facebooktwitterinstagramgoogle+
Edição 1164 - Já nas bancas!
26/07/2019

Governador dá posse a 96 profissionais da Polícia Científica

Governador dá posse a 96 profissionais da Polícia Científica

O governador Carlos Massa Ratinho Junior deu posse na segunda-feira (22), a 96 profissionais para a Polícia Científica do Paraná. São médicos-legistas, peritos criminais, toxicologistas, odontolegistas e químicos-legais, que passaram no concurso público feito em 2017 e iniciam agora um curso de formação específica.

Eles serão designados para atuar nos Institutos Médico Legais (IML) e nos institutos de criminalística em todo o Estado. A posse dos profissionais, afirmou o governador, atende ao compromisso de profissionalizar e trazer mais modernidade às forças de segurança do Estado.

“Não se faz segurança pública sem ter a presença física de bons profissionais”, afirmou. “Essa contratação faz parte de um trabalho de reorganização da Secretaria da Segurança Pública. É um reforço inclusive para o interior. Esses profissionais vão ajudar na elucidação de vários casos que estão em investigação”, ressaltou.

Ratinho Júnior ainda disse que a posse dos profissionais marca a retomada das contratações na área de segurança pública.  Segundo ele, o governo está preparando concursos para a contratação de cerca de 500 policiais civis e de 2.600 policiais militares.

Funções

De acordo com o secretário da Segurança Pública, Romulo Marinho Soares, o trabalho da Polícia Científica traz embasamento às investigações policiais e é um importante componente de integração das forças de segurança. Já o diretor-geral da Polícia Científica, Leon Grupenmacher explicou que os novos profissionais trarão mais agilidade na elucidação de crimes investigados no Estado.

Capacitação

Após a posse, os profissionais iniciam uma capacitação de cerca de três meses em Curitiba e, até o final do ano, começam a atuar nos locais onde ficarão lotados. O treinamento inclui aulas teóricas com noções de Direito, tiro, Medicina Legal e todas as áreas da perícia legal, grafo (reconhecimento de letras), local de crime (localística) e balística.

Da Redação/Hoje Centro Sul, com informações Agência Estadual

Fotos: Agência Estadual

Galeria de Fotos