facebooktwitterinstagramgoogle+
Edição 1190 - Já nas bancas!
20/12/2019

O Paraná está em guerra contra a dengue, afirma o governador

O Paraná está em guerra contra a dengue, afirma o governador

O governador Carlos Massa Ratinho Junior afirmou nesta quarta-feira (18) que o Paraná está em guerra contra a dengue. Ele convocou a população a colaborar no combate ao mosquito transmissor da doença para evitar o risco de uma grande epidemia no Estado. Em encontro no Palácio Iguaçu, o governador assinou decreto que instituiu o Comitê lntersetorial de Controle da Dengue no Paraná.

“É uma convocação para todo o Estado. Queremos que população do Paraná entre no combate à dengue. Precisamos conscientizar a todos sobre os cuidados para evitar uma epidemia, que pode acontecer”, ressaltou Ratinho Junior. “Estamos todos juntos nessa verdadeira guerra. A dengue mata”, completou.

Ratinho Junior afirmou que o governo organiza um grande mutirão para conter o avanço da doença, com a participação dos órgãos estaduais, prefeituras, instituições da sociedade civil, entidades do setor produtivo, igrejas, associações e clubes de serviço.

De acordo com o mais recente boletim epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde, divulgado terça-feira (17), foram registrados 3.293 casos confirmados da doença desde 28 de julho. O número é 2.950% maior quando comparado com o mesmo período do ano passado (108 casos), o que reforçou o alerta por parte do governo estadual.

“É uma política de enfrentamento, um programa de Estado. São 5 mil agentes espalhados por todo o Paraná, mas que precisam da colaboração da população para evitar a água parada, ajudar a limpar as casas e terrenos baldios para acabar com os focos da doença, a mais importante maneira de contê-la”, destacou o secretário estadual da Saúde, Beto Preto.

SOROTIPO – De acordo com o secretário, existem quatro sorotipos de dengue e quem pegou a doença não está imunizado. Neste ano, ressaltou, cerca de dois terços da doença registrada no Paraná são do sorotipo 2 (DENV-2), considerada mais resistente.

Ele lembrou também que o mosquito ficou mais forte, diminuindo a eficácia de repelentes e do fumacê, o veneno mais usado contra o transmissor. O Ministério da Saúde está em fase final de estudos para a substituição do inseticida. “Por isso a necessidade de falar abertamente com as pessoas para diminuir os danos”, disse.

Comitê

A principal atividade do Comitê Intersetorial, que é coordenado pela Secretaria da Saúde, será espalhar por todos os municípios paranaenses informações de como conter a proliferação do mosquito Aedes aegypti, vetor da doença.

Além disso, o grupo fica responsável pelo acompanhamento semanal do boletim epidemiológico, que servirá de parâmetro para novas ações, como mutirões de prevenção com foco na eliminação de criadouros do mosquito transmissor.

Situação atual

Atualmente, 266 municípios apresentam notificações para a dengue, que passam de 16.596 no Paraná. Os municípios com maior número de casos confirmados são: Santa Isabel do Ivaí, com 205 casos; Inajaí, com 71 e Nova Cantu, com 56.

São 11 cidades com epidemia: Paranacity, Nova Cantu , Quinta do Sol, Inajá, Santa Isabel do Ivaí, Ângulo, Colorado, Doutor Camargo, Floraí, Uniflor e Florestópolis.

Ações em Irati

Em Irati, neste dia 18, a 4ª Regional de Saúde de Irati e a 8ª Companhia Independente de Polícia Militar realizaram uma blitz educativa da campanha “A Dengue Mata”. Foram distribuídos panfletos com orientações a fim de sensibilizar a população para os meios de profilaxia e demais cuidados necessários para evitar epidemias de Dengue.

Agência Estadual

Galeria de Fotos