facebook
06/11/2020

Aumento de casos de COVID-19 em Irati foi devido a oito surtos da doença

Aumento de casos de COVID-19 em Irati foi devido a oito surtos da doença

Na manhã desta quinta-feira (05), o coordenador do Centro de Operações Especiais e de Fiscalização da COVID-19 de Irati (COEF), enfermeiro Agostinho Basso, fez esclarecimentos sobre o recente aumento no número de casos no Município e reforçou as orientações à população.

No levantamento efetuado a cada sete dias, Irati registrou no período de 28 de outubro a 03 de novembro, 93 novos casos, um aumento de 550% em relação ao registro anterior, efetuado 14 dias atrás. “Hoje nós temos em isolamento domiciliar, já confirmadas, 100 pessoas, e em investigação, 97 pessoas”, contou Basso.  

O enfermeiro explica que este aumento no número de casos é devido a surtos da doença.  Irati tem oito surtos de coronavírus. “Surto é a ocorrência de três casos ou mais em um determinado estabelecimento, em uma empresa, em uma indústria, em uma escola, em uma igreja, numa instituição seja ela qual for, ou em um domicílio”, esclareceu. Quando acontece um surto, várias pessoas que convivem em um mesmo espaço (casa ou trabalho, por exemplo) se contaminam, denominados contatos diretos.

De acordo com Agostinho, dos oito surtos registrados, três já estão quase que sanados. Mas, nos outros cinco casos, ainda estão sendo investigados os contatos diretos daqueles que testaram positivo para COVID-19.  

“Estes surtos acabaram fazendo com que esses números acabassem aumentando, já era esperado isto. Não quer dizer que o vírus está somente nestas oito localidades, muito pelo contrário, o vírus está na cidade, está no meio de nós, está circulando e, por isso, a nossa preocupação enquanto COEF, enquanto também Sala de Situação da Secretaria Municipal de Saúde”, diz o enfermeiro.

Testes particulares

Há três laboratórios em Irati que estão fazendo os testes de COVID. Por isso, quem estiver com suspeita, além de procurar atendimento na rede pública, também tem a opção de, por conta própria, procurar um laboratório e realizar o exame.

Quanto é identificado um caso positivo, os laboratórios notificam a Vigilância Sanitária, que faz toda a investigação dos contatos diretos.

Cuidados

O coordenador do COEF ainda reforçou os quatro cuidados fundamentais contra a contaminação pelo coronavírus.  O uso de máscara em todo lugar, a todo o momento,  não só no centro da cidade. A lavagem das mãos rotineiramente, várias vezes ao dia. O  distanciamento social que, segundo ele, é o mais eficaz – manter a distância de mais de dois metros das pessoas. E o uso do álcool.

Segundo o enfermeiro, o COEF tem conhecimento de que alguns estabelecimentos deixaram de oferecer o álcool em gel. “Estamos recebendo denúncias de que em vários estabelecimentos não tem mais o álcool em gel disponível. E o cliente tem o direito de exigir e o comerciante tem o dever de colocar a disposição já na porta e no caixa”, desta o enfermeiro.

Recomendações

O enfermeiro Agostinho Basso ainda ressaltou que já há medidas e ações recomendadas pelos técnicos do COEF para serem colocadas em prática, caso este índice prossiga em patamares altos.

Ele destaca que depende de cada um fazer a sua parte para que seja eficiente o enfrentamento à pandemia. “Não adianta nada nós fazermos a nossa parte se nós não tivermos o retorno, o respaldo e a resposta e corresponsabilidade que vem do cidadão”, disse. Sobretudo porque os profissionais da área da saúde não tem como ficar ao lado de cada pessoa, conduzindo-a nas atitudes do seu dia-a-dia.  Por isso Agostinho faz um apelo para que a população adote todas as medidas preventivas para que mortes sejam evitadas em Irati, até que a vacina chegue, no próximo ano.

Texto: Da Redação/Hoje Centro Sul

Foto: Divulgação

COMENTÁRIOS