facebooktwitterinstagramgoogle+
Edição 1178 - Já nas bancas!
04/11/2019

Servidor da Prefeitura de Imbituva e outras duas pessoas são presas em investigação de fraude

Servidor da Prefeitura de Imbituva e outras duas pessoas são presas em investigação de fraude

Na manhã desta segunda-feira (04), a Polícia Civil de Imbituva cumpriu três mandados de prisão temporária e quatro mandados de busca e apreensão em Imbituva.  De acordo com o delegado Luís Gustavo Timossi, um servidor público da Prefeitura de Imbituva e outras duas pessoas envolvidas em um processo de desapropriação de imóvel para a construção de um centro de reabilitação, com indícios de fraude, foram conduzidas pelos policiais.

A apreensão de documentos na sede da Prefeitura de Imbituva e as prisões temporárias ocorreram no âmbito da Operação Lote de Ouro, conduzida pela Polícia Civil de Imbituva em conjunto com a Divisão de Combate a Corrupção de Curitiba (DCCO), com o apoio dos policiais civis da 13ª Subdivisão Policial (SDP) de Ponta Grossa.

Conforme a Polícia Civil, as investigações começaram há cerca de dois meses e analisam indícios de crimes como falsidade ideológica, falsa perícia e associação criminosa, entre outros, que teriam provocado um prejuízo estimado em R$ 500 mil aos cofres públicos.

O delegado Luís Gustavo Timossi  comenta que, agora, os documentos apreendidos serão analisados. Também comenta que não é possível divulgar os nomes das pessoas presas temporariamente. 

Prefeitura

A Prefeitura Municipal de Imbituva informou que irá se manifestar sobre o caso por meio de nota oficial, que será publicada em seu site ainda neste dia 04.

 

Texto: Da Redação/Hoje Centro Sul

Foto: Divulgação