facebook
31/07/2020

Editorial - Faça você mesmo

Editorial - Faça você mesmo

Propor um desafio a si mesmo, ocupar o tempo livre, melhorar a estrutura do ambiente doméstico ou resolver um problema que estava incomodando há tempos. Estes são apenas alguns dos motivos que levam as pessoas a colocar a mão na massa e executarem, elas mesmas, as reformas ou serviços necessários em casa.

Trata-se da cultura do “faça você mesmo” (“do it yourself”), prática muito antiga e comum em vários países do exterior desde 1950, que foi repaginada a partir de 2005 nos Estados Unidos, como o movimento Maker. No Brasil, por muito tempo reinou quase que soberano o hábito de contratar os serviços de construção, marcenaria, decoração, paisagismo, limpeza, dentre outras necessidades domésticas.  

A disponibilidade de mão de obra vasta e barata era indiscutível e colocar a mão na massa não era parte das pretensões de milhares de brasileiros. Entretanto, cada vez mais tem sido difícil encontrar pessoas aptas a fazer alguns desses pequenos trabalhos domésticos com agilidade, profissionalismo e bom preço.

Quem nunca ficou dias esperando um pedreiro, eletricista, marceneiro ou jardineiro aparecer para realizar o serviço combinado e não teve sequer uma satisfação sobre o motivo de ele não ter ido? Quem nunca pagou por um desses pequenos serviços domésticos e ficou muito insatisfeito com a qualidade do que foi executado?

A repetição desses fatos desagradáveis ao longo dos anos, aliada à popularização dos vídeos na internet que explicam detalhadamente como fazer um serviço tem motivado, no Brasil, o “faça você mesmo”.   

Esta cultura vem se popularizado gradativamente e, nos últimos meses, o tempo livre a mais em casa que a pandemia do novo coronavírus trouxe também está sendo um estímulo para a prática. Em Irati e região, os reflexos desse interesse em fazer pequenas reformas e melhorias em casa já são visíveis no comércio, onde lojas de materiais de construção observaram o aumento nas vendas nos últimos meses.  O que você acha de tentar?

COMENTÁRIOS