facebook
09/10/2020

Editorial - COVID-19, flexibilização e campanha

Editorial - COVID-19, flexibilização e campanha

A tão comentada curva da pandemia do novo coronavírus começa a dar trégua no Paraná e em Irati. No Estado, os números têm se mostrado estáveis há diversas semanas. Já em Irati, além de estáveis, os números também seguem com tendência de queda, e a taxa de letalidade da doença chegou a um parâmetro de limite aceitável, de acordo com os profissionais de saúde que fazem parte do Centro de Operações Especiais e Fiscalização da Covid (COEF). Tanto que houve certa flexibilização e festas, especificamente jantares de casamento, aniversário e formatura foram liberados, desde que realizados para um público de até cem pessoas. Já as reuniões públicas ou particulares poderão ser feitas com até trinta pessoas.

Isso foi um alívio para os empresários e trabalhadores que atuam no seguimento de eventos, que começam a enxergar uma luz no final do túnel, depois de sete meses sem poderem atuar. Também foi um alento para os candidatos de Irati, que constantemente vinham encaminhando pedidos ao COEF para que lhes fossem autorizados atos de campanha.

Nos locais de eventos ainda não houve procura por datas para a realização de festividades neste ano. Provavelmente, algumas pessoas ainda estão receosas, questionando-se  quanto aos riscos de voltar a se reunir. Outras ainda não tomaram conhecimento de que agora são permitidas as confraternizações de até cem pessoas, desde que respeitado o distanciamento social e as demais normas de prevenção à COVID-19.

Já os candidatos, querem chegar ao eleitor, pois muitos estão habituados a fazer reuniões com os apoiadores.  Resta saber se os eleitores vão querer participar. Fazer reuniões com aqueles que já são do mesmo grupo político e já definiram o voto é chover no molhado. Não se ganha eleição assim.

COMENTÁRIOS