facebooktwitterinstagramgoogle+
Edição 1158 - Já nas bancas!
10/05/2019

Tenente Spak será a 1ª mulher a assumir o Corpo de Bombeiros de Irati

O atual comandante, capitão Jorge Augusto Ramos, será promovido a major e assumirá o comando do 1º GB de Curitiba na próxima semana

Tenente Spak será a 1ª mulher a assumir o Corpo de Bombeiros de Irati

O 3º Subgrupamento de Bombeiros de Irati estará sob novo comando a partir da próxima segunda-feira (13). A tenenteCarla Adriana SpakSobolserá a nova comandante e assumirá o posto deixado pelo capitão Jorge Augusto Ramos. O atual comandantefoi promovido a major e assumirá o comando do 1º Grupamento do Corpo de Bombeiros de Curitiba.

Com a transferência de comando, atenente Spak será a primeira mulher a assumir o Corpo de Bombeiros de Irati. Ela conta que o sentimento foi um misto de surpresa e responsabilidade. “É um misto de surpresa, não por ser a primeira mulher, mas por ser um quartel que meu pai trabalhou muitos anos assim como meu tio. Estou no quartel desde pequena, agora a responsabilidade é muito grande”, disse.

A passagem do comando deve acontecer na próxima segunda-feira na Câmara de Vereadores de Irati, às 14 h. Para a tenenteSpak, a notícia foi uma surpresa. “Nos pegou de surpresa, pois foi muito rápido. Teve uma reunião na sexta-feira (03) e hoje que chegou ao nosso conhecimento da passagem de comando que acontecerá na segunda-feira (13)”, explica. 

O capitão Jorge Augusto Ramos comentou que a rapidez que tudo aconteceu ocorre devido às transferências e aposentadorias. “A pressa vêm devido à necessidade de suprir as transferências e aposentadorias, o comando precisa de oficiais superiores em determinadas situações, por isso a urgência”, comenta.

Além disso, como o não houve a concretização da transformação em Subgrupamento de Bombeiros Independente, o comando da unidade de Irati possui limitações e ele deverá ser transferido devido à promoção. “Pela nossa região, o nosso subgrupamento é de comando de capitão, meu posto atual, não comporta mais o meu novo posto [major]. Por questões legais, o comando tem que me classificar no comando de major”, explica.

Texto: Da Redação/Hoje Centro Sul

Foto: Arquivo/Hoje Centro Sul