facebooktwitterinstagramgoogle+
Edição 1087 - Já nas bancas!
21/09/2018

15 interessados participam da licitação para pavimentar a PR-364 entre Irati e São Mateus

As propostas de preços e documentos de habilitação do processo de licitação foram analisados nesta terça-feira (18)

15 interessados participam da licitação para pavimentar a PR-364 entre Irati e São Mateus

Quinze interessados (entre empresas e consórcios) disputam a obra de pavimentação asfáltica da PR-364, entre o perímetro urbano de São Mateus do Sul e a interseção com a BR-153 em Irati. O trecho de 49 quilômetros passa também pelo município de Rebouças. 
Os envelopes com as propostas de preços e documentos de habilitação foram abertos nesta terça-feira (18) pela Comissão de Licitação do Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER-PR). Conforme o edital, o preço referencial orçado pelo DER-PR é de R$ 159 milhões.
Esta é a segunda concorrência internacional do Programa Estratégico de Infraestrutura e Logística de Transportes do Estado do Paraná e a quarta obra rodoviária que será executada com financiamento do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). “A inclusão da PR-364 no BID é uma garantia para a população de que a obra vai sair do papel e virar uma realidade”, afirma o secretário de Infraestrutura e Logística, Abelardo Lupion. 
O asfaltamento da rodovia é esperado há mais de 50 anos e vai beneficiar cerca de 112 mil habitantes das três cidades. De acordo com Lupion, a PR-364 vai se transformar num corredor viário de grande importância para o desenvolvimento da região. “Além de facilitar o deslocamento dos moradores, o comércio e os produtores também saem ganhando com a agilidade no escoamento da produção”, destaca. 
Jorge Derbli, prefeito de Irati, compareceu à sessão de abertura dos envelopes. Para ele, é a concretização de um sonho antigo da população. “Vai melhorar a situação das cidades e criar mais empregos. Essa obra é muito importante para nós e a expectativa é que inicie o mais rápido possível”, afirma.
O prefeito de São Mateus do Sul, Luiz Adyr Gonçalves Pereira, também acompanhou o processo. “A partir de agora haverá um intercâmbio maior entre as duas cidades, tanto comercial, cultural quanto de negócios. É importante não só para as pessoas que moram, que poderão transportar seus produtos com mais segurança, tranquilidade e rapidez, mas também para fortalecer toda nossa região”, comemora. 
 

Obra 

O projeto prevê a restauração de três quilômetros de rodovia já pavimentada com alargamento dos acostamentos, implantação de calçadas e ciclofaixas na área urbana de São Mateus do Sul.   
No trecho ainda não asfaltado, o traçado existente será mantido com implantação de rodovia em pista simples com acostamentos. Haverá uma variante somente nos 1,2 mil metros finais do trecho, na chegada de Irati, para desviar o bairro Riozinho e retirar o trânsito de perto das residências.
Também está prevista a construção de uma nova ponte sobre o Rio Turvo, com 14 metros de extensão. Em Irati, uma trincheira fará a ligação da PR-364 e BR-153, que fica próximo ao trecho conhecido como “curva da morte”, onde há grande movimento de veículos e pedestres.

Prazos 

Após análise das propostas de preços e dos documentos de habilitação, o DER-PR vai encaminhar o relatório para o BID. Após a aprovação do resultado final pelo banco, o DER-PR anunciará a empresa vencedora no Diário Oficial do Estado e no portal Compras Paraná (www.comprasparana.pr.gov.br). A partir desta divulgação, começa a contar o prazo legal de 5 dias úteis para os concorrentes apresentarem eventuais recursos administrativos. 
Caso não haja contestação, o processo segue normalmente os trâmites para assinatura do contrato. A previsão é de que os trabalhos sejam concluídos dentro de dois anos após a emissão da ordem de serviço. 

Texto: Assessoria DER

 

 

 

Galeria de Fotos