facebooktwitterinstagramgoogle+
Edição 1119 - Já nas bancas!
08/03/2019

Moradores do bairro Canisianas em Irati reclamam sobre estado de rua

Moradores reclamam de buracos nos arredores da ruaLadislaoDelong, no bairro Canisianas, em Irati. Pedido chegou à Câmara de Vereadores

Moradores do bairro Canisianas em Irati reclamam sobre estado de rua

Moradores das proximidades da ruaLadislaoDelong, no bairro Canisianas, em Irati, se reuniram para pedir providências em relação à situação das ruas. Eles reclamam que os buracos e o desnível da rua prejudicam os carros que passam frequentemente pelo local.

Viviane Oleinikorganizou um abaixo-assinado no ano passado com 33 assinaturas e conta que os moradores já estão há alguns anos fazendo protocolos na prefeitura. “Nós sempre mandamos protocolos, uns dez anos atrás, mas sempre para o pátio de máquinas. E o pessoal vinha fazer o que era possível na época. Desde 2014, nós estamos mandando para a prefeitura mesmo, protocolado. Até achei um que minha mãe protocolou em 2014”, disse.

Segundo os moradores, a situação da rua tem prejudicado negócios. Há três anos e meio trabalhando no local, o mecânico Maicon Luiz conta que já perdeu cliente por causa dos buracos. “Um cliente já chegou e já falou: ‘Não venho aqui, porque até chegar na oficina, desmontou tudo’”, disse.

Ele ainda conta que o outro mecânico que trabalhava anteriormente no mesmo prédio se mudou por causa da situação das ruas. “O outro mecânico que trabalhava aqui até falou: ‘Estou indo embora daqui porque é horrível’. Por causa do asfalto”, disse. Outro prejuízo ocorre em dias de chuva, quando o trabalho do lava-car que está situado nas proximidades tem que ser refeito porque a lama dos buracos suja os carros novamente.

Os moradores contam que tapa-buracosforam realizados algumas vezes, mas não resolveram devido a frequência de carros que passam pelo local. “As pedras começam a saltar tudo”, afirma o mecânico.

Outro problema são as antigas manilhas que começaram a aparecer com a deterioração da rua. As antigas manilhas eram feitas de pneu. Os moradores pedem que a infraestrutura seja refeita.

Os moradores também questionam a destinação de um projeto de lei, aprovado em 2016, que destinou R$ 490 mil para a pavimentação de um conjunto de ruas, incluindo a LadislaoDelong.

Mobilização

 “Todo mundo reclama e nós achamos que somente nossos protocolos já não estavam tendo efeito. Nós tomamos a inciativa de fazer o abaixo-assinado”, conta Viviane. O abaixo-assinado com 33 assinaturas foi protocolado na prefeitura em setembro de 2018, com cópia para a Câmara de Vereadores de Irati.

Após a entrega do documento, Viviane conta que chegou a receber um telefonema do prefeito Jorge Derbli explicando que uma solução seria pensada a partir de janeiro para o local. No entanto, como não houve resposta no início deste ano, ela protocolou na Prefeitura e na Câmara mais um documento indagando sobre um parecer para o local.

Vereadores

A situação da rua foi comentada na sessão da Câmara de Vereadores de 19 de fevereiro, pelo vereador Rogério Kuhn. Ele disse que soube que a rua estava boa e que deveria entrar em contato com a moradora para ver a reclamação. Ele pediu também que a mesa diretora fizesse “uma triagem melhor sobre o que vem aqui em recebidos diversos”.

Com a resposta, Viviane enviou mais um documento à Câmara de Vereadores, lido na sessão de 26 de fevereiro, na presença dos moradores do local. Nesta sessão, o vereador Rogério Kuhn não estava presente.

No documento, a moradora comentou sobre a resposta do vereador e disse que enviou o mesmo documento para o Ministério Público. “Esse protocolo que fiz, eu encaminhei ao prefeito, à Câmara e uma cópia para promotor de Justiça de Irati, porque o vereador, que está gravado em vídeo, ele sugere que seja feita uma triagem de todos os problemas que chegam na Câmara, de reclamações de moradores. Daí ele já está privando um direito meu e de qualquer cidadão de reclamar. E isso não pode num país democrático como o nosso”, disse.

Providências

Durante a sessão de terça-feira (26), o vereador José Bodnar sugeriu que ele e os vereadores Marcelo Rodrigues, líder do governo, Edson Luiz Elias e Rogério Kuhn, se dirigissem em uma comitiva à prefeitura para conversar sobre a situação da rua.

Em contato com a Prefeitura de Irati, o secretário de Serviços Urbanos, Wilson Pedroso, comentou que tem conhecimento da rua e que providências devem ser tomadas.

Texto: Karin Franco

Fotos: JonasStefanechen/Hoje Centro Sul

Galeria de Fotos