facebooktwitterinstagramgoogle+
Edição 1119 - Já nas bancas!
01/03/2019

Prefeito de Rebouças visita Cohapar para tratar sobre obras na Vila Facão

Prefeito de Rebouças visita Cohapar para tratar sobre obras na Vila Facão

O presidente da Cohapar, Jorge Lange, recebeu na quarta-feira (13), em seu gabinete, a visita do prefeito de Rebouças, Luiz Zak. Os dois acertaram detalhes sobre o início das obras na Vila Facão. No local haverá a construção e reforma de 53 moradias, obras de urbanização, infraestrutura, recuperação ambiental e na regularização dos lotes dos imóveis que estão em boas condições e fora das áreas de risco.

O público beneficiado é formado por famílias de baixa renda, que devido aos subsídios aplicados pelo programa não precisarão arcar com qualquer custo da intervenção. “Contamos com o apoio técnico da Cohapar para dar celeridade aos últimos trâmites para a contratação e início efetivo das obras”, informa o prefeito Zak.

Atualmente, o processo licitatório para contratação da construtora responsável pela execução das obras está em fase de conclusão.

O projeto prevê investimentos de aproximadamente R$ 4,5 milhões oriundos de um financiamento obtido pelo Governo do Estado junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) por meio do programa Família Paranaense.

Novos projetos

Além da Vila Facão, a administração municipal pleiteia ainda a construção de outras 32 unidades voltadas ao atendimento da população em geral que não possui casa própria. Neste caso, a contratação depende da disponibilidade orçamentária do Governo do Estado para que a própria Cohapar financie as obras.

Segundo Lange, a atual gestão tem promovido uma série de mudanças visando a redução dos custos operacionais para que a economia gerada possa subsidiar estes projetos. “Após esta reestruturação, poderemos avaliar com mais profundidade os recursos disponíveis e retomar a elaboração dos projetos em conjunto com as prefeituras”, informa o presidente da Cohapar. “Esta política faz parte da estratégia do governador Ratinho Júnior em priorizar as ações voltadas diretamente à população”, conclui.

Texto: Da Redação, com informações Assessoria Cohapar

Foto: Assessoria Cohapar