facebook
12/03/2021

Combate à violência contra a mulher ganha campanha em Irati

Combate à violência contra a mulher ganha campanha em Irati

A Secretaria de Assistência Social de Irati está lançando neste mês de março uma campanha de sensibilização ao combate à violência contra a mulher. A campanha tem como objetivo dar visibilidade a diferentes tipos de violência, tipificados na Lei Maria da Penha.

De acordo com a referida lei, estão previstos cinco tipos de violência doméstica e familiar contra a mulher: física, psicológica, moral, sexual e patrimonial. Essas formas de violência são complexas, perversas, não ocorrem de formas isoladas umas das outras, e têm graves consequências para a mulher. Qualquer uma delas constitui ato de violação dos direitos humanos e deve ser denunciada.

Telefones

Em Irati, os telefones para denúncias de violência contra a mulher são:

CREAS: 3907 3108, 0800 643 404 ou 9 9117 5939 (abordagem social)

Núcleo Maria da Penha (NUMAPE): 9 9904 1423 ou 3421 3086.

CRAS Vila São João: 3907 3041.

CRAS Lagoa: 3907 3137.

CRAS Canisianas: 3907 3111.

CRAS Rio Bonito: 3907 3034.

Violência física

Entendida como qualquer conduta que ofenda a integridade ou saúde corporal da mulher, expressada em situações como espancamento, atirar objetos, sacudir e apertar os braços, estrangulamento ou sufocamento, lesões com objetos cortantes ou perfurantes, ferimentos causados por queimaduras ou armas de fogo e tortura, dentre outras.

Violência psicológica

É considerada qualquer conduta que cause danos emocionais e diminuição da autoestima, prejudique e perturbe o pleno desenvolvimento da mulher, ou vise degradar ou controlar suas ações, comportamentos, crenças e decisões. Pode se manifestar por ameaças, constrangimento, humilhação, manipulação, isolamento (proibir de estudar e viajar ou de falar com amigos e parentes), vigilância constante, perseguição contumaz, insultos, chantagem, exploração, limitação do direito de ir e vir, ridicularização, tirar a liberdade de crença, distorcer e omitir fatos para deixar a mulher em dúvida sobre a sua memória e sanidade (gaslighting).

Violência sexual

Trata-se de qualquer conduta que constranja a presenciar, a manter ou a participar de relação sexual não desejada, mediante intimidação, ameaça, coação ou uso da força, podendo se expressar em estupro, obrigar a mulher a fazer atos sexuais que causam desconforto ou repulsa, impedir o uso de métodos contraceptivos ou forçar a mulher a abortar, forçar matrimônio, gravidez ou prostituição por meio de coação, chantagem, suborno ou manipulação, limitar ou anular o exercício dos direitos sexuais e reprodutivos da mulher.

Violência patrimonial

Entendida como qualquer conduta que configure retenção, subtração, destruição parcial ou total de seus objetos, instrumentos de trabalho, documentos pessoais, bens, valores e direitos ou recursos econômicos, incluindo os destinados a satisfazer suas necessidades. Pode se manifestar por controlar o dinheiro, deixar de pagar pensão alimentícia, destruição de documentos pessoais, furto, extorsão ou dano, estelionato, privação de bens, valores ou recursos econômicos, causar danos propositais a objetos da mulher ou dos quais ela goste.

Violência moral

É considerada qualquer conduta que configure calúnia, difamação ou injúria, podendo se manifestar em situações como acusar a mulher de traição, emitir juízos morais sobre a conduta, fazer críticas mentirosas, expor a vida íntima, rebaixar a mulher por meio de xingamentos que incidem sobre a sua índole, desvalorizar a vítima pelo seu modo de se vestir.

Atendimento

Em Irati, existe uma rede de serviços que dão atenção a mulheres em situação de violência, podendo procurar qualquer equipamento para buscar apoio e atendimento. Existe um mapa digital com a rede de serviços de assistência social, educação, saúde, dentre outros que pode ser consultado através do link: https://cutt.ly/mapa_rede_servicos_irati .

O Núcleo Maria da Penha de Irati (NUMAPE), em parceria com a Secretaria de Assistência Social de Irati divulgam também uma cartilha da "Violência Contra as Mulheres: Rede de Proteção e Enfrentamento em Irati", onde possui o fluxo de atendimento e os serviços que podem acolher mulheres em situação. O material também está disponível através do link: https://cutt.ly/EkY324R .

“Tomar conhecimento sobre os tipos de violência e realizar trabalhos de prevenção são pontos estratégicos aos quais a secretaria vêm dando ênfase, para que possa dar visibilidade a diversos tipos de violência, utilizando os meios de comunicação social, rádio, dentre outros”, destaca Sybil Dietrich.

Texto/Foto: Assessoria PMI

COMENTÁRIOS