facebooktwitterinstagramgoogle+
Edição 1126 - Já nas bancas!
23/01/2019

Primeiro caso de dengue em 2019 é identificado em Irati

Outros quatro casos foram notificados e aguardam a confirmação

Primeiro caso de dengue em 2019 é identificado em Irati

A prefeitura municipal de Irati fez um alerta nessa semana sobre a Dengue. A preocupação do município veio depois da confirmação do primeiro caso de dengue na cidade nesse início de ano. Além do casso confirmado, mais quatro casos estão sendo tratados como suspeitos.

“Nesse ano de 2019, já estamos com o quarto caso de dengue notificado e um caso de dengue no município de Irati. Nós estamos aqui fazendo um apelo para que todo o cidadão faça a sua parte. Façam a limpeza dos seus quintais – principalmente nos potes que contem água, nos vasos de flores e nos recipientes de água dos animais domésticos”, fala Magali de Camargo, secretária de Saúde de Irati.

Os casos confirmados nos últimos anos sempre foram de pessoas picadas pelo mosquito durante viagens, mas neste ano um dos infectados não saiu da cidade de Irati, por isso veio à confirmação de que ele teria sido picado dentro da cidade. O medo é que existam mais casos ainda não identificados.

A prefeitura solicitao apoio da população para conter o avanço do mosquito. Salienta a necessidade de atenção e cuidados em relação à água parada.

Além dos locais comuns onde o mosquito pode se reproduzir, como vasos de flores, potesde animais de estimação e pneus velhos, a secretária faz um alerta especial quanto a outro lugar onde pode haver a proliferação. “Um novo lugar que tem se tornado alvo dos mosquitos e que poucas pessoas sabem, mas que o mosquito pode entrar é o ladrão da caixa d'água, por mais que a caixa esteja fechada, o ladrão é uma boa opção para o mosquito”, diz.

Sintomas da doença

A secretaria Magali, pediu para que a população fique atenta aos sintomas causados pela picada do mosquito infectado, que são:Febre alta, acima de 39º, dor no corpo,dor atrás dos olhos, dor nas articulações evermelhidão pelo corpo.

A secretária recomenda que pessoas com febre e com sintomas que podem ser relacionado à picadaprocurem uma unidade de saúde, seja ela pública ou privada, para que seja avaliado os sintomas .

 

Paraná

No total, são 44 municípios paranaenses que apresentam os 142 casos confirmados da doença. Os dados estão no boletim epidemiológico sobre a situação da dengue, chikungunya e zika divulgado nesta terça-feira (15) pela Secretaria da Saúde do Paraná.

O aumento de cerca de 10% (na semana passada eram 129) se dá porque vários municípios fizeram recesso no final do ano e acumularam as notificações nesta semana.

Texto: Da Redação/ Jornal Hoje Centro Sul

Foto: Agência Estadual