facebooktwitterinstagramgoogle+
Edição 969 - Já nas bancas!
20/06/2016

Operação fiscaliza cargas de produtos perigosos

Operação fez parte de formação dos agentes de Defesa Civil de Irati e região

Operação fiscaliza cargas de produtos perigosos

Uma operação na manhã de quinta-feira (16) fiscalizou cargas com produtos perigosos na BR 277, em Irati.

Foram realizadas 17 abordagens e 5 orientações. Ainda foram aplicadas duas multas, por causa de extintor vencido. Nas cargas com produtos perigosos, o uso do extintor de incêndio é obrigatório.

A operação foi parte da formação dos agentes da Defesa Civil de Irati e região que realizaram uma atividade prática de fiscalização dentro da disciplina “Intervenção em Produtos Perigosos”. Cerca de 20 alunos participaram da atividade.

A operação também contou com a participação do 2º Grupamento de Bombeiros de Ponta Grossa, que ajudou na fiscalização. “Isso é uma prática da fiscalização deles [agentes da Defesa Civil], mas em conjunto também, temos aqui a equipe do 2º Grupamento de Bombeiros de Ponta Grossa que se deslocou pra cá, justamente para dar-nos esse apoio a essa instrução e também já fazer uma fiscalização da região que também é algo importante haja vista alguns transportes irregulares que acontecem por aqui”, explicou o aspirante oficial do Corpo de Bombeiros de Irati, Bruno Eduardo Da Macena.

Além dos agentes da Defesa Civil de Irati e região e a equipe de fiscalização do 2º Grupamento de Bombeiros de Ponta Grossa, também participaram da operação membros da Vigilância Sanitária, Corpo de Bombeiros de Irati e Polícia Rodoviária Federal.

Foram fiscalizadas cargas de produtos perigosos como substâncias químicas, gasolina e explosivo. “São tipos de substâncias que oferecem algum risco em caso de acidentes, risco ao transporte, essas cargas então elas existem uma norma a ser seguida pra ser feito o carregamento delas, o transporte e tudo mais e a gente fiscaliza essas normas , principalmente os itens obrigatórios do caminhão e do condutor do veículo, assim como também a documentação exigida como o envelope segurança, que o condutor tem que estar portando”, explicou o aspirante oficial.

Entre os veículos visados pela fiscalização estavam diversos veículos como caminhões que conduziam produtos perigosos, com identificação, e caminhões baús com suspeita de estar carregando produto perigoso de uma forma irregular, sem ter o painel de segurança.

Texto: Karin Franco/Hoje Centro Sul

Fotos: Ciro Ivatiuk/Hoje Centro Sul

Galeria de Fotos