facebooktwitterinstagramgoogle+
Edição 1093 - Já nas bancas!
10/08/2018

Busca de recursos para o Instituto do Câncer motiva Pauliki a concorrer ao cargo de deputado federal

Busca de recursos para o Instituto do Câncer motiva Pauliki a concorrer ao cargo de deputado federal

 

 

No Instituto do Câncer dos Campos Gerais (ICCG), já em construção, deverão ser atendidos pacientes das regiões Campos Gerais, Centro Sul e Norte Pioneiro

 

Com a candidatura a deputado federal homologada pelo Solidariedade na última sexta-feira (03), Marcio Pauliki, atual deputado estadual, pretende buscar junto ao Ministério da Saúde, no governo federal, R$ 20 milhões para a consolidação da terceira fase do Instituto do Câncer dos Campos Gerais (ICCG). Essa é uma das grandes bandeiras defendidas por Pauliki que, segundo o parlamentar, o motivam a disputar as eleições 2018.

Nos últimos anos, após intenso trabalho técnico e político, ele conquistou junto ao governo do estado um total de R$ 10 milhões para a primeira e a segunda fases do Instituto do Câncer. As obras dessa etapa estão previstas terem início entre os anos de 2019 a 2022. O ICCG irá funcionar no Hospital Regional Universitário dos Campos Gerais, em Ponta Grossa.

“Um parlamentar, além de fiscalizar o poder público, tem a obrigação de atender as demandas da nossa sociedade. Conquistar um Instituto do Câncer para atender os pacientes mais próximos de seus familiares é uma necessidade para a nossa comunidade. É preciso termos uma estrutura adequada e próxima da população”, afirma Pauliki.

Somados aos R$ 10 milhões já garantidos, a busca de mais R$ 20 milhões junto ao governo federal é para a consolidação da oncologia pediátrica no Instituto do Câncer, em Ponta Grossa, deverão ser atendidas crianças e adolescentes das regiões: Campos Gerais, Centro Sul e Norte Pioneiro.

“Em Brasília, teremos a possibilidade de pleitear junto ao governo federal, aos ministérios, recursos para que esta iniciativa seja consolidada na região”, afirma Pauliki. “É preciso ter uma renovação na Câmara Federal, com políticos ‘fichas limpas’ e que estejam atentos às necessidades da população”, completa o candidato a deputado federal.

Fases

Enquanto deputado estadual, Pauliki atuou junto a diversa lideranças para viabilizar um abaixo-assinado que coletou cerca de 50 mil assinaturas para reivindicar ao governo do estado a liberação de repasses de R$ 8 milhões ao ICCG ainda este ano.

Com o repasse dos R$ 8 milhões, será possível a expansão do novo Centro Cirúrgico que terá 8 salas de cirurgia e adaptação de 25 leitos de internamento aumentando de 400 para 1000 cirurgias eletivas por mês em várias áreas, incluindo os tratamentos oncológicos. O montante irá ampliar número de leitos de internamento cirúrgico de 50 para 75. Além disso, o montante contemplará a ampliação da Central de Material de Esterilização e ampliação do Centro de Diagnóstico por Imagem. Esse investimento possibilitará tratamentos de quimioterapia e ampliação dos tratamentos de hematologia.

Através de R$ 2 milhões em investimentos, a 1ª fase do Instituto do Câncer já está em processo de conclusão com a implantação da Farmácia Oncológica e para o Centro de Tratamento de Leucemias e Linfomas (CTL). As famílias de pacientes também terão à sua disposição a Casa da Acolhida – um ambiente adaptado, com sala de estar, sala de descanso e cozinha comunitária “apadrinhado” pela Rede Feminina de Combate ao Câncer onde as famílias poderão aguardar os tratamento e cirurgias de seus parentes.

 

Texto: Redação/Hoje Centro Sul e assessoria

Foto: Divulgação

Galeria de Fotos