facebook
09/09/2020

Estado vai ampliar ações integradas com a Polícia Federal

Estado vai ampliar ações integradas com a Polícia Federal

O Governo do Paraná vai ampliar as ações integradas com a Polícia Federal (PF), especialmente em relação ao monitoramento das fronteiras com o Paraguai e a Argentina. Entre as iniciativas, está prevista a formalização de um convênio nos próximos dias permitindo o uso conjunto dos aviões e helicópteros do Estado durante as operações. Atualmente, a frota estadual conta com quatro aeronaves.

O acordo foi estabelecido nesta quarta-feira (09) durante reunião no Palácio Iguaçu entre o governador Carlos Massa Ratinho Junior e o superintendente regional da PF no Paraná, Omar Gabriel Haj Mussi. “Essa aproximação busca ampliar a segurança dentro do Estado e combater o crime organizado de uma maneira mais efetiva. Segurança não se faz sozinha. É preciso união por um mesmo objetivo, que é o de diminuir o crime”, destacou Ratinho Junior.

Haj Mussi lembrou que o convênio estabelece ainda cooperação técnica, com troca de informações relacionadas aos serviços de inteligência das forças de segurança. “A Polícia Federal tem necessidade de horas de voo para aumentar a capacidade de monitoramento, e o Estado se colocou à disposição para colaborar com as aeronaves”, explicou o superintendente. “Seriam operações e atividades ligadas ao fortalecimento no combate ao narcotráfico”, acrescentou.

Apresentação

O encontro serviu ainda como apresentação da nova cúpula da PF no Paraná. Haj Mussi assumiu a superintendência do órgão em junho, em substituição a Luciano Flores. Antes, ele exercia a função de corregedor-geral da Polícia Federal.

Além dele, participaram da reunião o superintendente adjunto da PF no Paraná, Roberto Mello Milaneze, e o delegado regional de investigação e combate ao crime organizado da PF, Mozart Percson Fuchs.

“Foi uma conversa bastante proveitosa com o governador. A ideia tanto de um lado quanto de outro é sempre fazer com que a parceria cresça, em nome da segurança pública”, disse Haj Mussi.

“Ele assumiu o cargo há pouco tempo e veio mostrar ao governador como pretende trabalhar”, pontuou o tenente-coronel Welby Pereira Sales, chefe da Casa Militar do Governo do Estado.

Receita Federal

O acordo complementa uma outra ação estabelecida pelo Governo do Paraná recentemente. Em agosto, a Secretaria de Estado da Segurança Pública assinou um Acordo de Cooperação Técnica, Científica e Operacional com a Receita Federal no Estado.

A medida busca ampliar as ações integradas de combate a crimes tributários, em especial o contrabando, a pirataria e demais atos ilícitos ao patrimônio e o tráfico de drogas.

O termo permite que a secretaria e a Receita Federal possam acessar os sistemas de videomonitoramento das instituições (License Plat Recognition – LPR, da secretaria, e Sistema de Vigilância Aduaneira – Sivana, da Receita Federal).

Pelo acordo, as instituições ainda se comprometem a compartilhar informações de interesse mútuo no que diz respeito à redução da criminalidade no Paraná. Com isso, o termo prevê maior celeridade e melhor coordenação e integração dos serviços prestados por parte da secretaria e também pela Receita Federal.

Presença

Participou também da reunião o diretor-geral do Detran-PR, Wagner Mesquita.

Texto/Foto: Agência Estadual

COMENTÁRIOS