ser um evento fantástico sobre á área da surdez”, conta.

A segunda edição da Mostra Surda será realizada virtualmente e contará com exposição artística e palestras. Toda a programação foi montada com a participação da comunidade surda, que também conduzirá as atividades, que tem como tema a cultura surda. “Nosso objetivo é divulgar os artefatos da cultura surda. Os protagonistas do nosso evento são os surdos. Inclusive, existe um lema dos surdos para os ouvintes que é ‘Nada sobre nós, sem nós’. Sendo assim, quem tem que falar por eles mesmos, são os surdos, eles é que entendem de ser surdo”, detalha Eliziane.

A coordenadora do CAS Regional Oeste, Jiane Ribeiro Neves Cwick, explica o que é a cultura surda e como ela se articula com os objetivos da II Mostra Surda. “A cultura surda se define pela forma como o surdo se coloca e participa do mundo como um todo. A Língua de Sinais é um fator ímpar para a constituição da identidade desta pessoa surda. Assim, a cultura surda expressa o ser surdo. Por isso, o tema proposto por esse evento – Cultura Surda -, é para que a sociedade em geral conheça um pouco mais sobre esse mundo visual dos surdos”.

Pessoas da comunidade surda poderão compartilhar composições artísticas de sua autoria na Mostra Surda. De acordo com a coordenadora do CAS Regional, os interessados em expor no evento podem enviar obras em diversos estilos e técnicas. “A ideia principal é apresentar as artes feitas pelos surdos. O critério principal é ser surdo. Participa enviando por e-mail a foto da obra produzida e um vídeo breve mostrando como foi a construção dessa obra. Podem ser utilizadas várias técnicas – desenho, colagem, esculturas, técnicas livres, e ainda este ano acrescentamos poesia, humor e contação de história; isso deve ser produzido em um vídeo e encaminhado para nós também no e-mail”.

As inscrições podem ser feitas até o dia 14 de setembro, gratuitamente, pelo site de eventos da Unicentro. As produções artísticas devem ser encaminhadas através do e-mail cas.gpva@gmail.com. Após avaliação, os trabalhos aceitos serão expostos a partir do dia 22 de setembro no site do CAS Regional, que é o casguarapuava.com. O público também pode se inscrever como ouvinte das palestras da Mostra Surda, que serão realizadas nos dias 22, 23 e 24 de setembro, sempre às 19h30, com transmissão pelo YouTube. No primeiro dia, a palestrante é a professora de Libras da Unicentro Irene Stock, que vai falar sobre Cultura Surda. No segundo dia de evento, a convidada é a professora da UFSC Edinata Camargo, que irá compartilhar Experiências Surdas. Para fechar o evento, no dia 23, o professor Jefferson Diego de Jesus, da UFPR, abordará Literatura Surda e o Humor Surdo na conferência on-line. Todos os palestrantes são referência dentro da comunidade surda no Brasil. Haverá interpretes durante todo o evento.

Além de dar visibilidade à cultura surda, a coordenadora do CAS Regional Oeste acredita que toda essa programação é uma oportunidade de aperfeiçoar conhecimentos e práticas na educação de surdos. “Por ser a universidade uma fonte de conhecimento, voltada a geração de conhecimento científico e tecnológico, essa parceria entre nós e a universidade possibilita aos professores que trabalham na educação de surdos uma aproximação dos mecanismos que auxiliam no processo de ensino e aprendizagem desses estudantes, assim como a socialização e a interação de conhecimentos produzidos no ambiente escolar”, finaliza.

Texto/Foto: Assessoria Unicentro

COMENTÁRIOS