facebooktwitterinstagramgoogle+
Edição 1164 - Já nas bancas!
06/09/2019

Instituições se preparam para desfile cívico em Irati

O desfile ocorrerá na manhã de sábado, dia 07 de setembro, em comemoração ao Dia da Independência. Cerca de 4.500 pessoas devem participar do evento, que será na Rua Conselheiro Zacarias

Instituições se preparam para desfile cívico em Irati

Aproximadamente 90 instituições participarão do desfile cívico em Irati neste sábado, dia 07 de setembro, em comemoração ao Dia da Independência. As instituições estão fazendo os últimos preparativos para o evento que, neste ano, tem como tema “Irati cidade de todas as culturas” e deverá reunir cerca de mil participantes a mais que no ano passado. Como de costume, escolas e CMEI´S preparam suas atrações e alegorias para mostrar como o tema foi trabalhado no ensino.

O Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Santo Antônio é uma das instituições que está fazendo os últimos ajustes. Para este ano, eles trarão uma encenação da Paixão de Cristo, junto ao grupo de teatro que realiza a apresentação anualmente no Estádio Municipal de Irati.

“Na conversa com toda a equipe do CMEI Santo Antônio, a Rosimeri [Kremer] comentou que o grupo da Paixão de Cristo está comemorando 25 anos. Então decidimos fazer essa homenagem para eles”, explicou a diretora Josiane Vidal.

CMEI e grupo de teatro farão uma parceria para o desfile. “Como o grupo de teatro também foi convidado a participar, resolvemos fazer uma parceria para não ficarmos separados apresentando o mesmo tema. O CMEI vai homenagear o teatro, porém, vamos desfilar juntos”, contou a cozinheira do CMEI, Rosimeri Kremer.

As cenas do teatro tiveram que ser selecionadas devido ao número limitado de participantes por instituições, explica Rosimeri. “A cena do julgamento de Pilatos que vai ter mais personagens. Vai ter dançarinas, soldados, a crucificação e a ressureição. Todas representadas pelos atores e as crianças caracterizadas como eles”.

Outra instituição que participará do desfile novamente esse ano é o Colégio Antônio Xavier da Silveira. A diretora, Maria Amélia Ingles, conta como estão os preparativos. “Nós levamos os alunos para um ensaio dentro do pátio durante a semana. Cantamos o hino nacional e fazemos perfilamento. Seguindo o tema deste ano que é cidade de todas as culturas, vamos levar alunos do atletismo, do futsal, formação de docentes e os alunos de outras séries também”, comenta.

Ela ainda comenta sobre a valorização do civismo. “O desfile é uma data muito importante porque vamos mostrar para o público o nosso amor à pátria. Quero agradecer ao nosso município pela inciativa de fazer o resgate cívico na cidade. Irati precisa ter esses valores resgatados com nossa juventude”, disse Maria Amélia.

O desfile

A solenidade cívica está programada para ter início às 8 horas, com o Hasteamento da Bandeira acompanhado por uma banda que tocará o Hino Nacional. E às 8h30 os participantes começam a desfilar.

Segundo a organizadora do desfile, Josiane Kawa, cerca de 4500 pessoas desfilarão, mil pessoas a mais do que no ano passado. “ “As instituições aderiram, gostaram do desfile do ano passado. Tínhamos de escolas estaduais, por exemplo, somente o Colégio do Rio do Couro, Antônio Xavier e o Florestal. Esse ano entrou o Duque de Caxias, São Vicente de Paulo e João XXIII”, disse.

O evento será realizado novamente na Rua Conselheiro Zacarias. Porém, esse ano por opção dos organizadores. “Ano passado fizemos na Rua Conselheiro Zacarias[o desfile], porque tínhamos construções na Munhoz da Rocha. Com a mudança, notamos que ficou muito bom na Conselheiro Zacarias porque a rua é mais ampla, não tem lojas. Optamos por fazer lá novamente”, afirma Josiane.

 A mudança de local foi bem vista por quem desfila. “Acho a Rua Conselheiro Zacarias muito melhor porque tem espaço para quem está assistindo. Na Rua Munhoz da Rocha as pessoas ficavam quase todas nas vitrines das lojas, empilhadas, e acabavam adentrando a rua para ver o desfile. Outro ponto positivo é a área de recuo para as bandas fanfarras”, comenta a diretora do Colégio Xavier, Maria Amélia Ingles.

Texto: Da Redação/Hoje Centro Sul

Fotos: Jonas Stefanechen/ Hoje Centro Sul