facebooktwitterinstagramgoogle+
Edição 1141 - Já nas bancas!
20/05/2019

Baixa procura pela vacina contra a gripe preocupa em Irati

Baixa procura pela vacina contra a gripe preocupa em Irati

Faltando menos de 15 dias para o término da campanha da gripe deste ano, a Secretaria de Saúde de Irati vem registrando um precário índice de cobertura da vacinação contra gripe (influenza). Apenas 66% do público total recebeu a dose da vacina no município, o que é considerado extremamente baixo, considerando que o Ministério da Saúde estipula o mínimo de 90%.

“Nosso município tem cerca de 16 mil pessoas que se encaixam nos grupos prioritários definidos pelo Ministério da Saúde. Destes 4.326 são crianças, e 6.588 pessoas com mais de 60 anos”, explica a chefe do setor de Epidemiologia Municipal, Denise Homiak Fernandes.

A situação é particularmente delicada quando se especifica o percentual de crianças vacinadas. Da meta de 4.326 crianças a serem vacinadas, foram apenas 2.830 até o momento, resultando em um índice ainda menor de cobertura: 65,42%. “Analisando essa situação, vemos que 1.496 crianças não receberam a vacina. Com a criação da Lei Estadual nº 19.534/2018, que exige comprovação de vacinação em dia para as matrículas escolares, essas crianças não receberão a declaração, e não terão como receber posteriormente essa dose de vacina, pois só é ofertada em período de campanha. Esses pais não vão conseguir matricular seus filhos”, preocupa-se a responsável.

A campanha 2019 de vacinação contra a gripe 2019 encerra no dia 31 deste mês. Informações pelos telefones 3907 3155 e 9 9134 2856.

Vacina 2019 é composta por três cepas

Irati está vivendo, juntamente com o Brasil inteiro, a 21ª Campanha de Vacinação contra gripe, com o propósito de reduzir internações, complicações e mortes na população alvo. A composição da vacina é estabelecida anualmente pela OMS, com base na prevalência das cepas circulantes no ano anterior, sendo que neste ano a vacina é composta por três tipos de cepas de vírus: A H1N1, A H3N2, e B linhagem B Victoria. Produzidas com vírus fragmentados e inativados, não oferecem possibilidade alguma de desenvolver a doença.

Quem deve se vacinar

Além das crianças, compõem o grupo prioritário gestantes, puérperas, pessoas com mais de 60 anos, os trabalhadores de saúde (inclui cuidador de pessoas acamadas), os professores de escolas públicas e particulares (que devem apresentar declaração fornecida pela escola), as pessoas com comorbidades ou condições clínicas especiais (que devem apresentar prescrição médica com o CID da doença), jovens e adolescentes sob medidas sócio educativas, a população privada de liberdade e os funcionários do sistema prisional.

Os grupos devem procurar as salas de vacinação e receber a dose, visto que são pessoas que estão mais vulneráveis a sofrer as complicações da infecção por uma dessas cepas, como internamentos prolongados e óbito.

Onde encontrar

A vacina está disponível:

- Em todas as salas de vacina do município, das 07h30 às 11h30 e das 12h30 às 16h30h.

- Na sala extra de vacinação, em frente ao prédio Ildefonso Zanetti, que está em reforma, Rua ZefferinoBittecourt, 1.297, e funciona das 08h às 12h e das 13h às 17h.

- Dia 18/05 houve uma equipe no Cavalim Bora, das 08h às 18h.

- Dia 18/05 outra equipe esteve no Ivasko da Vicente Machado, das 09h às 18h.

- Dia 18/05, uma equipe esteve participando do DIA DA CIDADANIA, das 9h às 16h, na sede do Fórum, na Rua 19 de Dezembro, 418.

- Dia 25/05, último sábado da campanha, haverá uma equipe de vacinação no Cavalim Bora, das 08h às 18h, e outra equipe no Ivasko da Dona Noca, das 09h às 18h.

Foto/Texto: Assessoria PMI

Galeria de Fotos