facebooktwitterinstagramgoogle+
Edição 1156 - Já nas bancas!
08/08/2019

Anselmo Stadykoski comenta os planos de trabalho ao reassumir a Secretaria de Serviços

Anselmo Stadykoski comenta os planos de trabalho ao reassumir a Secretaria de Serviços

Anselmo Stadykoski reassumiu o comando da Secretaria de Viação e Serviços Rurais da Prefeitura de Irati, no dia 1º de agosto. Segundo ele, o objetivo é “voltar a trabalhar forte no interior de Irati para dar apoio aos agricultores e às famílias do meio rural como um todo”.  Em outubro do ano passado,  Stadykoski havia pedido exoneração do cargo de secretário devido a questões particulares. 

Desde que retornou, o secretário tem feito um levantamentos das questões mais críticas no interior. “Existem algumas prioridades que eu considero que é preciso ter sensibilidade, para atender pessoas idosas, doentes, que precisam da melhoria das estradas até para que possa chegar a ambulância, o auxílio médico para cuidar da saúde destas pessoas”, disse.

Outro problema pontual que já está sendo solucionado é uma estrada intransitável, na região de Pinho de Cima, onde residem 15 famílias. Stadykoski conta que são apenas três quilômetros desta comunidade até a BR 277, mas que para executar os serviços já neste início de semana teve de transferir uma frente de trabalho que atuava na comunidade de Rio Preto para lá.

Diferentes regiões devem receber serviços simultaneamente, com a atuação de várias equipes de operadores de máquinas, motoristas, auxiliares, mecânicos e construtores de pontes e bueiros. “A proposta é trabalhar com três, quatro e até seis frentes de trabalho ao mesmo tempo. É o que eu já vinha mantendo no passado”, conta o secretário.

Outra diretriz é dar atenção especial ao material utilizado nos serviços, para garantir a durabilidade das estradas. “A maior preocupação que eu tenho, desde o início da administração do prefeito Jorge Derbli, é a aplicação de material de qualidade nas estradas. Porque o custo de manutenção de estradas é relativamente alto, então temos que colocar um material que corresponda com a expectativa, que seja durável, que suporte as ações do tempo, das intempéries, para garantir o tráfego em dias de chuva”, explica Stadykoski.

Segundo ele, será utilizado material basáltico, a conhecida “pedra-ferro”, nos serviços de cascalhamento e de recuperação de pontos críticos das estradadas, devido à boa resistência.  

Serviços em andamento

Estão sendo feitos serviços de recuperação da estrada principal da região do Pinhal Preto. Em breve, serão atendidos o Rio do Couro e Faxinal do Rio do Couro, nos trechos que ainda não receberam cascalhamento e fazem parte do percurso do transporte escolar.

A região da Campina Branca do Itapará também será atendida para permitir o transporte escolar e a extração de madeira.  “A estrada precisa de uma atenção especial porque ela vem sofrendo com o transporte pesado. Vamos manter uma manutenção periódica nessa estrada”, afirmou o secretário.

Ele cita que pretende manter mais uma frente de trabalho na região do Itapará, para atender também Vista Alegre – cuja estrada principal precisa da reposição do cascalho – e Cadeado Santana. Entretanto,  recisa aguardar o conserto de máquinas, que estão na oficina.

Segundo Stadykoski há outra frente de trabalho atuando na região da granja do Marcos Pauluki, em Alvorada, saindo no Rio do Couro. A via é usada pelos produtores de cebola e havia demanda por melhorias. Após o término destes serviços, o plano do secretário é: “aproveitar esta mesma equipe para fazer toda a manutenção que precisa na estrada da Cachoeira do Palmital e Palmital, para garantir um trânsito seguro, com chuva, para aqueles produtores lá”.

Em várias localidades, a Secretaria de Viação e Serviços Rurais está fazendo melhorias em estradas de roça, dentre elas, Cerro da Ponte Alta e Mato Queimado. Ainda executa terraplanagens para que os agricultores construam barracões ou estufas de fumo. Atualmente este tipo de serviço está em andamento em Campina do Guamirim.  

E, além de todos esses trabalhos, há uma empresa terceirizada fazendo a manutenção da estrada que vai de Gonçalves Júnior, passando pelo Itapará, saindo lá no Cerro do Leão, via Faxinal dos Neves.

Necessidade do agricultor

Atender as principais necessidades dos agricultores foi a determinação do prefeito Jorge Derbli ao secretário Anselmo Stadykoski.  “No momento em que a gente esteja fazendo a manutenção, o cascalhamento da estrada principal, esses acessos de agricultores, a gente vai fazer porque sabemos da real necessidade do agricultor”, disse.

Pontes e bueiros

A construção de pontes e bueiros também precisa ocorrer. O secretário conta que está sendo feita uma galeriana estrada que liga o Pinho de Cima a São Miguel e outra na região do Arroio Grande. Foi concluída na última semana a construção de uma ponte de madeira na região do Rio Corrente e outra ponte similar começará a ser feita na região de Valeiros.

Texto: Letícia Torres

Fotos: Ciro Ivatiuk/Hoje Centro Sul

Galeria de Fotos