facebooktwitterinstagramgoogle+
Edição 984 - Já nas bancas!
03/06/2016

Estudos sobre a cultura eslava ocorrerão em Simpósio Internacional em Irati

“Nós temos muitos alunos que aprenderam português na escola, então a primeira língua desses alunos foi o ucraniano ou o polonês", conta o professor do Departamento de Letras, Dr. Edson Santos Silva, membro da comissão organizadora do evento

Estudos sobre a cultura eslava ocorrerão em Simpósio Internacional em Irati

“Nós temos muitos alunos que aprenderam português na escola, então a primeira língua desses alunos foi o ucraniano ou o polonês", conta o professor do Departamento de Letras, Dr. Edson Santos Silva, membro da comissão organizadora do evento internacional, que ocorrerá na Unicentro, em Irati.

O IV Simpósio Internacional de Estudos Eslavos acontecerá nos dias 7, 8 e 9 de junho na Unicentro, no campus de Irati . “O evento pretende reunir comunidade, professores e estudantes interessados nos estudos da cultura eslava”, conta o professor do Departamento de Letras, Dr. Edson Santos Silva, e membro da comissão organizadora do evento.

A programação contará com professores brasileiros, pesquisadores internacionais e também debatedores da Universidade de Varsóvia, da Polônia. Além de conferências e mesas-redondas, o Simpósio contará com minicursos, oficinas culturais, sessões fílmicas, exposições culturais e apresentações de trabalhos científicos.

Essa será a terceira vez que Irati sedia o simpósio, que já contou com uma edição na Ucrânia. “Tem essa parceria forte, a Unicentro com universidades ucranianas e também parceiras, como uma universidade do Canadá. Então é um evento muito forte”, conta o professor. As parcerias já renderam frutos como a realização de curso online de polonês e vinda de profissionais reconhecidos da Ucrânia ao Brasil para compartilhar conhecimentos.

O evento será aberto à comunidade e quem quiser algum certificado precisará realizar a inscrição paga no site do evento, pelo endereço http://eventos.unicentro.br/sinees2015/. “Todos podem participar gratuitamente, mas quem quiser o certificado precisa realizar a inscrição prévia”, conta o professor. “Mas as portas da universidade estão sempre abertas”, disse.

Estudos ajudam a resgatar cultura

O evento é promovido pelo Núcleo de Estudos Eslavos da Unicentro, coordenado pela professora Drª Mariléia Gärtner. Para o professor Edson, além do mapeamento lingüístico e a bibliografia em torno da cultura, um dos resultados do Núcleo é o resgate da autoestima dos alunos de origem eslava. “Nós temos muitos alunos que aprenderam português na escola, então a primeira língua desses alunos foi o ucraniano ou o polonês. Então, eles foram aprender o português na escola. Nós temos alguns alunos que parecem que tem vergonha de ser eslavos”, conta. “O primeiro grande resgate do Núcleo é levantar a autoestima dessas pessoas e dizer que não tem uma cultura melhor que a outra. Não tem uma cultura que sobreponha. Todas as culturas são importantes”, disse. “Esse resgate dos nossos alunos é muito importante”.

De acordo com o professor, essa vergonha pode ter origem por causa da época em que os imigrantes vieram, onde havia uma repressão ao idioma de origem, e até mesmo num preconceito com a maneira de falar dos descendentes. “Eu acredito que essa baixa autoestima ocorre sim pelo preconceito”, disse. “Vivemos num mundo muito arredio ao diferente”.

O professor explica que o preconceito acaba interferindo na preservação da cultura. “Sempre que eu pergunto: “Qual é sua origem?”, e alguém fala: “A minha origem é alemã, é italiana, é ucraniana, é polonesa”, a segunda pergunta que eu faço é: “Você fala a língua?”. O curioso é que muitos alunos falam que como os pais sofreram muito preconceito eles não ensinaram”, explica. “Acaba perdendo um dialeto e matando todo um universo cultural”.

Programação:

07/06/2016 - 14h - Credenciamento e entrega de materiais; 14h - Roteiros turísticos de cultura eslava (Por adesão); 14h30- Abertura da Exposição do NEES; 19h15 - Atividade Cultural; 19h40 - Solenidade de Abertura; 20h - Mesa-redonda: Diáspora e interculturalismo: um espaço para diálogo. Debatedores: Profª Drª Karolina Bielenin-Lenczowska (Universidade de Varsóvia - Polônia) e Prof. Dr. Odinei Fabiano Ramos (Unicentro); 22h - Jantar de Confraternização (Por adesão)

08/06/2016 - 8h- Simpósios (apresentações de Trabalhos); 10h - Intervalo/café; 10h15 - Simpósios (apresentações de Trabalhos); 12h – Almoço; 13h30 – Minicursos; 15h15 - Intervalo/café; 15h30 - Lançamento de livros; 16h – Minicursos; 17h30 - Exibição fílmica Documentário: Centenário da Imigração Polonesa em Cruz Machado - PR (Discussão com Dr. Zdzislaw Malczewski Schr); 19h - Atividade Cultural; 19h30 - Premiação do I BAIKA - Concurso Nacional de Contos Eslavos; 20h - Mesa-redonda: Interculturalismo e pesquisa: as perspectivas dos estudos eslavos no Brasil. Coordenador da mesa: Prof. Dr. Valdir Heitor Barzotto (USP); Debatedores: Profª. Drª. Olga Kempinska (UFF); Prof. Ms. Diego Leite de Oliveira (UFRJ); Profª Drª Thaís Janaína Wenczenovicz (UFRGS); Profª Drª Aleksandra M. Piasecka-Till (UFPR); Profª Drª Loremi Loregian-Penkal (Unicentro); Profª Drª Luciane T. da Costa (Unicentro).

09/06/2016 - 8h - Simpósios (apresentações de Trabalhos); 9h - I Fórum de Ensino de Língua Ucraniana no Brasil; 9h - Programação: Solenidade de Abertura (Vitório Sorotiuk/RCUB e Mariano Czaikowski /Cônsul Honorário da Ucrânia no Paraná; 9h15min - Mesa-redonda: Ensino de Língua Ucraniana no Centro Sul do Paraná. Debatedoras: Madalena Losovei/Associação de Professores de Língua Ucraniana; Meroslava Krevei/Museu do Milênio-Prudentópolis e Profª. Drª. Mirna Slava Kirylowicz Voloschen/CELIN/UFPR); 10h - Intervalo para café; 10h15 - Palestra: Ensino de Língua Ucraniana a Distância (Profª. Snizhana Maznova); 10h40 - Palestra: Ensino de língua ucraniana na Unicentro. Palestrantes: Profª. Drª. Regina Chicoski (Unicentro/DELET) e Prof. Ms. Clodogil Fabiano Ribeiro dos Santos  (Unicentro /DEMAT); 11h - Síntese das discussões apresentadas no Fórum e propostas de encaminhamentos - Proposição da Carta de Irati; 12h – Almoço; 13h30 - Oficinas culturais; 15h15 - Intervalo/café;15h30 - Oficinas culturais; 15h30 - Mesa Redonda: pesquisas em estudos eslavos na Unicentro; Coordenadora da mesa: Profª Drª Luciane Trennephol da Costa (Unicentro); Debatedores: Prof. Dr. Ancelmo Schorner (Unicentro/DEHIS); Profª Drª Karla Rosário Brumes (UNICENTRO /DEGEO); Profª Ms. Paula Grechinski (Unicentro/DETUR); Profª Drª Cibele Krause-Lemke (Unicentro/DELET) e Prof. Dr. Rodrigo Augusto Kovalski (UNICENTRO/DELET); 17h30 - Exibição fílmica: Iván - Discussão com Guto Pasko, produtor do filme; 19h - Atividade Cultural; 19h30 - Mesa-redonda: história, cultura e identidade nos estudos eslavos. Coordenadora da mesa: Cibele Krause-Lemke (Unicentro); Debatedores: Profª Drª Renata Siuda-Ambroziak (Universidade de Varsóvia - Polônia) e Prof. Ms. Marcin Raiman (Ministério do Ensino Superior da Polônia); 22h - Encerramento do evento

Graduação em língua ucranianas

A Unicentro poderá contar com um curso de graduação em língua ucraniana. De acordo com o professor do Departamento de Letras da Unicentro, Dr. Edson Santos Silva, os processos para a realização do curso dentro da universidade já foram realizados e agora a instituição está esperando a autorização do governo do Estado para iniciar a abertura do curso.

“Não tem no Brasil um curso de graduação de ucraniano”, disse o professor. “Estamos aguardando a aprovação para ser ofertado”.

Texto: Karin Franco/Hoje Centro Sul

Fotos: Letícia Torres/Hoje Centro Sul e Maysa Anciutti

Galeria de Fotos