facebooktwitterinstagramgoogle+
Edição 1177 - Já nas bancas!
14/10/2019

Municípios da região estão entre os 33 do Paraná que terão novas casas populares

Ao todo, 1.494 novas moradias foram confirmadas pelo governador Ratinho Júnior. Irati, Imbituva, Prudentópolis, Rebouças e Rio Azul serão beneficiados

Municípios da região estão entre os 33 do Paraná que terão novas casas populares

Mais 1.494 novas casas populares para 33 municípios paranaenses foram confirmadas na quarta-feira (9) pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior. Na região, os municípios de Imbituva, Irati, Prudentópolis, Rebouças e Rio Azul serão beneficiados.

“É uma iniciativa social do Estado para atender quase 1,5 mil famílias do Paraná. Nosso compromisso é atender as pessoas que sonham com a casa própria”, afirmou o governador. Ele destacou que os projetos na área da habitação também contemplam a regularização fundiária, que já atendeu mais de mil famílias neste ano.

São imóveis financiados, casas repassadas gratuitamente a famílias de baixa renda e condomínios para pessoas idosas. O investimento é de R$ 118 milhões, com recursos do Tesouro Estadual, por meio do programa Habita Paraná, e de financiamento do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

Em Irati, serão construídas 40 casas pela modalidade Viver Mais, programa específico para pessoas com mais de 60 anos, que atenderá por meio do aluguel social. Os recursos investidos no município serão de R$ 3,5 milhões e o desenvolvimento do projeto no município conta com o apoio do deputado estadual Artagão Júnior. 

“Vamos construir as casas na Vila São João, ao lado do parque que também está sendo construído”, explicou o prefeito Jorge Derbli. Para ele, este é um benefício para atender idosos que não têm onde ficar. “Muitos idosos que ficam em asilo não têm um espaço reservado. No condomínio, isso será possível, além de toda a infraestrutura apropriada que está sendo preparada”.

Em Prudentópolis também serão construídas casas destinadas à população idosa. “A política para os idosos é prioritária, e agora Prudentópolis vai abrigar um dos primeiros projetos dessa categoria”, disse o prefeito Adelmo Klosowski, destacando que o município também receberá unidades habitacionais pelas outras modalidades. Serão 154 novas casas na cidade.

Habita Paraná

A maior parte dos recursos é do programa Habita Paraná, lançado este ano pela Cohapar, com o objetivo de estabelecer uma política pública contínua para o setor habitacional. O programa é dividido em três modalidades, duas das quais são contempladas nos investimentos anunciados nesta quarta-feira.

A primeira é a Carteira Própria, que retoma os empreendimentos construídos com recursos da própria Cohapar. Neste momento, serão 716 moradias, financiadas com custos reduzidos e condições facilitadas de pagamento. As moradias são voltadas para famílias com renda mensal de até seis salários mínimos e o investimento é de quase R$ 57 milhões. “As famílias terão 30 anos para pagar, com juros de 4% ao ano, os mais baratos do mercado na área de construção civil”, explicou o presidente da Cohapar, Jorge Lange.

Viver Mais

Já pela modalidade Viver Mais, serão construídos quatro empreendimentos específicos para pessoas com mais de 60 anos, que atenderá por meio do aluguel social. Trata-se de condomínios horizontais fechados, com 40 moradias cada, para casais ou pessoas solteiras. Ao todo, serão 240 unidades, que somam R$ 14,5 milhões em investimentos

Os projetos preveem equipamentos de infraestrutura para atendimento básico de saúde e assistência social, além de espaços de convivência e lazer à disposição dos futuros moradores. Pelos modelos dos contratos firmados com as prefeituras, o atendimento aos idosos será prestado periodicamente por funcionários públicos municipais.

De acordo com o presidente da Cohapar, também faz parte do Habita Paraná o projeto de desfavelamento, que será desenvolvido em parceria com a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas. A previsão é atender 8 mil famílias em quatro anos, com projetos de requalificação urbana, melhorias na infraestrutura e até remoção, para novas moradias, das famílias que vivem em áreas de risco ou de proteção ambiental.

Vulnerabilidade

As outras 618 unidades serão construídas em 15 municípios com apoio da Secretaria de Estado da Justiça, Família e Trabalho e participação da Cohapar. Os empreendimentos atenderão pessoas em situação de vulnerabilidade social que já são cadastradas e beneficiadas por ações sociais da pasta e residem em áreas de risco ou em condições precárias.

Graças a um financiamento obtido pelo Governo do Estado junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), os imóveis serão repassados sem custo aos beneficiários. O investimento total é de R$ 45,7 milhões.

Municípios da região contemplados

Município

Programa

Casas

Investimento

Imbituva

Requalificação Urbana

177

R$ 16.329.267,21

Irati

Habita PR - Viver Mais

40

R$ 3.568.000,00

Prudentópolis

Requalificação Urbana

89

R$ 6.275.391,75

Prudentópolis

Habita PR - Financiamento

25

R$ 2.035.000,00

Prudentópolis

Habita PR - Viver Mais

40

R$ 3.860.000,00

Rebouças

Habita PR - Financiamento

32

R$ 2.207.000,00

Rio Azul

Habita PR - Financiamento

34

R$ 2.516.000,00

Texto: Da Redação/Hoje Centro Sul, com informações de assessorias

Fotos: Assessoria DAJ, Agência Estadual

Galeria de Fotos