facebooktwitterinstagramgoogle+
Edição 1230 - Já nas bancas!
04/02/2020

Editorial - SAMU demorou, mas chegou à região

Editorial - SAMU demorou, mas chegou à região

As discussões para a implantação do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) em Irati ocorrem desde 2009. Mas foi apenas nos últimos anos que as discussões se intensificaram e  somente no ano passado a Câmara de Vereadores aprovou por unanimidade a autorização para o município ingressar em um consórcio para um SAMU regional.

Porém, o projeto deve se concretizar apenas neste ano, em 2020. O lançamento aconteceu neste mês de janeiro, entretanto o serviço ainda não estará em funcionamento, já que é preciso fazer treinamento da equipe e acertar outros detalhes do funcionamento do serviço em rede.

Quando o serviço começar a funcionar, Irati e outros municípios da região da Amcespar estarão sendo parte de um consórcio de 26 municípios que compartilharão os benefícios de ter um SAMU atuando na sua região.

E os benefícios são imensuráveis. Um dos primeiros é o chamado Vaga Zero que o SAMU proporciona, pois o paciente tem preferência de atendimento assim que chega ao hospital, mesmo que não se tenha leitos.

Outro benefício são as UTIs Móveis, que possuem médicos em sua equipe. Com uma estrutura maior, as UTIs Móveis são capazes de oferecer alguns procedimentos antes mesmo de chegar ao hospital, podendo salvar vidas em casos de urgência e emergência.

Além disso, o SAMU tem por objetivo levar o paciente no lugar certo, no tempo certo. Por isso que mesmo com equipe e ambulâncias já disponíveis, o SAMU ainda não entrou em operação. É preciso treinamento e definições claras quanto à rede regional para que a equipe faça o diagnóstico e leve o paciente direto para o hospital que é referência em cada tipo de situação e que possua os médicos especialistas que o paciente necessitará.

É importante ressaltar que as ambulâncias do SAMU não poderão ser utilizadas para todos os casos. Há ainda casos em que as ambulâncias do Corpo de Bombeiros serão utilizadas com já ocorre atualmente. O SAMU deverá atender casos como AVC e infarto, por exemplo, por isso é importante que a população já comece a se informar em quais situações deverá chamar os serviços.

Enfim, o SAMU demorou, mas chegou à região. Com o acesso a este benefício, a saúde da população regional deverá dar mais um passo à frente.