facebook
28/09/2021

Envelhecimento: Viver ativamente ou apenas sobreviver?

Atividades voltadas para o envelhecimento ativo são realizadas pela Universidade Aberta para a Terceira Idade (Uati), na Unicentro campus Irati, e pelo Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa de Irati, todas de maneira gratuita

Envelhecimento: Viver ativamente ou apenas sobreviver?

A 3ª idade é uma fase da vida em que diversas pessoas se acomodam em seus lares, desenvolvendo poucas atividades. Entretanto, há inúmeras possibilidades de permanecer ativo, tendo qualidade de vida e dando continuidade à aquisição de conhecimentos.   

“Nossas rugas e marcas são mais que sinais do corpo, elas representam nossa potência, nossa história e sabedoria, expressam o quanto ainda podemos aprender”, afirma Denis Cezar Musial, assistente social e coordenador da Política Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa de Irati.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) defende o “envelhecimento ativo”, em que as pessoas vivam com saúde física e mental; possam participar no meio social, cultural e espiritual; tenham segurança e proteção; além de aprendizagem formal ou informal ao longo da vida. A política de envelhecimento ativo orienta para que o poder público, instituições e sociedade pensem em iniciativas que atendam a pessoa idosa, tendo em vista que envelhecer não é um fator individual, pois afeta todo o contexto em que o cidadão está inserido.

No município de Irati vários projetos buscam dar oportunidade para que as pessoas tenham um envelhecimento ativo, como a Universidade Aberta para a Terceira Idade (UATI) da Unicentro campus Irati e o Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa de Irati. Embora não estejam relacionados diretamente, ambos promovem atividades voltadas para o mesmo público e com o objetivo de dar mais qualidade de vida aos idosos, oferecendo atividades gratuitas.

A UATI  é um projeto de extensão que oferece oficinas em várias áreas, buscando formas de inserção social e participação ativa no processo de socialização e educação permanente durante toda a vida. “O projeto promove o empoderamento da pessoa idosa a partir de suas vivências e conhecimentos. A partir dos seus conhecimentos o ensino é fomentado e a oferta dos conteúdos pode variar conforme a demanda do público participante”, ressalta Paulo Cesar Tomalchelski, coordenador da UATI de Irati.

O projeto constatou que a maior dificuldade dos idosos é em relação ao domínio das tecnologias e o acesso à internet. “Na pandemia percebemos algumas dificuldades do público idoso atendido, quer seja devido ao pouco trato e habilidades com as tecnologias ou até mesmo com falta de acesso à internet em suas casas”, comenta Paulo.

Atualmente, as atividades da UATI seguem de maneira on-line, devido à pandemia. São realizadas oficinas de Educação Física; teatro; xadrez; jogos intergeracionais; Língua Francesa cantada; francês para viagem; poesia; dialogando com a Psicologia; palestras; Educação Ambiental com oficinas de reciclagem; horta vertical; compostagem; transformação de resíduos de óleo de cozinha em produtos de limpeza; aditivos químicos na alimentação: corantes e aromatizantes; estudo dos transgênicos; poluição sonora e estudos dos lixões.

Junto ao Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa de Irati há também o departamento de Política da Pessoa Idosa, instituído em 2018, para ajudar este público. Com a pandemia, este trabalho foi suspenso, isso fez com que a equipe do departamento desenvolvesse algumas iniciativas e estratégias para manter os vínculos os idosos.  

Foi elaborado um kit de apoio à pessoa idosa que será entregue a partir de outubro. O material de inclui diversas atividades para serem desenvolvidas pelos idosos em suas casas. O kit contém um caderno de atividades; um lápis; uma borracha; um conjunto de lápis de cor; um conjunto de tinta guache; um pincel; dez folhas A4 em branco; dois pesos para atividades físicas; um Estatuto do Idoso e um jogo. “Podemos destacar que o kit da pessoa idosa está em avaliação pelo Tribunal de Contas do Paraná para ser premiado em um evento de boas práticas de ações na assistência social”, informa o assistente social Denis.

Mais de 270 pessoas já solicitaram o kit e os interessados podem se cadastrar pelo telefone (42) 99141-4872. O material está disponível também no site http://irati.pr.gov.br/pagina/165_Material-de-apoio-aos-idosos.html.

O Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa de Irati também criou grupos de idosos no WhatsApp para dar continuidade as atividades e conversas que estavam sendo feitas de forma presencial. De acordo com representantes do Conselho, tornou-se um canal de comunicação e interação com idosos no período de isolamento social, além de disponibilizar conteúdos informativos sobre o enfrentamento e as maneiras de prevenir o contágio do coronavírus; vídeos de oficinas de práticas corporais, mostrando como fazer em casa atividades físicas, adaptando práticas de yoga; atividades de memorização e de informática; jogos on-line e arte; conversa sobre plantas medicinais e diálogo sobre o Estatuto do Idoso.

Há ainda um serviço de atendimento por telefone, em que os idosos podem conversar com profissionais e contar seus anseios, sentimentos, questões familiares, dentre outras.

Disque Apoio a Pessoa Idosa

O Disque Apoio a Pessoa Idosa foi criado em março de 2020 e está em funcionamento até agora. Por meio do telefone (42) 99141-4872, que tem WhatsApp, o idoso em isolamento social pode solicitar ajuda na compra de alimentos e medicamentos.

“A organização inicial do projeto se deu a partir da constatação da ausência de suporte familiar para realizar essas atividades, por diferentes motivos, como o fato de os familiares estarem muito ocupados com o trabalho e não terem condições de atender essa demanda dos idosos”, explica Denis Musial.

Todos os serviços relacionados ao Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa atendem ao público pelo mesmo número de telefone, (42) 99141-4872.

Sobre o Conselho dos Direitos da Pessoa Idosa

O Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa de Irati foi instituído em 2016. Os conselheiros se reúnem mensalmente para discutir questões relacionadas aos direitos da pessoa idosa e ao envelhecimento da população do município. Atua com apoio do Fundo Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa, um instrumento de captação de recursos que proporciona a consolidação de projetos sociais que o município desenvolve na área do envelhecimento.

“As reuniões são abertas e a atualmente, por conta do contexto de pandemia, acontecem de forma on-line. Você também pode participar das reuniões, venha debater, sugerir e propor ações. Procure a Casa dos Conselhos Municipais, e se preferir entre em contato pelo (42) 99141-4872”, frisou o coordenador Denis Musial.

Sobre a UATI

O grupo da Universidade Aberta para a Terceira Idade (UATI) campus Irati iniciou em 1998. Desde o início, as atividades aconteciam dois dias na semana, na Unicentro campus Irati. Cerca de 30 integrantes participavam de atividades presenciais antes da pandemia. Atualmente os encontros acontecem somente no meio virtual e 10 integrantes permanecem nas reuniões on-line.

As inscrições podem ser feitas na Secretaria da UATI, ou pelo e-mail uatiunicentroirati@gmail.com. Em caso de dúvidas, os interessados podem entrar em contato pelo telefone (42) 99994-2815.

Palestras

Palestras e oficinas que incitem discussões sobre temáticas atuais das políticas públicas de atenção à pessoa idosa, bem como que fomentem seu processo de criticidade diante do atual contexto social estão sendo planejadas pela UATI.

O coordenador Paulo Tomalchelski conta que toda a programação pode acontecer virtualmente, mas serão tomadas medidas inclusivas para beneficiar ao máximo as pessoas que não dominam a área da informática. “Caso estas atividades não possam ser realizadas presencialmente, a menos que tenhamos a liberação dos órgãos de Estado que acompanham a evolução da pandemia, tudo acontecerá de forma on-line. Os alunos contam com o apoio da coordenação para a familiarização com a informática, os links serão fornecidos com antecedência pela Secretaria do projeto aos usuários pelo grupo de WhatsApp da UATI. As pessoas podem no procurar pelo telefone (42) 99994-2815”, disse Paulo.

Texto: Cibele Bilovus/Hoje Centro Sul

Fotos: Divulgação Uati

Galeria de Fotos

COMENTÁRIOS