facebooktwitterinstagramgoogle+
Edição 1119 - Já nas bancas!
01/03/2019

Moradores sofrem com alagamentos após forte chuva em Irati

Moradores sofrem com alagamentos após forte chuva em Irati

Após as fortes chuvas que ocorreram em Irati nesta quarta-feira (20) pela manhã,foram registrados alagamentos em residências próximas ao loteamento Van Der Neut, situado perto do Centro de Tradições Willy Laars (CTG). Moradores da localidade tiveram transtornos e prejuízos.

Ademir Pedroso de Oliveira, que reside no local, conta que essa foi a primeira vez que sua casa ficou alagada. “Eu não estava em casa, Minha filha ligou que tinha alagado, eu até duvidei porque nunca tinha alagado na minha casa em 20 anos que moro lá. Quando cheguei estava uns 20 centímetros aproximadamente de barro dentro da casa. Alagou todos os quartos, a cozinha, sala, abrigo”, disse.

O morador cita quando iniciaram os alagamentos. “Começou a alagar depois que foi aberto o loteamento Lago Real. Várias casas começaram a alagar, nós, do Van Der Neut, que estamos sendo prejudicados”, afirma. Ele acrescenta que o problema já vem acontecendo há cerca de quatro anos. “Depois que foi aberto o loteamento estava alagando só o bueiro da minha casa, não estava entrando na casa, mas hoje alagou toda a casa, tanto a minha como a da minha filha que fica ao lado. A minha casa só alagou hoje, mas há quatro anos, desde que abriu o loteamento, têm relatos de que têm alagamentos nas outras casas, outros vizinhos já reclamaram, mas não resolveu nada”.

A equipe do jornal Hoje Centro Sul entrou em contato com a Prefeitura Municipal de Irati para saber como a questão pode ser solucionada. Dagoberto Waydzik, secretário de Urbanismo de Irati, diz que a prefeitura já tem conhecimento dos alagamentos no loteamento Van Der Neut e afirma que o problema já está sendo resolvido. “Temos conhecimento do problema e ele já está sendo resolvido. Contatamos a empresa da Lago, que é responsável por fazer as melhorias necessárias. Entendemos que tem moradores que estão prejudicados, mas a empresa já esta notificada para fazer esses acertos. Estivemos hoje (20), em reunião para fazer bacias de retenção, que serão as linhas próximas ao seminário [Mãe de Deus], CTG e alguns outros lugares, que receberão aporte de água nos dias de chuva”, disse.

Alagamentos pela cidade

Perguntado sobre outros possíveis pontos de alagamentos na cidade, Dagoberto explica que a prefeitura já está em busca de recursos para resolver possíveis problemas e lembra pontos que foram solucionados. “Existem locais pontuais aonde existem esses alagamentos, muitas vezes é problema de drenagem, mas estamos atrás de emendas, de verba para resolver esse problema da cidade, limpar os bueiros aonde muitas vezes acontece o entupimento por sujeiras, e assim a água pode aflorar para a superfície causando problema para os moradores. Já foi feito um canal hídrico no centro da cidade, fizemos uma extensão grande de dragagem que leva da empresa Dallegrave até o bairro Vila Nova, que acabou com enchentes quecertamente ocorreriam hoje se não tivesse sido feita essa dragagem”, explica.

Trecho da Rua Camacuã

As chuvas também causaram prejuízos na ruaCamacuã. A Secretaria de Serviços Urbanos, com o apoio da Sanepar, nesta quinta-feira (21) trabalhou na Rua Camacuã, cruzamento com a Expedicionário José Langner, no Bairro Rio Bonito.

A frente de trabalho procura levantar o motivo que fez parte do asfalto ceder na última quarta-feira, durante o forte fluxo de chuvas que ocorreu pela manhã. As ruas estão funcionando em meia pista e, em razão disso, pede-se a atenção e paciência de todos os motoristas.

Texto: Da Redação/Hoje Centro Sul

Fotos: Thainá Ferreira/Hoje Centro Sul

Galeria de Fotos