facebook
23/12/2021

Colégio do Campo de Rebouças é bicampeão na Olimpíada de Língua Portuguesa

Colégio Estadual do Campo de Faxinal dos Francos foi um dos vencedores na categoria de Memórias Literárias no concurso promovido pelo Itaú Social em parceria com o MEC

Colégio do Campo de Rebouças é bicampeão na Olimpíada de Língua Portuguesa

Sob a coordenação da professora Maria Silmara Saqueto Hilgemberg, a turma do 7º ano do Colégio Estadual do Campo de Faxinal dos Francos foi uma das vencedoras da 7ª edição da Olimpíada de Língua Portuguesa (OLP). O colégio do município de Rebouças, com menos de 15 mil habitantes no Centro-Sul do Estado, foi um dos vencedores na categoria de Memórias Literárias no concurso promovido pelo Itaú Social em parceria com o Ministério da Educação (MEC).

“Nosso colégio está localizado na zona rural, muitos estudantes não têm internet de qualidade e muitos vêm de famílias com poucas condições financeiras. Mesmo assim, por meio de um trabalho colaborativo e consistente, conseguimos essa importante conquista, o que é motivo de muita alegria e motivação”, diz a diretora da escola, Silvia Regina Rodrigues Belozupko, ressaltando o esforço e a capacidade de superação dos alunos durante o trabalho, que foi iniciado ainda no primeiro semestre de forma remota.

Para a professora Maria Silmara Saqueto Hilgemberg, ganhadora do prêmio, vencer a Olimpíada de Língua Portuguesa é coroar com êxito um ano árduo, de muitos desafios para a educação. “Nos faz acreditar na qualidade da escola pública e em seu poder transformador na vida dos nossos estudantes”.

É a segunda vez que a professora Maria Silmara ganha o prêmio – ela foi uma das vencedoras da Olimpíada, em 2019, na categoria “Artigo de Opinião”, com a estudante Fernanda de Souza Fagundes (hoje egressa da rede estadual). Nesta edição, junto com 26 alunos de 11 anos, a professora chegou à final na categoria Memórias Literárias com o trabalho “Palavras para além do tempo” e garantiu o bicampeonato.

A premiação incluiu notebooks para os docentes, tablets para os estudantes, acervos de livros para a biblioteca e placas de homenagens para as escolas.

Entre os finalistas havia mais duas professoras do Estado: Carla Micheli Carraro, do Colégio Estadual do Campo de Faxinal dos Marmeleiros, também de Rebouças; e Marciane Cocchi Dorta, do Colégio de Aplicação Pedagógica da UEL Prof. José Aloísio Aragão, de Londrina, que classificaram suas turmas nas categorias de crônica (8º e 9º anos) e documentário (1ª e 2ª séries do Ensino Médio), respectivamente.

Texto: Agência Estadual

Fotos: Divulgação

COMENTÁRIOS