facebook

Editorial - IML de Irati: Há “muitos pais”, mas falta a criança

06/06/2022

Editorial - IML de Irati: Há “muitos pais”, mas falta a criança

Muito se falou sobre a construção de uma unidade do IML em Irati nos últimos anos. O tema já motivou discursos, promessas e intrigas dos mais diversos tipos. Muitos “pais da criança” surgiram, diversas reuniões foram realizadas, muitos pedidos foram feitos, mas, na prática, a implantação da unidade em Irati ainda está na fase de estudos preliminares, informou a Secretaria de Estado de Segurança Pública do Paraná (Sesp-PR) à equipe do Hoje Centro Sul nesta semana. Acrescentou que ainda não é possível precisar o tamanho de obra e o recurso para a construção.

 Já a presidente do Conselho de Segurança (Conseg) de Irati contou que os projetos arquitetônicos e estrutural para a obra ainda não estão prontos, não foram entregues para a Polícia Científica – o projeto que havia sido doado a Irati pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) foi considerado muito grande e caro, então não foi utilizado.

Segundo a presidente do Conseg, assim que os projetos forem entregues, o Conselho terá uma cópia para poder buscar recursos financeiros para a obra, que ela acredita que precisa vir junto com um Serviço de Verificação de Óbitos (SVO) – que facilitará a captação de recursos tanto para a obra da sede do IML, quanto para a manutenção da unidade, posteriormente.

Ou seja, o resumo da ópera é que não há projeto, não há recursos e, consequentemente, não há obra programada, como informou a Sesp-PR.

Enquanto isso, a reivindicação do momento é que o IML de Ponta Grossa volte a atender Irati, como era até abril do ano passado. Com a mudança do atendimento para União da Vitória, o serviço que já não agradava pela demora, ficou ainda pior. As famílias que precisam da liberação de corpos daqueles que tiveram mortes violentas ficam desalentadas. A Polícia Militar tem que deixar de atender outras ocorrências para ficar mais tempo cuidando de locais de crime ou de acidentes, enquanto os peritos não chegam, o que pode afetar a própria segurança pública em Irati.  São transtornos e mais transtornos. 

É preciso unir esforços em prol dessa demanda, que não é apenas de Irati, mas de todos os municípios do entorno, que fazem parte da Associação dos Municípios do Centro Sul do Paraná. Para isso, não são bandeiras partidárias que interessam, mas boa vontade e ações concretas para que “a criança” seja concebida, gestada e possa nascer. 

Comentários

Edição 1416 - Já nas bancas!
  • Direitos Autorais

    Textos, fotos, artes e vídeos do Jornal Hoje Centro Sul estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. É expressamente proibido a reprodução do conteúdo do jornal (eletrônico ou impresso) em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização expressa do Jornal Hoje Centro Sul.

  • Endereço e Contato

    Rua Nossa Senhora de Fátima, no 661
    Centro, Irati, PR - CEP 84500-000

    Tel: (42) 3422-2461

  • Pauta: jornalismohojecentrosul@gmail.com

    Expediente: de segunda à sexta das 8h às 17h

JORNAL HOJE CENTRO SUL - © 2020 Todos os Direitos Reservados
Jornalista Responsável: Letícia Torres / MTB 4580