facebooktwitterinstagramgoogle+
Edição 1177 - Já nas bancas!
21/10/2019

Irati recebe 2ª remessa de produtos do Banco de Alimentos do Ceasa

Irati recebe 2ª remessa de produtos do Banco de Alimentos do Ceasa

Na manhã de terça-feira, chegou ao Centro de Processamento de Alimentos, na Feira do Produtor Iratiense, a segunda remessa de produtos provenientes do Programa Banco de Alimentos, do Ceasa.

Nesta remessa, aproximadamente 4.000 kg de produtos foram trazidos a Irati, em 200 caixas. Entre os vários alimentos recebidos, a carga deste dia 15 teve tomate, abobrinha, pepino, alho, cebola, abacate, alface, mostarda e couve rábano.

“Este convênio do Município com o Ceasa está surtindo grande efeito, principalmente na merenda escolar”, salientou o prefeito Jorge Derbli, que junto com o secretário de Agricultura, Raimundo Gnatkowski, acompanhou a descarregamento e destinação dos produtos para distribuição nas escolas, CMEIs e diversas entidades de Irati.

“Dia 16, é o Dia Mundial da Alimentação, e é bem oportuno registrar a importância destes alimentos que estão vindo regularmente a Irati, com custo praticamente zero”, declarou o secretário Gnatkowski.

O que é o programa

O Banco de Alimentos é uma iniciativa de abastecimento e segurança alimentar e funciona através da coleta dos produtos não comercializados pelos atacadistas e produtores rurais nas Unidades da CEASA/PR.

Também são recebidas doações do Programa de Aquisição de Alimentos - PAA, programa coordenado pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, com o objetivo de garantir o acesso aos alimentos em quantidade, qualidade e regularidade necessárias às populações em situação de insegurança alimentar e nutricional e promover a inclusão social no campo por meio do fortalecimento da agricultura familiar.

O PAA adquire alimentos, com isenção de licitação, por preços de referência que não podem ser superiores nem inferiores aos praticados nos mercados regionais, até o limite de R$3.500,00 ao ano por agricultor familiar que se enquadre no Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar – PRONAF, exceto na modalidade Incentivo à Produção e Consumo do Leite, cujo limite é semestral.

Os produtos, tanto os arrecadados na Ceasa quanto pelo PAA, são recebidos, selecionados e distribuídos gratuitamente às entidades assistenciais e às famílias em situação de insegurança alimentar e nutricional, previamente cadastradas, como forma de complementação às refeições diárias da população assistida. Em contrapartida, as entidades atendidas pelo Banco de Alimentos participam de atividades de capacitação em educação alimentar, para que o conhecimento seja repassado à comunidade.

O público alvo destes alimentos são creches, hospitais, asilos, casas de recuperação, casas lares e outros, que atendam pessoas em estado de insegurança alimentar e nutricional e famílias em vulnerabilidade social.

Texto: Assessoria PMI

Galeria de Fotos