facebooktwitterinstagramgoogle+
Edição 1156 - Já nas bancas!
08/08/2019

Editorial - Incêndios em vegetação na área urbana trazem riscos

Editorial - Incêndios em vegetação na área urbana trazem riscos

Mais uma vez fumaça e fogo alto são vistos em terrenos baldios em vários pontos de Irati. O sistema do Corpo de Bombeiros registrou o dobro de incêndios em vegetações no mês de julho comparado ao ano passado. Considerando o primeiro semestre, os incêndios em vegetação já superaram os números do ano passado inteiro. Ao todo, 2018 contou com o registro de 80 ocorrências deste tipo. Até agosto deste ano, já são 54 ocorrências. Somente nos cinco primeiros dias de agosto de 2019 foram registradas 11 ocorrências deste tipo.

Os números preocupam. Seja pela piora considerável na qualidade do ar que respiramos – que já está ruim devido à baixa umidade –, ou pelo risco real de tragédias. As chamas que têm início em terrenos baldios ou em vegetação seca nas margens de rodovias podem se alastrar e atingir residências de alvenaria ou de madeira. Em casas de madeira é extremamente complicado conter um incêndio e em casas de alvenaria é um trabalho árduo para o Corpo de Bombeiros, muitas vezes, sem que se consiga evitar a perdas seja de patrimônio ou até de vidas.

Para muitos, essa visão pode ser exagerada. “Não vai acontecer”. “Nunca deu nada”. São algumas das frases ouvidas quando se tenta alertar. Porém, por que precisamos esperar para acontecer se temos outras ferramentas para conseguir prevenir situações trágicas?

Colocar fogo em terreno baldio é crime. O costume cultural de usar o fogo para queimar a vegetação e limpar terrenos, ainda utilizado por alguns, é inadmissível, sobretudo na zona urbana. Em Irati, a prefeitura municipal alerta periodicamente que o ato é um crime, que tem punições a quem o praticar. Também divulga os meios para ter acesso à coleta verde, que recolhe galhos, matos, restos do corte de grama. Quem continua com esta prática de colocar fogo em terrenos baldios não pode alegar desinformação. Logo, trata-se de alguém irresponsável, egoísta, que não sabe conviver em sociedade e tem dificuldades de respeitar regras feitas para o bom convívio em comunidade.

É possível denunciar à Guarda Municipal caso veja uma pessoa colocando fogo em vegetação na área urbana. Qualquer tipo de queimada, por menor que seja, tem riscos, sobretudo nos espaços urbanos, onde existem residências.