facebook
19/01/2021

Corpo de Bombeiros de Irati fez o resgate de 50 pessoas devido aos alagamentos

Corpo de Bombeiros de Irati fez o resgate de 50 pessoas devido aos alagamentos

No final da tarde e início da noite de segunda-feira (18), vários pontos de alagamento foram registrados em Irati. Acúmulo de água nas ruas, fortes enxurradas e casas invadidas pelas águas foram situações observadas na área central, em alguns bairros da cidade como Engenheiro Gutierrez, DER, Vila São João, Vila Nova e Canisianas,  e em diferentes trechos das BR 153 e da BR 277.

De acordo com a comandante do 3º Subgrupamento de Bombeiros de Irati, capitã Keyla Karas Soltes, desde a identificação dos primeiros pontos de alagamento, ocorreu o resgate de aproximadamente 50 pessoas pelas equipes da corporação.

Ao todo, 19 bombeiros atuaram no regate de moradores de Irati que estavam em situação de risco e precisaram ser retirados com o apoio da Defesa Civil. “A região de Canisianas foi a que concentrou o maior número de atendimentos”, conta Keyla.

As equipes do Corpo de Bombeiros de Irati utilizaram três embarcações, caminhão de combate a incêndio e resgate, além de três viaturas de busca e salvamento. Os atendimentos foram feitos em 26 locais, segundo a comandante.

“Essas pessoas que foram atendidas estavam em situação de risco, pelo volume de água. Algumas ficaram desalojadas. A Prefeitura de Irati nos passou que há três desabrigados”, comenta a capitã.

As pessoas que tiveram que deixar as suas casas por questões de segurança e não tinham locais como residências de familiares para ficar, estão alojadas  na Casa de Passagem, disponibilizada pela Secretaria de Assistência Social para abrigar temporariamente aqueles que foram afetados pelos alagamentos.

O número total de afetados ainda está sendo apurado pela Defesa Civil do município.

Doações para as famílias atingidas

Com o objetivo de auxiliar as pessoas vítimas das chuvas que atingiram Irati nesta segunda-feira (19), foram montados pela Prefeitura de Irati pontos de arrecadação de doações no Provopar Municipal e na escola Francisco Vieira de Araújo. Estão sendo recebidos alimentos, materiais de higiene e limpeza, colchões e roupas de cama. Também estão sendo aceitas doações de alguns móveis e eletrodomésticos.

O Provopar disponibiliza a coleta para as pessoas que não podem se dirigir até os locais de doação, podendo entrar em contato pelo telefone 3907-3038.

A matriz São Miguel também se tornou um ponto de recolhimento de alimentos, roupas e cobertores para doação às famílias afetadas pelas chuvas.  

 

Da Redação/Hoje Centro Sul

Fotos: Ciro Ivaituk/Hoje Centro Sul

COMENTÁRIOS