facebook
11/10/2021

Corpo de Bombeiros alerta sobre acidentes comuns em residências e explica como evitá-los

Queimaduras com óleo ao fazer frituras, explosões ao tentar acender churrasqueiras, vazamentos de gás de cozinha são alguns dos acidentes domésticos que podem ser prevenidos.

Corpo de Bombeiros alerta sobre acidentes comuns em residências e explica como evitá-los

O Corpo de Bombeiros de Irati alerta a população sobre os cuidados básicos necessários em casa para evitar acidentes do tipo explosão, pois, ao utilizar o fogo é preciso estar atento a todos os tipos de materiais que podem provocar a combustão – como gasolina, álcool, gás de cozinha e óleo vegetal.

Recentemente, ocorreu em Curitiba uma explosão ocasionada pelo uso de gasolina para acender uma churrasqueira, que teve cinco vítimas, das quais, três morreram devido à gravidade das queimaduras. A capitã Carla Adriana Spak Sobol, comandante do 3º Subgrupamento de Bombeiros de Irati, alerta que acidentes deste tipo podem ocorrer em qualquer cidade. “A gente pede para o pessoal que vai fazer fogo na churrasqueira que use produtos que são feitos para acender o carvão, para não colocar a sua vida e das outras pessoas em risco”, orienta a capitã. Ela explica que a gasolina se expande 70 vezes mais do seu volume normal quando colocada no ambiente, por isso causa grandes explosões.

Outro alerta do Corpo de Bombeiros é quanto ao uso álcool 70 para proteger-se da Covid-19, que pode se tornar um risco de queimadura se manipulado próximo ao fogo, principalmente, quando se trata do álcool em gel que demora mais tempo para ser absorvido pela pele. “Se for utilizar o álcool em gel tem que verificar se ele foi totalmente absorvido pela pele antes de fazer algo com fogo, há relatos de pessoas que foram usar o fogão ou acender um fósforo e acabaram incendiando a mão por ainda estar com o componente ativo do álcool. Os produtos que são voláteis produzem vapor, e o álccol é um deles, por isso não precisa encostar na chama para incendiar”, destacou a capitã Spak.

Além de o álcool ser explosivo, a queima dele pode também provocar a chamada “morte branca”, quando a pessoa acende fogo com álcool em um ambiente fechado e a chama consome todo o oxigênio. Este tipo de acidente é comum no inverno, quando as pessoas fazem fogo para se aquecer dentro de casa. “A pessoa desmaia e não tem tempo de pedir socorro, nem abrir uma janela para respirar, o incêndio produz o monóxido de carbono que se liga a hemoglobina do nosso sangue e faz com que a pessoa adormeça. Um fato parecido aconteceu recentemente em Ponta Grossa, mas uma das pessoas conseguiu abrir uma janela”, conta a comandante.

Outro acidente comum dentro das cozinhas de residências é a explosão com óleo vegetal e a maioria das pessoas não sabe lidar com essa situação. A primeira coisa a ser feita é desligar a chama do fogão e seguir as orientações do Corpo de Bombeiros para conter este tipo de explosão. “O óleo muito quente acaba incendiando e as pessoas têm o hábito de jogar água e nesse caso quanto mais água jogar mais vai incendiar, o que aumenta a possibilidade das pessoas terem queimaduras. Então é preciso pegar uma toalha ou um pano, molhar bem e abafar o fogo para que ele não tenha contato com o oxigênio, antes disso tem que desligar a chama”, explica a capitã Spak.

Em relação aos cuidados com o gás de cozinha, o botijão deve ser instalado do lado de fora da casa; é preciso ficar atento à validade da mangueira, que é de cinco anos; há fogões mais novos que precisam de uma pressão menor de gás, para esses casos é necessário instalar um redutor de pressão para não ter vazamentos.

Outro alerta para evitar acidentes domésticos, segundo a comandante do Corpo de Bombeiros, é que pais ou responsáveis mantenham fora do alcance das crianças produtos de limpeza ou quaisquer produtos que não possam ser ingeridos.

Texto: Da Redação/Hoje Centro Sul

Imagem: Pixabay

COMENTÁRIOS