facebooktwitterinstagramgoogle+
Edição 1177 - Já nas bancas!
30/08/2019

Oficinas de teatro serão oferecidas a professores e artistas

Oficinas de teatro serão oferecidas a professores e artistas

A Cia Stavis-Damaceno, de Curitiba, fará duas oficinas de teatro para a população de Irati na próxima semana. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas na hora.

Na segunda-feira (02), será oferecida uma oficina voltada para artistas. A oficina é destinada aos grupos de teatro profissionais e/ou amadores, objetivando o compartilhamento de conhecimento através de aulas teóricas e práticas. Serão discutidas questões inerentes ao teatro contemporâneo; o processo de criação, da Marcos Damaceno Companhia de Teatro e transmitidas as técnicas e treinamentos desenvolvidos pelos atores da Cia em trabalhos com textos contemporâneos. A oficina acontecerá às 13h, na sala 111, do Prédio Principal, no campus da Unicentro de Irati.

Já na terça-feira (03), a oficina será voltada aos professores da rede pública de ensino e pedagogos, visando oferecer oficina de aperfeiçoamento em teatro. Serão vistos a Leitura (ou exibição de vídeos) e apreciação crítica de trechos de importantes de textos da dramaturgia brasileira contemporânea, de distintas correntes estéticas. Haverá discussão das novas poéticas que se apresentam no século XXI e os desafios que estas colocam à encenação e à própria compreensão do ser humano. A oficina acontece às 13h, no auditório Denise Stoklos, no campus da Unicentro de Irati.

Teatro

As oficinas fazem parte do projeto da Cia Stavis-Damaceno, de Curitiba, que está rodando o interior do estado com a apresentação da peça teatral "Árvores Abatidas ou Para Luís Melo".

Em Irati, a peça será encenada no Auditório Denise Stoklos, na Unicentro, em três momentos: na segunda-feira, 2 de setembro, às 20h, e na terça-feira, 3 de setembro, em dois horários - às 16h e às 20h. A entrada é gratuita.

Peça

O espetáculo traz à cena uma mulher que, convidada a um “jantar artístico”, em homenagem ao famoso ator do Teatro Nacional e que faz até telenovelas, percebe que está, na verdade, em uma reunião de talentos medíocres. Arrependida de ter aceitado o convite e enquanto espera o famoso ator, que nunca chega, ela reflete sobre sua vida e o meio que a cerca, sob a lembrança de uma grande amiga de todos enterrada naquele mesmo dia.

O espetáculo, da Marcos Damaceno Companhia de Teatro, de Curitiba, desde sua estreia em 2008, apresentou-se em mais de 100 cidades de todas as regiões do país, tendo sido indicado aos principais prêmios do teatro brasileiro, incluindo o Shell, o da Associação Paulista de Críticos de Arte e o Aplauso Brasil. 

O texto, assinado por Marcos Damaceno a partir da obra de Thomas Bernhard, foi escrito especialmente para Rosana Stavis, uma das principais atrizes do teatro brasileiro, comemorar seus 20 anos de teatro. O enredo é descrito pelo autor como uma ode de amor ao teatro, em que reflete as delícias e as desgraças da vida artística.

Algumas das características marcantes da peça são a caricatura e o exagero como linguagem, o tom poético com repetições e variações, uma pitada de grotesco e o cuidado minucioso com a musicalidade e ritmo das frases, além das ideias implacáveis contra as misérias da sociedade e do ser humano. Trata-se de uma narrativa densa e sôfrega, por vezes angustiante, frequentemente hilariante.

Comemoração

Além de Irati, a peça também deverá ser apresentada em Sarandi, Francisco Beltrão, Pato Branco e Palmas. As apresentações fazem parte da comemoração dos 15 anos da Cia.Stavis-Damaceno, completados em 2019. Além das apresentações, também acontecem gratuitamente oficinas de teatro e de formação de plateia, debates e apresentações didáticas durante a passagem nas cidades.

Fundada em 2003 pelo diretor e dramaturgo Marcos Damaceno e pela atriz Rosana, a companhia acumula em seu repertório espetáculos com alta relevância no cenário teatral brasileiro.

As peças selecionadas para a circulação acumulam um histórico de, somadas, mais de 450 apresentações pelo Brasil. Este projeto é aprovado no Programa Estadual de Fomento e Incentivo à Cultura/ PROFiCE da Secretaria de Estado da Comunicação Social e da Cultura/ Governo do Estado do Paraná com apoio da COPEL.

Texto: Da Redação/Hoje Centro Sul, com assessoria

Foto: Divulgação